clube   |   doar   |   idiomas
Proeminente socialista tenta justificar sua riqueza - e acaba fazendo um tributo ao capitalismo
“Virei milionário pelo meu próprio esforço. Qualquer um também pode!”

Bernie Sanders pertence à ala da extrema-esquerda do Partido Democrata. Ele quase foi o candidato à presidência dos EUA pelo partido, em 2016, mas perdeu a nominação para Hillary Clinton.

No entanto, sua base de apoio é extremamente fervorosa, e é formada majoritariamente por adolescentes e jovens millennials, todos defensores abertos do socialismo.

Mais do que isso: o próprio Sanders é um auto-declarado socialista, e um contumaz defensor do regime venezuelano, o qual ele diz que deveria ser imitado pelos EUA.

Ainda mais famoso que sua defesa do socialismo é o seu desdém pelos ricos (sendo que ele próprio possui três mansões), os quais, segundo Sanders, são a fonte de todos os problemas dos EUA, bem como os causadores do aquecimento global.

Na semana passada, Sanders, que quer ser o candidato democrata às eleições presidenciais americanas de 2020, tornou públicas suas declarações de imposto de renda. E, para a surpresa de ninguém, o socialista que odeia os ricos é ele próprio um milionário.

Graças aos royalties das vendas de um livro que escreveu, Sanders está hoje, como a disse a CNN, "na categoria dos super-ricos". Ou, como alguns diriam, ele é parte do 1%.

Após toda uma vida política denunciando "milionários e bilionários" como a causa de tudo o que há de ruim nos EUA, esta revelação foi um tanto embaraçosa para Sanders.

Contradição constrangedora

Alguns críticos de Sanders afirmaram que isso faz dele um hipócrita. Eis um homem que vitupera milionários, mas ele próprio é um.

"Hipócrita", no entanto, não necessariamente seria o termo certo, desde que Sanders pague as alíquotas de impostos que ele diz que os milionários deveriam pagar, sua renda, por si só, não faz dele um hipócrita.

No entanto, até o momento, isso não ocorreu. Como mostra sua declaração de IR, ele e sua mulher pagaram uma alíquota de 26%, bem abaixo do valor de 52% que ele defende que os ricos devem pagar — e que, dependendo do humor dele, pode chegar a 77%.

Para compensar essa "magra" tributação, o casal doou US$ 19.000 para instituições de caridade, o que equivale a apenas 3,4% de sua renda.

Vale lembrar que nada proíbe Sanders de doar voluntariamente seu dinheiro ao governo federal. Qualquer americano pode fazer doações para o governo, como o website do Tesouro claramente instrui (até o momento, o Tesouro já recebeu US$ 3,7 milhões em doações).

O fato de Sanders não ter feito isso mostra que, na prática, ele quer que apenas "os outros" sejam confiscados, e não ele.

Ainda sobre "hipocrisia", é fato que Sanders também pode escapar da pecha de hipócrita dizendo que, quando denuncia milionários, ele não se refere a todos eles, mas apenas a, digamos, 90% deles. E então ele pode se autoincluir entre os 10% do bem.

Não obstante, Sanders não parece estar muito confortável com seu status de rico. Ao ser confrontado por estar entre aqueles que ele sempre vituperou, Sanders foi para a defensiva:

"Eu escrevi um livro que se tornou um best-seller", declarou. "Se você escrever um best-seller, você também pode se tornar um milionário."

Tradução: "Ganhei meu dinheiro de maneira justa e honesta; portanto, pare de me importunar!".

E é exatamente neste ponto que começamos a ver Bernie Sanders contradizer suas próprias afirmações sobre milionários, riqueza e capitalismo.

Bernie Sanders, o capitalista, refuta a desigualdade e a teoria da exploração

Para uma pessoa normal, a defesa feita por Sanders de suas riquezas não seria problema nenhum. Não há dúvidas de que muitas pessoas ricas, ao serem perguntadas sobre como ganharam seu dinheiro, responderiam: "Trabalhei para isso. Mereço."

No entanto, quando é o socialista Bernie Sanders quem diz isso, a coisa se torna mais espantosa.

Afinal, um dos principais mitos difundidos por Sanders e por toda a ala socialista da esquerda é que as pessoas que enriquecem fazem isso explorando os pobres. Assim como ocorre com os marxistas ortodoxos, há uma crença ampla e muito difundida entre a esquerda de que a riqueza só pode ser obtida por meio da exploração dos trabalhadores. Ademais, essas pessoas acreditam que as economias de mercado sistematicamente favorecem os ricos ao mesmo tempo em que proíbem o sucesso econômico daqueles que não nasceram ricos. Segundo esta narrativa, aqueles que porventura são ricos, mas que não exploraram os trabalhadores diretamente, provavelmente herdaram seu dinheiro de outras pessoas que inegavelmente exploraram trabalhadores.

Entretanto, ao ouvirmos Bernie Sanders explicando sua riqueza, é perceptível que ele próprio acredita que a riqueza pode ser obtida por meio do trabalho duro e honesto: "Eu escrevi um livro que se tornou um best-seller. Se você escrever um best-seller, você também pode se tornar um milionário."

Tradução: "Você pode ganhar muito dinheiro se você for bom no que faz. É realmente simples assim!".

Isso inegavelmente se parece muito com o argumento do "enriquecer por meio de seus próprios esforços", o qual a esquerda tão veementemente rejeita. E é um tanto bizarro ouvi-lo de um autodeclarado socialista.

Mas, realmente, não deveria ser surpresa nenhuma o fato de que, ao ser questionado sobre suas riquezas, Sanders tenha recorrido a um clichê capitalista. Ele obviamente fez isso porque o argumento faz sentido para qualquer pessoa racional. Dado que Sanders tinha de argumentar que sua riqueza foi obtida moralmente, ele recorreu ao argumento mais lugar-comum possível: ele enriqueceu porque fez por merecer.

Supondo que estamos falando apenas da renda que ele obteve com as vendas de seu livro, ele está certo. Ninguém foi obrigado a comprar seus livros. Ele ganhou dinheiro porque as pessoas voluntariamente entregaram seu dinheiro em troca do livro. Por esta medida, Sanders de fato "mereceu" seu dinheiro.

Porém, as observações de Sanders sobre as origens de sua riqueza não terminam aí. Há várias constatações interessantes.

Para começar, ao enfatizar que seu livro foi um "best-seller", ele está admitindo que toda a logística envolvendo a distribuição e entrega do produto para um grande número de pessoas foi um fator crucial para que ele pudesse enriquecer.

Sendo assim, por definição, Sanders aparentemente acredita que é possível produzir um bem ou serviço sem explorar trabalhadores. Afinal, seus livros não simplesmente apareceram magicamente no mundo. Seres humanos trabalharam para editar e imprimir os livros, organizá-los, montá-los e distribuí-los por todas as livrarias do país. Sanders ganhou dinheiro utilizando a mão-de-obra destas pessoas.

Com efeito, ele ganhou muito mais dinheiro do que todos os caminhoneiros que distribuíram seus livros para as livrarias de todo o país. Ele ganhou muito mais dinheiro que todos os trabalhadores que aturam na montagem dos livros.

Será que Sanders acredita que ele explorou esses trabalhadores? Aparentemente não. Sanders justifica sua riqueza como consequência de ter escrito um livro que as pessoas voluntariamente compraram. Ele não menciona absolutamente nada a respeito de todos os trabalhadores envolvidos no processo de produção que fizeram com que seu livro chegasse aos leitores.

Ademais, ao admitir que a enorme venda dos livros foi o que o tornou um milionário, ele está confessando que o ato de entregar um bem ou serviço desejado pelos consumidores é essencial para permitir o enriquecimento. Em outras palavras, tivesse ele apenas escrito um livro, ele não teria virado milionário. Porém, dado que ele escreveu um livro que virou best-seller — isto é, que agradou os consumidores —, isso trouxe a ele muito dinheiro.

Logo, dado que o segredo — como admite o próprio Sanders — para enriquecer é vender algo que as pessoas querem, isso não significaria que, em uma economia de mercado, os milionários e bilionários são aqueles que estão fornecendo um benefício para a sociedade?

Sanders está reconhecendo que o tamanho da riqueza está ligado a quantos consumidores um empreendedor atende no mercado. Sanders aparentemente acredita que pelo menos um milionário — ele próprio — enriqueceu porque forneceu às pessoas o que elas queriam. E, se este é o caso, qual é o sentido de dizer que os ricos não estão pagando a "quantidade justa" de impostos?

E dá para ir ainda mais fundo.

No que tange à questão da desigualdade de renda, Sanders deixa claro que entende sua causa. E se nem todos tiverem a capacidade e o talento para escrever um best-seller? Isso não significaria que algumas pessoas terão milhões de dólares ao passo que outras terão muito menos? Isso não criaria uma desigualdade?

A resposta, obviamente, é sim.

Vale enfatizar: estima-se que 73% da população adulta dos EUA tenha um computador. Isso equivale a 187,4 milhões de pessoas. Quantas delas são capazes de produzir um best-seller? Muito poucas. Já Sanders, utilizando um laptop que custa apenas algumas centenas de dólares, produziu um livro que lhe trouxe uma renda de US$ 795.000. Utilizar um insumo que vale poucas centenas de dólares e criar um produto que gera US$ 795.000 é a essência do capitalismo empreendedor.

Logo, podemos constatar — pelo próprio sucesso de Sanders ao vender livros — que a desigualdade não é necessariamente resultado de ricos explorando pobres. Ela pode simplesmente ser o resultado de algumas pessoas venderem mais livros que outras.

Conclusão

Nesta sua curta entrevista, aprendemos algumas coisas com Sanders:

1. Ele acredita que fornecer um produto (ou serviço) que seja demandado justifica a alta renda obtida por aqueles que o produzem.

2. Há um elo entre a renda obtida e o número total de pessoas servidas.

3. Se você fizer o mesmo — isto é, atender demandas de um grande número de pessoas — poderá virar um milionário também.

4. Esses três fatores geram uma desigualdade natural entre as pessoas.

Sem exageros, eis aí um pequeno manifesto capitalista de Sanders.

Infelizmente, é improvável que ele utilize estas recém-descobertas revelações e as coloque em prática em termos de políticas públicas. Ele certamente continuará fazendo discursos socialistas e anti-capitalistas. E por que não deveria? Foi isso o que o tornou um milionário.

 


autor

Ryan McMaken
é o editor do Mises Institute americano.


  • Jose Mujica  24/04/2019 17:59
    A única causa que une pobres e milionários é o ódio aos bilionários.
  • anônimo  26/04/2019 17:44
    Eu não sei porque pessoas teriam ódio, de outras pessoas , só, porque elas têm condições financeiras melhores que a sua . Inveja , sim , mais normal , mas ódio??? Doentio, não ??
  • Milionário  26/04/2019 19:00
    "É impossível se tornar milionário sem fazer alguns inimigos no caminho"

    Riqueza alheia causa na melhor das hipóteses inveja, mas se o convívio for de alguma forma inevitavelmente pessoal e prolongado seja por que motivo for evolui para ódio, além de uma certa solidão. Mas com certeza é melhor do que ficar se preocupando com boletos para pagar.
  • Gustavo A.  24/04/2019 17:59
    Os democratas estão fazendo uma baita força para que Trump seja reeleito...
  • Revoltado  24/04/2019 19:20
    Amém!
  • Pedro Ivo  24/04/2019 20:30
    na verdade oq eles estão fazendo é força para haver mais gente invejosa e ressentida nos EUA, de modo que eles possam usar a força dos números contra o bode expiatório da vez. Hitler fez isto contra os judeus, Lênin contra os proprietários de terra, o MST faz contra os latifundiários, o gayzismo contra os heterossexuais, Satanás contra Deus, etc., blábláblá. Trump pode até se safar dos resultados disto, mas, quanto tempo antes que a demografia do ressentimento triunfe?
  • Jairdeladomelhorqptras  25/04/2019 13:54
    Caro Pedro Ivo,
    Acertou na mosca.
    Aí esta a palavrinha mágica que move os esquerdistas: ressentimento.
    Abraços
  • Nikolaus  14/06/2019 23:35
    Ressentimento, palavra que move montanhas... para a esquerda.
  • Revoltado  24/04/2019 18:16
    No entanto, sua base de apoio é extremamente fervorosa, e é formada majoritariamente por adolescentes e jovens millennials, todos defensores abertos do socialismo.

    ==== Jovens demais para lembrar-se do colapso da URSS, crêem no absurdo contido no bojo desta ideologia. Infelizmente temos que dar razão a Michael Moore (outro socialista-caviar) quando este escreveu sobre as deficiências da educação pública americana. Ao que tudo indica, não difere muito da atual escola pública brasileira, além das universidades cheias de PC com seus "safe-spaces", "antifas" e todos os -ismos e -fobias existentes e a inventar-se.
  • Jose Mujica  24/04/2019 18:26
    "No entanto, sua base de apoio é extremamente fervorosa, e é formada majoritariamente por adolescentes e jovens millennials, todos defensores abertos do socialismo."

    Para ser eleito presidente é necessário moderação no discurso, classe media é tradicionalmente moderada politicamente, tanto que a estratégia democrata nas eleições em 2016 era jogar Trump para o extremismo.
  • Pobre Paulista  24/04/2019 18:26
    Deve ser legal morar num país onde até a extrema-esquerda defende o capitalismo
  • Talles  24/04/2019 18:39
    Fico me perguntando em que momento o site se tornou um "site de fofoca".
    O texto, ao que parece, mirou em um público mais juvenil que ainda perde tempo encontrando contradições e/ou inconsistências no discurso dos adversários ao invés de os ensinar o que realmente interessa.


  • Leitor  24/04/2019 19:08
    Qual foi a "fofoca"? Onde está a mirada no "público juvenil"? Em que ponto o artigo -- que faz uma abordagem puramente econômica -- deixou de "ensinar no que realmente interessa"?

    Favor apontar trechos para substanciar seus "argumentos". Caso contrário, ficará evidente que você comentou sem ler, o que lhe deixa a descoberto. "Primeiro eu xingo, depois, só depois, eu vejo se eu leio".
  • Pobre Paulista  24/04/2019 19:12
    Já eu me pergunto qual teria sido a porcentagem do artigo que você leu.

    Estimei uns 15%.
  • Jose Mujica  24/04/2019 19:15
    "ainda perde tempo encontrando contradições e/ou inconsistências no discurso dos adversários"

    O nome disso é narrativa, na atualidade para vencer o discurso você não precisa provar que está certo, apenas que o outro está errado.
  • Barack  24/04/2019 19:09
    Dear Bernie, 'You didn't build that' book...

    Sincerely,

    Obama
  • Carlos Alberto  24/04/2019 19:10
    "Seres humanos trabalharam para editar e imprimir os livros, organizá-los, montá-los e distribuí-los por todas as livrarias do país. Sanders ganhou dinheiro utilizando a mão-de-obra destas pessoas."

    Esse é o melhor ponto de todos. Sendo um socialista, Bernie não deveria dividir seus lucros igualmente entre todos os trabalhadores envolvidos? Por que ele deveria ganhar mais que o editor, que o cara que imprimiu, que o caminhoneiro que transportou, ou mesmo que o faxineiro da editora/gráfica? Injusto.

    Aliás, o certo não seria que cada um dos envolvidos tivesse o direito de votar e decidir como distribuir a riqueza?
  • Pedro Souza  31/10/2019 22:10
    Um fato aparentemente pequeno e simples (A venda de um livro e sua frase do autor).
    Um texto com uma análise brilhante.

    O seu excelente comentário aponta para novas perspectivas sobre a doença e dolo que se chama "socialismo".
    Não, nem ele nem nenhum dos czares do socialismo, em qualquer país do mundo, distribuirão a riqueza. Porque discurso é algo apenas para "se chegar lá e se manter no poder". Enquanto que "ação e atitude" é apenas para os ricos de alma.
  • anônimo  24/04/2019 19:11
    A hipocrisia é ainda pior, pois raramente um político escreve o próprio livro. Ele sempre tem um ghost writer. Muito provavelmente foram membros do staff dele que realmente escreveram o livro. Sendo assim, será que ele os "remunerou adequadamente"?

    Se investigarem bem, verão que Bernie faturou quase um milhão usando o suor alheio, o qual deve ter sido bem pouco remunerado (em comparação aos 750 mil que ele recebeu).

    Hipocrisia socialista at its finest.
  • Alfredo  24/04/2019 19:17
    Isso não importa, pois o que interessa é que o coração dele sangra pelos desafortunados. E enquanto uma pessoa tiver um coração que sangra pelos oprimidos, ela tá liberada para ganhar muito dinheiro.

    Vide Lula, que, só de dinheiro em banco, tem comprovadamente R$ 9 milhões.

    g1.globo.com/pr/parana/noticia/moro-determina-que-r-9-milhoes-em-planos-de-previdencia-de-lula-continuem-bloqueados.ghtml

    E você nunca viu ninguém na esquerda colocando Lula no rol dos milionários malvados.
  • Fabrício  24/04/2019 19:24
    "Quando eu não tenho, fico puto com quem tem.
    Quando eu tenho, não é da conta de ninguém."

    Eis o socialismo moderno in a nutshell.
  • Humberto  24/04/2019 19:32
    Tem uma antiga piadinha comunista que é nesse sentido.

    Um camponês está cavando um buraco na terra e encontra uma lâmpada mágica. Ele esfrega e surge um gênio, que diz "vou lhe conceder um desejo". O camponês então fala: "Não tenho nenhuma vaca e meu vizinho tem duas. Quero que as vacas dele morram".

    E então o gênio pergunta: "Por que não desejar que as duas vacas dele sejam suas?"

    E o camponês responde: "Porque aí ele não será tão miserável e infeliz quanto eu".
  • Sérgio  24/04/2019 19:25
    Não me espanto. Os maiores bilionários são de esquerda. Bill Gates, Jeff Bezos, George Soros, os Rothschild, os Rockefeller.... são tudo de esquerda.
  • Anna  24/04/2019 22:10
    Hipocrisia resume bem esses lunáticos de esquerda.
  • Renato  25/04/2019 11:52
    Não creio que eles sejam "de esquerda" por convicção. Eles usam esse poder para determinados fins, que para mim tem a ver com o governo mundial. O famoso "criar o problema e propor a solução". Jamais foram de esquerda acreditando verdadeiramente na causa.
  • Revoltado  26/04/2019 20:30
    Sérgio,

    Aí está! Exatamente como postei no artigo sobre Notre Dame, já que os soças estão indignados com a catedral parisiense receber generosas doações para seus reparos e os pobres da África e demais partes do 3o Mundo ficam à míngua, por quê esses não exigem que seus endinheirados defensores nominais do socialismo doe dinheiro aos desvalidos em tela, ao invés de financiar mal-amadas psicopatas de axilas cabeludas e gayzistas que afrontam a família e os valores tradicionais no Ocidente, pois conscientemente sabem que noutras partes do planeta nem teriam voz, e nem integridade física ou mesmo a vida?
    A maioria de nós morrerá sem ver ao menos um socialistinha de I-Phone manifestar-se contra Soros ou Bezos. Se houve, não soubemos ainda.
  • Doutor Pacheco  24/04/2019 20:44
    O que essas pessoas defendem é uma JUSTIÇA social... a esquerda clama por Justiça.

    É a pessoa ter saúde e educação pública de qualidade. (É errado querer isso ? )

    As pessoas querem menos desigualdade. (É errado querer isso ? )

    As pessoas querem "Estado de Bem Estar Social". (É errado querer isso ? )

    Qualquer pessoa se sente bem em um ambiente onde todos são tratados iguais e que tenham voz... ninguém gosta de um ambiente com panelinhas e tratamentos diferenciados, onde manda quem tem mais dinheiro(Capital).
    Isso é uma IGUALDADE nas relações. (É errado querer isso ?)


    Eu não posso falar pelo Bernie Sanders, pouco conheço sobre ele, não sei se ele é um HIPÓCRITA mesmo... mas a esquerda e os "novos socialistas" não querem viver numa Coreia do Norte/Venezuela/Cuba/URSS.

    As pessoas querem viver numa Dinamarca/Noruega. É muito simples...

    O capitalismo tem seus problemas ou o IMB não consegue enxergar NENHUM PROBLEMA com o capitalismo ?

    Existe lugar aos que não são produtivos ? (Os doentes, os velhos, os loucos...)

    Existe voz aos que não tem dinheiro pra pagar ?

    Existe alguma solução quando marcas de roupa queimam seus produtos enquanto tem pessoas que não tem sequer o que vestir ?

    Existe alguma solução quando quilos e mais quilos de alimento são jogados fora pelas empresas enquanto tem pessoas que não tem o que comer ?

    Eu poderia citar vários conflitos do capitalismo mas não vou me estender.

    Eu coloco o post para os amigos refletirem...


  • Leitor Muito Paciente  24/04/2019 22:43
    "O que essas pessoas defendem é uma JUSTIÇA social... a esquerda clama por Justiça."

    "Justiça social" é apenas um cheque em branco para o poder estatal

    "É a pessoa ter saúde e educação pública de qualidade. (É errado querer isso ? )"

    Errado não é. É apenas impossível. É mortal.

    Como Mises explicaria a realidade do SUS?

    Na "invejada" saúde estatal britânica, os pacientes estão morrendo nos corredores dos hospitais

    O sistema de saúde universal no Canadá: um colossal fracasso estatal

    Um breve manual sobre os sistemas de saúde - e por que é impossível ter um SUS sem fila de espera

    Verdades inconvenientes sobre o sistema de saúde sueco

    Uma análise ética, sócio-política e econômica da saúde socializada

    "As pessoas querem menos desigualdade. (É errado querer isso ? )"

    Totalmente. É ati-ético e imoral. Além de representar uma violência contra terceiros inocentes.

    Em qualquer discussão sobre desigualdade, estas são as quatro perguntas que têm de ser feitas

    Mesmo em uma sociedade com igual ponto de partida, haveria capitalistas, assalariados e desigualdade

    A verdadeira catástrofe é acreditar que a desigualdade de renda é uma catástrofe

    A igualdade econômica é imoral e atenta contra o "bem comum"

    A desigualdade é um indicador errado e enganoso - concentre-se na pobreza

    Como a desigualdade de riqueza acaba reduzindo a pobreza

    Para superar a pobreza, é crucial premiar a criação de riqueza, e não puni-la

    "As pessoas querem "Estado de Bem Estar Social". (É errado querer isso ? )"

    Totalmente. Além de ser antiético e imoral, o arranjo destroça a economia.

    A social-democracia no Brasil entrou em colapso - abandonemos os delírios e sejamos mais realistas

    País nórdico confessa: se a fecundidade não aumentar, nossa social-democracia estará condenada

    Dois desafios para os social-democratas defensores do intervencionismo estatal e de um estado grande

    Na França, a população descobriu que ambientalismo e social-democracia custam caro

    "Qualquer pessoa se sente bem em um ambiente onde todos são tratados iguais e que tenham voz... ninguém gosta de um ambiente com panelinhas e tratamentos diferenciados, onde manda quem tem mais dinheiro(Capital)."

    Tipo na Venezuela?

    "Isso é uma IGUALDADE nas relações. (É errado querer isso ?)"

    Igualdade nas relações só ocorre sob o capitalismo de livre mercado. Em qualquer arranjo estatal, terá poder apenas aqueles aliados ao estado.

    Sim, há um Mecanismo que governa o país - e sua ideologia é bem clara

    "Para impedir que os ricos influenciem a política, temos de aumentar o estado!". Faz sentido?

    "As pessoas querem viver numa Dinamarca/Noruega. É muito simples..."

    Opa! Eu aceito!

    Todos os socialistas querem ser a Dinamarca - será mesmo?

    Cinco fatos sobre a Suécia que os social-democratas não gostam de comentar

    "O capitalismo tem seus problemas ou o IMB não consegue enxergar NENHUM PROBLEMA com o capitalismo ?"

    Aquilo que você chama de "problemas do capitalismo" na verdade são problemas do arranjo estatal embrenhando dentro do capitalismo. Defina seus espantalhos melhor.

    O capitalismo de estado, ou "rent seeking", é o comportamento que explica a economia do Brasil

    Em uma economia regulada pelo estado, o foco de atuação do empresariado é desvirtuado

    "Existe lugar aos que não são produtivos ? (Os doentes, os velhos, os loucos...). Existe voz aos que não tem dinheiro pra pagar ?"

    Totalmente. Mas apenas no capitalismo de livre mercado.

    Comprovando a natureza benevolente do capitalismo: ele promove a vida humana e o bem-estar de todos

    "Existe alguma solução quando marcas de roupa queimam seus produtos enquanto tem pessoas que não tem sequer o que vestir ?"

    Historinha antiga. É sobre a Burburry, né?

    1) A mercadoria é propriedade privada da empresa. Ela faz o que quiser com ela.

    2) A entrada no mercado da moda é livre. Ele, inclusive, é o mais pirateado que existe. Já que você está dando a entender que atuar nesse ramo é sopa, entre nele, produza barato, tome clientela, e ainda saia distribuindo roupa chique para os pobres. Em vez de ficar gemendo, faça você algo pelo social. Não seja um derrotado. Atue.

    3) Antigamente, criticavam o capitalismo pela escassez de produção. Agora, criticam pelo excesso. Gentileza entrarem num consenso e terem o mínimo de coerência.

    4) A única entidade que realmente se estrepa ao queimar seus estoques é a própria fabricante. Ninguém mais é prejudicado em nada. E dado que a empresa não usa recursos públicos, só quem atua nela é que foi realmente prejudicado. Exatamente como tem de ser no capitalismo: só se estrepam os envolvidos. Você está reclamando do quê? Aliás, irá derramar lágrimas pelos executivos que tiveram prejuízo?

    5) De resto, o que há de "imoral mesmo" em uma marca de luxo queimar suas próprias roupas chiques? Não é isso que manifestantes fazem em suas passeatas?

    "Existe alguma solução quando quilos e mais quilos de alimento são jogados fora pelas empresas enquanto tem pessoas que não tem o que comer ?"

    Quando restos de comida são entregues para mendigos, a esquerda reclama e diz que é ostentação. E outros dizem ainda que se trata de comida estragada, e que tal ato desumano. Aí, quando a comida é (corretamente) jogada fora, você reclama, dizendo que ela deveria ser dada para os outros.

    Um mínimo de coerência e consenso seria possível? É pedir demais?

    Volte quando tiver um mínimo de substância. No mínimo, quando tiver lido pelo menos metade dos artigos linkados.

    Bons estudos.
  • Van Cleef  24/04/2019 23:47
    É uma pobreza de resposta que dá até desânimo.

    Os caras não entendem que existia vida antes do capitalismo... que "propriedade" é uma invenção. E que se pudessem até o "ar que se respira"se tornaria propriedade. Só não transformaram o ar em mercadoria por não saber como fazê-lo e que nada disso é normal. Não se incomodam com o toma lá da cá inerente ao sistema.

    Não entendem a disparidade entre o detentor de propriedade(Capital) e aquele que não possui propriedade.

    Não tem a menor empatia aos que estão sem poder de barganha.

    É a empatia ZERO. Aqui é um covil de psicopatas crentes no Deus "Livre Mercado" (Que nunca existiu em nenhum canto do mundo)

    Eles acham que postando esses artigos estão conseguindo responder alguma coisa. E colocam títulos cínicos do tipo: "Leitor paciente" ou "Um mínimo de coerência e consenso seria possível? "
    É a personificação da babaquice.

    Como diria o Pondé: A direita é meio tosca mesmo...ela acha que PENSAR é arroz de festa.
  • Jack Palance  25/04/2019 01:03
    "É uma pobreza de resposta que dá até desânimo."

    Seu desânimo é compreensível. Pessoas que juram estar abafando ao fazerem meras afetações emotivas, como é o seu caso, realmente ficam desanimadas ao descobrir que o simples uso da razão faz o seu mundo desmoronar.

    Pessoas que juram que efusões de coitadismos são substitutas para a razão, e que a emoção lacrimosa supera a lógica, sempre irão apanhar em debates, e aí realmente ficarão "desanimadas".

    Consequentemente, uma vez destroçadas ao descobrirem que seus vitimismos não têm como superar a razão, só lhes resta recorrer ao truque de tentar menosprezar as argumentações alheias. Já que não é possível vencer no campo da razão e da lógica, ao menos recorramos ao menosprezo.

    Gente assim apanha da vida sem dó. (Sei de tudo isso porque já estive em sua posição, em uma época em que eu era vergonhosamente ignorante de tudo, como você).

    "Os caras não entendem que existia vida antes do capitalismo"

    Existia, de fato. Só que sem nenhum conforto, sem nenhum respeito aos semelhantes e com uma expectativa de vida baixíssima.

    No entanto, se você é nostálgico daqueles tempos, a solução é facílima: vá viver isolado no meio do mato. Amazonas e vastas porções do Mato Grosso permitem isso. Seja coerente.

    "... que "propriedade" é uma invenção."

    A Venezuela levou essa sua lógica a sério.

    "E que se pudessem até o "ar que se respira" se tornaria propriedade. Só não transformaram o ar em mercadoria por não saber como fazê-lo e que nada disso é normal"

    Impossível, pois é um bem não-escasso. Assim como idéias, é impossível ter propriedade sobre bens não-escassos.

    Você, para ser um completo ignorante, ainda tem de ficar muito inteligente.

    "Não se incomodam com o toma lá da cá inerente ao sistema."

    Você está falando de política estatal? Eu estou falando de livre mercado.

    Se você não consegue nem sequer separar conceitos completamente antagônicos, jamais conseguirá vir a público sem ser humilhado.

    "Não entendem a disparidade entre o detentor de propriedade(Capital) e aquele que não possui propriedade."

    Como você bem alertou, sua resposta é de uma pobreza dá até desânimo.

    Não há uma mísera frase que traga algum pensamento minimamente original. Só há chavões que fariam até mesmo um militante de DA corar de vergonha.

    "Não tem a menor empatia aos que estão sem poder de barganha. É a empatia ZERO. Aqui é um covil de psicopatas crentes no Deus "Livre Mercado" (Que nunca existiu em nenhum canto do mundo)"

    Ao contrário, a empatia é total. Quem é que está sem poder de barganha? Todos aqueles que não estão em conluio com políticos e burocratas estatais. Estes englobam os pobres, os micro e pequenos empresários, e os trabalhadores assalariados destes.

    São estes que os libertários defendem.

    Já vocês fingem defender pobres, mas querem mesmo é agradar funcionalismo público.

    "Eles acham que postando esses artigos estão conseguindo responder alguma coisa."

    Aí eu concordo com você. É perda de tempo fazer isso. É perda de tempo acreditar que gente ignara como você vem aqui querendo algum debate. Acima de tudo, é inconcebível que haja gente (como o leitor acima) que acredita que vocês conseguem ler algo que não seja panfleto com chavões surrados.

    "E colocam títulos cínicos do tipo: "Leitor paciente" ou "Um mínimo de coerência e consenso seria possível? ""

    Qual seria o cinismo disso?

    Resta comprovado, pois, que você nem sequer conhece o significado das palavras que utiliza. A perfeita definição do imbecil vernacular.

    "É a personificação da babaquice."

    Para 'personificar a babaquice', o indivíduo teria de, no mínimo, ser seu irmão. São necessários pelo menos os genes.

    "Como diria o Pondé: A direita é meio tosca mesmo...ela acha que PENSAR é arroz de festa."

    A primeira parte é correta. A direita é tosca mesmo. Por isso que aqui todos são libertários.

    Já a última parta da frase, interessantemente, personificou você de maneira arrebatadora.
  • Insurgente  25/04/2019 11:26
    Que resposta linda!
  • Renato  25/04/2019 11:57
    Sensacional sua resposta!!
  • Dane-se o estado  25/04/2019 21:01
    "Os caras não entendem que existia vida antes do capitalismo"

    Nível mortadela de fantasia!

    "... que "propriedade" é uma invenção."

    hahahahaha, sem propriedade privada a desigualdade não apenas não desapareceria, mas regrediria para o nível mais animalesco e primitivo que existe!
  • Eduardo  25/04/2019 01:05
    Rá! Os caras vêm aqui dizendo que querem debater, trocar idéias e talz, mas tão logo vêem suas provocações sendo educada e pacientemente respondidas, ficam de ofendidos, xingam e saem dizendo que houve "babaquice".

    Esse é o conceito de "debate" para a esquerda: só eles podem falar; e se alguém responder educadamente às perguntas, isso é "babaquice".

    A direita é tosca e a esquerda é de dar dó.
  • Bom Jovem  25/04/2019 12:51
    " A direita liberal acha que o pragmatismo econômico é a única forma de ação que existe no homem. Aqui já aparece sua pobreza de espírito: deixa para a esquerda toda a rica reflexão acerca da humanidade e do "cuidado" para com nosso sofrimento, agonia e inseguranças. - Pondé


    Estava certíssimo.

    Ele simplesmente descreveu o que se passa nesse site.


    A direita IMB não consegue apresentar outra solução que não seja vomitar a falácia anti Estado e livre mercado.
    E o mundo real não se apresenta sem Estado e muito menos com o livre mercado puro.
    Ao passo que a esquerda não consegue propor outra solução que não seja Taxar as pessoas e criticar o capitalismo.
    E o mundo real não se apresenta sem capitalismo e taxar os ricos não resolve os problemas do capitalismo.


    É um impasse terrível.



  • Estado o Defensor do Povo  25/04/2019 11:54
    É uma pobreza de resposta que dá até desânimo.

    O leitor muito paciente destacou cada detalhe de seu comentário e linkou inúmeros artigos a respeito de cada assunto, onde que isso é resposta pobre? Ou você tá querendo dizer que a resposta dele só seria válida se concordasse com o seu pensamento? Ou então você tá com preguiça de ler os artigos? Bom fazer o quê, nós aqui do IMB divulgamos nossas ideias e propomos um caminho, no final caberá apenas a você se vai ou não nos dar ouvidos.

    Os caras não entendem que existia vida antes do capitalismo... que "propriedade" é uma invenção. E que se pudessem até o "ar que se respira"se tornaria propriedade. Só não transformaram o ar em mercadoria por não saber como fazê-lo e que nada disso é normal. Não se incomodam com o toma lá da cá inerente ao sistema.

    Verdade, a "propriedade" é uma invenção (no sentido mais capitalista do termo), mas isso não desqualifica em nenhuma hipótese os benefícios que essa invenção nos trouxe, como o desenvolvimento da agricultura, a divisão do trabalho, as terras para as pessoas instalarem suas residências, tudo isso nos trouxe avanço, e você ao querer abolir essa "invenção" está propondo uma mudança (para não lhe ofender com o termo "regressão") do sistema atual para o sistema antigo, em que vivíamos como nômades caçando animais e frutas, e mesmo nesses tempos já havia um conceito ínfimo de propriedade, "eu matei esse animal, logo é meu para me alimentar", e lembre-se que a matemática também é uma invenção. O fato do ar não ser propriedade, aqui tem uma explicação, mas tenho certeza que você não irá ler. E o toma lá da cá é o natural do ser humano, é o puro
    livre mercado que você mesmo o perpetua ao comprar os seus sapatos, ao vender seu peixe no supermercado, e é graças a ele que enriquecemos, ou você defende que o certo seria de que todo mundo pudesse tomar os bens dos outros à força em benefício próprio? O "toma cá da cá".

    Não entendem a disparidade entre o detentor de propriedade(Capital) e aquele que não possui propriedade.

    Tá falando disso? Bom, se você tem tanto ódio dos ricos, então pare de comprar seus produtos, e tente divulgar para todas as pessoas de como a internet é ruim, energia elétrica, comida barata, água potável, convença as pessoas de que tudo isso é ruim pois são essas coisas que tornam os ricos ainda mais ricos. E quem não possui propriedade? Eu e você possuímos já as nossas casas, nossos laptops, talvez você esteja falando do trabalhador assalariado, aquele que já tem seu salário garantido pelos empresários malvadões, que não arcam com os prejuízos futuros, que não lidam com as incertezas, e estão constantemente sendo disputados com os seus salários aumentando sem parar, enquanto o lucro marginal dos empresários só diminui, é desse que você está falando? Ou então tu tá falando do mendigo, aquele que o Estado proíbe de contratar devido ao salário-mínimo, e que além disso ainda é impedido de empreender devido aos altos custos e entraves burocráticos no Brasil, sendo portanto condenado a ser um miserável a vida toda porque a lei assim decidiu? Bem pelo visto a culpa é só do capitalismo e livre-mercado mesmo, se não fosse por eles já estávamos no paraíso terrestre.


    Não tem a menor empatia aos que estão sem poder de barganha.

    É a empatia ZERO. Aqui é um covil de psicopatas crentes no Deus "Livre Mercado" (Que nunca existiu em nenhum canto do mundo)


    Pelo contrário, é justamente por nós termos a empatia (aliado aos nossos egoísmos individuais claro) para com os pobres que defendemos o livre mercado e o capitalismo, pois é ele que enriquece as pessoas, os ricos ficam muito mais ricos, e os pobres ficam mais ricos, todo mundo ganha, quem tem que provar é você de como um sistema que se baseia no roubo, em tirar de uns para dar para outros com o uso da força, pode gerar riqueza, onde o incentivo não estará mais em produzir, pois quem produz sabe que terá seus ganhos confiscados, o incentivo agora estará em confiscar, em comprar vereadores e deputados para passar leis que lhe favoreçam, prejudicando o consumidor, a livre concorrência, veja aqui o quanto o governo se importa com os pobres. Se tu tiver falando sobre instituições de caridade e combate a fome, elas estão tudo de acordo com o libertarianismo, é tudo feito voluntariamente, nós aqui do IMB exaltamos e encorajamos tais atitudes, olhe só, agora me responda com toda a sinceridade, você ainda acha que o IMB é regido por um bando de psicopatas sem coração? Lembre-se amigo, a bondade não nasce do Estado soberano, mas dos indivíduos.

    Eles acham que postando esses artigos estão conseguindo responder alguma coisa. E colocam títulos cínicos do tipo: "Leitor paciente" ou "Um mínimo de coerência e consenso seria possível? "
    É a personificação da babaquice


    Espero que o meu nome seja agradável aos seus olhos e que, por causa do meu nome, você possa ao menos considerar ler meu comentário, porque se for outro título cínico já era fui refutado.

    Como diria o Pondé: A direita é meio tosca mesmo...ela acha que PENSAR é arroz de festa.

    Aqui não somos direita amigo, leia mais um pouco os artigos e irá entender o que defendemos.
  • thiago  26/04/2019 12:03
    Não diria que a propriedade é uma invenção; penso que nós demos a ela contornos mais amplos, mas a propriedade em si está no mundo natural, em qualquer ser que protege a si mesmo de outro que o ataca, ou que ataca sua comida ou sua moradia; só que no mundo primitivo, a força física vale mais, o que acaba causando danos muitas vezes irreparáveis. Os seres mais evoluídos aprenderam a estabelecer status e hierarquia por meios não violentos. Nós o fazemos por meio da razão.
  • Dane-se o estado  27/04/2019 22:48
    Instintos de sobrevivência não são propriedade! Animais não possuem direito a propriedade, pois não podem compreender isto! não existe direito na natureza, apenas a lei do mais forte ou seja, não há propriedade, que foi criada por humanos exatamente para que a humanidade não regrida ao nível animal! Propriedade é uma invenção da espécie humana, é jurisnatural porque apenas a espécie humana foi capaz de desenvolver naturalmente pela evolução tal conceito e ideia, e ela não depende de força para ser concebida, embora a força seja necessária para protegê-la. A propriedade privada é logicamente a única maneira de alocação eficiente e ética de recursos escassos, pois implica necessariamente na necessidade do voluntarismo para haver repasses ou trocas de bens e não o uso arbitrário da coerção por terceiros.
  • Insurgente  25/04/2019 11:20
    Bateu muito no coitado! Será que ele voltará para ler?
  • Figurante do IMB  25/04/2019 16:28
    Bateu muito no coitado! Será que ele voltará para ler? (2)
  • Dane-se o estado  25/04/2019 20:58
    "Isso é uma IGUALDADE nas relações. (É errado querer isso ?)"

    Igualdade nas relações só ocorre sob o capitalismo de livre mercado. Em qualquer arranjo estatal, terá poder apenas aqueles aliados ao estado.


    Os dois nesse ponto específico estão errados, pois não existe igualdade de nas relações, nem na sua família, nem em hipótese alguma. Valor é subjetivo, valor que damos nos nossos relacionamentos humanos é subjetivo variável, nunca damos valor igual a ninguém nem nunca vamos dar, não há energia, e disposição mental biológica ou individual para isso!
  • Jaiminho  25/04/2019 17:02
    Inacreditável!
    O sujeito diz que os "novos socialistas" querem viver na Dinamarca e não na Venezuela, mas passa o comentário todo esbravejando contra o capitalismo como se os países nórdicos não fossem economias capitalistas!

    O próprio primeiro ministro dinamarquês desmentiu o Bernie Sanders quando este usou os países nórdicos para fazer propaganda do socialismo:

    "Eu sei que algumas pessoas nos EUA associam o modelo nórdico a algum tipo de socialismo ", disse ele." Portanto, gostaria de deixar uma coisa clara. A Dinamarca está longe de ser uma economia planejada socialista. A Dinamarca é uma economia de mercado."

    O modelo nórdico é um estado de bem-estar social ampliado que proporciona um alto nível de segurança a seus cidadãos, mas também é uma economia de mercado bem-sucedida, com muita liberdade para perseguir seus sonhos e viver sua vida como você deseja"

    Aí está. Um estado de bem-estar social generoso sendo sustentado por uma economia capitalista de livre mercado, exatamente aquilo que os socialistas velhos e novos abominam.

    Os "novos socialistas" podem até afirmar (mentir) que desejam ser a Dinamarca, mas essa retórica excessivamente anti-capitalista acabaria nos levando mesmo é para Caracas.
  • Figurante 2 do IMB  25/04/2019 17:58
    Bateu muito no coitado! Será que ele voltará para ler? (3)
  • Figurante 3 do IMB  26/04/2019 12:16
    Bateu muito no coitado! Será que ele voltará para ler? (4)
  • Figurante 4 do IMB  26/04/2019 19:19
    Bateu muito no coitado! Será que ele voltará para ler? (5)


  • Fernando  08/05/2019 05:27
    Bateu muito no coitado! Será que ele voltará para ler? (6)
  • ohmega  24/04/2019 22:34
    Em suma: Coletivistas são esquizofrênicos.
  • Estado o Defensor do Povo  24/04/2019 23:50
    Às vezes eu me pergunto porque existem pouquíssimas mulheres libertárias, ou é impressão minha? Bom pelo menos nos movimentos esquerdistas elas sempre estão presentes em grandes números.
  • Dedé   25/04/2019 02:50
    Eu acompanho a anos fóruns, sites e blogs sobre política, economia e investimentos. A participação feminina é realmente muito baixa. Acredito que pq a grande maioria das mulheres não se interessam por esses assuntos. Como futebol, há aquelas que gostam, acompanham e entendem, mas é minoria.

    Nas manifestações de esquerda há mulheres por causa do movimento feminista, que se identifica com as chamadas pautas das minorias mimizentas, que a esquerda manipula e explora.
  • Jarzembowski  25/04/2019 11:03
    Isso pode ter alguma relação com os níveis de testosterona.
    Mulheres e também homens com baixos níveis de testosterona tendem a ser mais suscetíveis a apelos emocionais e por isso parecem ter uma inclinação natural à esquerda.

    Existem alguns estudos sobre isso:
    Your Hormones Tell You How to Vote

    Men who are physically strong are more likely to have right wing political views

  • Lucas-00  25/04/2019 11:22
    Elas tendem a seguir mais a emoção. E não tem mais emoção do que no esquerdismo.
  • Insurgente  25/04/2019 11:30
    Acredito que seja o fato das mulheres serem mais afeitas às emoções e ao ressentimento, o que são características comuns dos esquerdistas.

    Apesar de ser arriscado afirmar, acredito também que seja pelo fato delas não gostarem muito de trabalhar. Rsrsrs

  • Viking  25/04/2019 13:46
    Mulher naturalmente se interessa menos por política. Existem menos mulheres libertárias, comunistas, conservadoras, liberais.

    mas sobre as libertárias, tem um movimento tomando corpo, que você pode encontrar no Twitter: twitter.com/AMLibertarias
  • Jairdeladomelhorqptras  25/04/2019 14:25
    Caro Estado o Defensor do Povo,
    A respeito das mulheres serem mais esquerdistas que libertárias. É uma boa questão.
    Aqui vai algumas considerações que, de imediato, conjeturei.
    Primeiro pode ser só uma impressão que temos. Creio que ainda carece de um estudo real esta afirmação.
    Mas partido que a premissa é verdadeira. Creio que tem algo a ver com a maternidade. Um instinto de proteção exacerbado aos desvalidos, como a bebês e criancinhas. O que acaba se estendendo para um viés socialista.
    Depois, vem a evolução. Os machos da nossa proto espécie evoluíram praticando atividades como a caça, guerra e pesca. As mulheres evoluiram praticando atividades mais sociais e verborrágicas: coletar raizes e frutos em conjunto com outras mulheres e concomitantemente, mais uma vez, cuidando da prole.
    Resultado: pensamento mais analítico nos machos por razão de sobrevivência. As características que as femeas desenvolveram estão aí hoje em dia.
    São só conjeturas, sem validade científica, pois irreplicáveis. Haverá quem, com razão, delas discordem.
    Abraços
  • Dane-se o estado  25/04/2019 21:24
    "Mas partido que a premissa é verdadeira. Creio que tem algo a ver com a maternidade. Um instinto de proteção exacerbado aos desvalidos, como a bebês e criancinhas. O que acaba se estendendo para um viés socialista.
    Depois, vem a evolução. Os machos da nossa proto espécie evoluíram praticando atividades como a caça, guerra e pesca. As mulheres evoluiram praticando atividades mais sociais e verborrágicas: coletar raizes e frutos em conjunto com outras mulheres e concomitantemente, mais uma vez, cuidando da prole.
    Resultado: pensamento mais analítico nos machos por razão de sobrevivência. As características que as femeas desenvolveram estão aí hoje em dia. "

    Isto é mais do que cientificamente comprovado, remete a questões biológicas básicas e aos instintos inconscientes primários arcaicos, mais elementares para os mecanismos de propagação e tentativa de regulação da espécie.
  • Estado o Defensor do Povo  26/04/2019 01:18
    Exatamente, mesmo no IMB, quando aparece alguma mulher por aqui geralmente é pra nos criticar, dizer que somos machistas opressores elitistas, a única que me veio a cabeça que concorda mais com a gente é uma tal de juliana.
  • Revoltado  26/04/2019 20:35
    Uma Raquel participou por aqui umas duas vezes e esta aparentemente era de mente liberal...
  • Pobre Paulista  25/04/2019 16:18
    Elas estão lavando a louça e cuidando dos filhos #pas
  • Athol Trollip  25/04/2019 17:11
    Mulheres tendem a votar por mais estado e homens por menos estado pois os homens sentem muito mais o peso do estado sobre as suas costas do que as mulheres:

    i.postimg.cc/66BYqgT0/z-Oz-XHXTq-UJ5j-RYJh14ps-Hm-LWy3-U-Zzk-C0-QKttqo-Pq-NQ.jpg

    A imagem mostra que utilizando os dados do governo neozelandês, que as mulheres recebem em impostos (através de serviços públicos e benefício$ sociais do governo) mais do que elas pagam de impostos, então na prática as mulheres em média, não pagam impostos. E com o homem é o oposto. Ele paga mais em impostos do que recebe. Então ele se sente mais injustiçado pelo estado de bem-estar social ( o nome dado ao estado que dá uma cacetada de dinheiro através de programas sociais para as pessoas). E por isso tende a votar por menos estado e menos impostos. Porém menos impostos implica numa redução de gastos do governo, pois se não fizer isso, ele fica com déficit e é obrigado a se endividar, o que o levara a aumentar impostos ainda mais no futuro para pagá-la. Já as mulheres, por receberem mais do governo do que pagam, elas não se incomodam tanto com o inchaço estatal, pois isso não lhes afeta tanto, já que continuam recebendo dinheiro do governo mais do que pagam de impostos.

    E isso não é só na Nova Zelândia, onde tem o governo dando coisas "de graça" (que não são nada grátis, é tudo pago através de impostos, inflação, endividamento, etc.) você terá isso. É só você lembrar que no Brasil é assim também, um grande exemplo disso é a Previdência. Mulheres se aposentam 5 anos mais cedo do que os homens enquanto vivem 7 anos a mais, ou seja, são 12 anos a mais recebendo dinheiro "de graça" do que os homens. E o homem recebendo menos dinheiro (12 anos a menos) enquanto trabalha 5 anos a mais. As mulheres são as principais beneficiárias do bolsa-família, são os principais alvos de qualquer campanha política, principalmente na área da saúde, que custa bastante e muitas outras coisas.

    Você veja que engraçado, as mulheres, que hoje são "independentes" na verdade apenas substituíram a proteção e provisão do marido pela do estado através do voto. Na prática, os homens continuam a sustentar as mulheres por escolha delas próprias, porém eles as sustentam agora indiretamente. O que as desincentiva a serem boas companheiras e esposas, por exemplo, já que ela dependia de dar uma vida boa para o marido (reza a lenda de que antigamente as mulheres sabiam fritar ovo), em troca dele dar uma vida boa para ela, sustentando ela, os filhos e a casa (passando por todos os perrengues que era trabalhar fora antigamente), já que antigamente haviam menos oportunidade de empregos para as mulheres, já que como a tecnologia era precária, quase todos os trabalhos envolviam força bruta e as mulheres gerariam uma produtividade muito baixa, aí não valeria a pena trabalhar na maioria dos empregos. É uma das razões pelas quais as mulheres estão ficando tão escrotas, inclusive no casamento, afinal elas não perdem nada com isso, já que não dependem mais de agradar os homens, já que o benefício que os homens traziam para elas, agora o estado que dá, porém novamente às custas dos homens. Nos EUA, existe até uma expressão sobre isso: "marry with the government" que é quando mulheres pobres (para o padrão dos EUA, é vale lembrar) ao ver que o governo dá mais dinheiro "de graça" do que o marido ganha de salário, elas chutam eles, e vão mendigar para o Tio Sam, já que é mais dinheiro e é mais seguro, já que o marido pode morrer, se acidentar e ficar impossibilitado de trabalhar.

    E NÃO PRECISO NEM FALAR DA INDÚSTRIA DAS PENSÕES, NÉ MEU AMIGO?

    E não posso deixar de lembrar, esse dinheiro uma hora acaba, pois as pessoas sempre querem mais dinheiro do governo, ao mesmo tempo querem trabalhar cada vez menos para gerar arrecadação ao governo, e estamos começando a ver o resultado disso, com as economias desenvolvidas cada vez mais endividadas e cobrando cada vez mais impostos, e com isso crescendo cada vez menos, com a Europa Ocidental sendo o maior exemplo. Uma hora, mais cedo ou mais tarde, esse estado de bem estar social vai ter que ser bastante reduzido. O Brasil já está tendo que fazer isso pois está a beira da falência justamente pelo excesso de gastos pelo nosso estado de bem estar social, e o Brasil não tem como gastar tanto porque não enriqueceu tanto assim, como os países desenvolvidos, por isso a gente "faliu" antes.

    Só resta saber se as mulheres "deixarão" os governos corrigirem isso ou se irão até as últimas consequências de se votar por cada vez mais estado, o que seria o socialismo, quando aí já será tarde demais. Caso tudo vá para o chão e os governos vão todos à falência, os impedindo de financiar a "festa", você notará uma drástica mudança de comportamento nas mulheres em relação aos homens.
  • Dane-se o estado  25/04/2019 21:16
    É aterrorizante, mas ao mesmo tempo lindo ver todo o esquema criminoso de engenharia social ser amplamente exposto como você fez agora! parabéns, frequente mais este site/fórum!
  • Andre  26/04/2019 14:04
    Parabéns pelo texto Athol

    Quanto a este trecho:

    "Só resta saber se as mulheres "deixarão" os governos corrigirem isso ou se irão até as últimas consequências de se votar por cada vez mais estado, o que seria o socialismo, quando aí já será tarde demais. Caso tudo vá para o chão e os governos vão todos à falência, os impedindo de financiar a "festa", você notará uma drástica mudança de comportamento nas mulheres em relação aos homens."

    As mulheres irão até as últimas consequências e acabarão como as argentinas do colapso econômico de 2001-02, as cubanas desde os anos 90 e as venezuelanas de hoje, se prostituindo por migalhas para os mesmos homens que rejeitaram.
  • Revoltado  26/04/2019 14:14
    André,

    A verdade é que o Estado tem se tornado o marido das mulheres solteiras e o amante das mulheres casadas, ou que namoram.

    Diria que 80% das fêmeas que conheço, defendem políticas de viés esquerdista. Geralmente, quando interajo com elas, até prefiro nem tocar em assuntos como política e economia, pois sei que vem aborrecimento na certa. Se tratando de garotas de programa e travestis então... aí evito estas palavras ao máximo, pois atribuo valor ao sexo quando lhes pago e não à ideologias.
  • Conversador de zona  26/04/2019 15:22
    Cara. Tudo depende da mulher,no geral é isso mesmo que voce falou. Porem,ja conheci muitas que tem muito mais cabeca que muita civil,de voce tirar da zona e casar. Porque muitas dessas mulheres nao acreditam na competencia estatal,acho que ja deve ter visto muitas coisas com agentes estatais. Ja sai com mulher de zona que desincentiva o casamento e conta altos podres. Ja aprendi muito com mulher de zona,é so saber conversar.
  • Revoltado  26/04/2019 16:27
    Cara. Tudo depende da mulher,no geral é isso mesmo que voce falou. Porem,ja conheci muitas que tem muito mais cabeca que muita civil,de voce tirar da zona e casar. Porque muitas dessas mulheres nao acreditam na competencia estatal,acho que ja deve ter visto muitas coisas com agentes estatais. Ja sai com mulher de zona que desincentiva o casamento e conta altos podres. Ja aprendi muito com mulher de zona,é so saber conversar.

    ==== Opa! Aparentemente encontrei um co-irmão na arte de relacionar-se com profissionais do sexo! (risos) Sendo um praticante de tal modalidade adulta, desde meus tenros 16 anos de idade, aprendi e interagi com dezenas delas, aprendendo inclusive quando novinho a lição de "qualidade tem preço" e concordo 100% até hoje.
    A maioria das garotas de programa com quem saí também desestimulam a ida ao altar para dizer "sim" perante um religioso a fim de constituição de família nuclear ou simples casal. Ao que tudo indica, a prostituição meio que abriu os olhos delas quanto ao que tornou-se a sacra instituição do matrimônio com o Estado intervindo nele. Houve apenas um episódio (por volta de 2008) que conheci uma GP que defendia o discurso marxista, dizendo que não gostava de sair com "burguês"; repliquei, dizendo-lhe ela é "afortunada" em prostituir-se, pois em Cuba, por sobrevivência, teria que alugar o corpo por itens que nenhuma mulher da rua aceitaria, considerando humilhação ou mesmo zombaria. Sem contar que após conhecer mais sobre o liberalismo/libertarianismo, tornei-me contra a legalização da atividade, dado que com ela viriam as regulamentações e percebo que, sem isto, ele (o meretrício) é um livre mercado, aonde as melhores têm sua clientela cativa e as mais medíocres são punidas com poucos ou nenhum cliente.
    Acabei estendendo-me demais! É isto por hora! De qualquer modo, é um prazer conhecer alguém que exerce lazer similar ao meu (risos)
  • Entreguista  26/04/2019 15:15
    Amigo. Otimo comentario e bola levantada. O Brasil so nao esta pior que os paises desenvolvidos em materia de casamentos e familia por que o pais é pobre. As pessoas tambem se esquecem que paises verdadeiramente socialista tipo cuba e coreia do norte as mulheres nao tem essa moleza toda como em paises desenvolvidos,e engracado,voce nao ve feministas indo nesses paises lutar por direitos das mulheres.
  • 5 minutos de ira!!!  26/04/2019 16:23
    Bom ponto de vista. Nunca tinha pensado nisso. Isso vale para todas as relações familiares: marido-mulher, pais-filhos, idosos-ativos. Tudo é dever do Estado e os indivíduos perdem seu dever com seu semelhante.
  • Jenifer Viana  26/04/2019 16:39
    Isso é algo que me pergunto quase diariamente. A maioria das mulheres que conheço ou não se interessam por assuntos políticos e econômicos ou são fortemente atraídas por ideias progressistas, dá até desânimo.
    Creio que seja pelo apelo emocional que a maioria se sente 'defendida' por ideias feministas e suas políticas estatais bizarras, mas dificilmente se aprofundam muito nesses assuntos, ficam só na superfície, o que é muito cômodo e acabam não entendendo de fato o que defendem.
    Chega a ser engraçado, pra reafirmar o seu 'poder' muitas apelam ao vitimismo e pedem por cotas e políticas públicas voltadas para mulheres(por causa da grande conspiração dos machos contra elas), dá até náuseas.
    Por fim, ser libertária, principalmente na Bahia é estar praticamente só.
  • Luciana SP  02/05/2019 15:37
    Em meu ambiente de trabalho, somos 8 mulheres, sendo que 5 não são feministas (entre as quais me incluo) e 3 são muito feministas (2 estagiárias e 1 colega na faixa dos 40 anos).
    Mas confesso a vocês que na minha juventude, já comprei esse discurso e achava o máximo. Usava camisetas "girl power", escrevia textos feministas e me revoltava com a "sociedade machista e opressora".
    Hoje, com 42 anos e mãe de 2 filhas, vejo que me guiar pelo feminismo de revista "Claudia" e afins foi fonte de muito sofrimento e frustrações para mim. E estou me esforçando, junto com meu marido, para educar minhas filhas de forma bem diversa.
    Não é nada fácil. O sistema de ensino já está todo formatado para tentar fazer a cabecinha delas. Mas seguimos no nosso trabalho de pais.
    Parabéns IMB, leio os artigos de vocês diariamente.
  • Dissidente Brasileiro  25/04/2019 04:49
    Esse velho não passa de um cretino canalha apoiado pelos anencéfalos millennials que, devido à sua condição física congênita jamais poderão discernir as tolices que ele defeca através da boca.

    Não é à toa que ele é apoiado pelos satanistas americanos como seu candidato preferido - pois, afinal de contas, o sujeito defende uma ideologia totalmente diabólica, não é mesmo?
  • Entreguista  25/04/2019 11:40
    Voces querem ver super discurso de socialista no Eua? Entre no site do Andrew Yang,um possivel candidato democrata para a proxima eleicao.
    Entre os discursos,tem um de ele defendendo o governo dar 1000 dolares para cada americano adulto.

    www.yang2020.com
  • Joao marcelo  25/04/2019 17:57
    Esse cara é mais socialista que o Ciro Gomes, dar 1000 reais pra todos os adultos e ainda coloca na home link pra doar.
  • Revoltado  26/04/2019 14:22
    Entreguista,

    A Finlândia, com não mais que 5 milhões pessoas, rejeitou a idéia de dar uma renda mínima à própria população. Como esse sujeito crê que isto funcionaria num país com 327 milhões de habitantes, que é o caso dos EUA? Ou melhor, o que faz esse político democrata imaginar que tal intento vingará/vingaria no 5o país mais populoso do mundo?
  • Fascista-taxista  25/04/2019 11:59
    Essa hipocrisia, de certa forma, lembra bem os rockstars esquerdistas e bandas de rock politizadas (v.g. Roger Waters, Rage Against the Machine, etc.)...

    Competem com milhares de outras bandas/cantores e sobressaem aos demais fazendo uso do próprio talento artístico para, ao final, criticarem aquilo mesmo que permitiu ascenderem no mercado musical.

    Não existe nada mais contraditório do que criticar algo cujas bases foi o que permitiu cobrarem valores astronômicos para apresentações, venderem CDs, camisetas, etc.

    O capitalismo é tão bom que mesmo "odiando", ele te ajuda.

    Talvez "odeiem" pra vender mais, mais ou menos tal como vi numa tuitada de Clay Routledge:

    "We are living in an era of woke capitalism in which companies pretend to care about social justice to sell products to people who pretend to hate capitalism".

    "Vivemos em uma era onde o capitalismo acordou: empresas (bandas - acrescentei) fingem que se importam com causas sociais para vender produtos (no caso, música) para quem finge que odeia capitalismo".
  • Revoltado  25/04/2019 12:32
    Às vezes eu me pergunto porque existem pouquíssimas mulheres libertárias, ou é impressão minha? Bom pelo menos nos movimentos esquerdistas elas sempre estão presentes em grandes números.

    ==== Estado Defensor do Povo, a mais provável das explicações é a própria natureza feminina. Tendem a preferir a segurança à liberdade. Por serem mais emocionais, são presa fácil do discurso esquerdista que é emotivo e utópico em demasia. Aqui mesmo no Mises li de mulher de esquerda que "elas não gostam de homens de direita". Misture doutrinação acadêmica com feminismo de que foram desde sempre vítimas dos cruéis homens e a natureza receosa delas que acabei de citar e eis uma esquerdista.
  • Revoltado  25/04/2019 12:37
    Um adendo:

    Temos em Brasília uma deputada transsexual, Duda Salabert. Infelizmente ela se elegeu pelo PSOL, o mesmo partido de lixos como Marcelo Freixo e Samia Bonfin. No começo da semana me indagava por quê não vemos pessoas como ela em partidos mais conservadores como o PSL de Bolsonaro (PSC eu descartaria nesse caso). Uma dica que pesquei é o fruto da narrativa vermelha que permeia este meio, provocando-lhes o receio de que os políticos conservadores as crucificariam caso tentassem filiação.
  • Pobre Paulista  25/04/2019 15:28
    Ué... Clodovil foi eleito pelo PTC (Partido Trabalhista Cristão)
  • Revoltado  25/04/2019 16:46
    Obrigado Pobre Paulista!

    Havia me esquecido do Clodovil no PTC.

    Peço desculpas pelo esquecimento aqui!
  • Kalil  25/04/2019 15:58
    Xii, cês tão atrasado. O traveco já se desfiliou do PSOL, dizendo que o partido era - estão sentados? - transfóbico! Haha!

    g1.globo.com/mg/minas-gerais/noticia/2019/04/22/primeira-candidata-trans-ao-senado-por-mg-duda-salabert-anuncia-desfiliacao-do-psol-apos-acusacao-de-transfobia.ghtml
  • Revoltado  25/04/2019 16:50
    O que prova apenas ser mais uma trans militante de vermelhos! Infelizmente!

    As evidências gritam ainda mais quando lhes pedimos que defina que seria "transfobia" no caso... histeria e esquerdismo passeam de mãos dadas.
  • Dane-se o estado  25/04/2019 21:40
    Isso de "transfobia" "homofobia" se quer existe! não passam de palavras confusas que não significam nada objetivamente, são apenas chavões e ferramentas linguísticas de manipulação e chantagem psicossocial, onde todos aqueles que não aprovam tais práticas passam a automaticamente serem considerados de alguma coisa fóbica ao mesmo tempo que cria-se a atmosfera de que essas palavras estão carregadas do que existe de pior, então todos os que são acusados de "fóbicos" são automaticamente associados as piores formas de caráter, criando uma "coerção" moral social onde boa parte da sociedade se torna acovardada para falar abertamente sobre verdades que eles não gostam de ouvir, de fatos como homossexualidade não é natural e sim um desvio/perversão. Transsexualidade não é algo normal e sim conflito de identificação e representação de gênero que pode ter causas inúmeras complexas no desenvolvimento primário do indivíduo. Não existe prova biológica, funcional e evolutiva da "normalidade" de nenhuma dessas condições! e evidentemente ninguém tem obrigação de simpatizar pelo comportamento de tais indivíduos, porém hoje em dia qualquer observação objetiva e realista como essa já o coloca como alguma coisa "fóbico" enquadrado nas piores associações que existem. O outro ponto da desonestidade destas palavrinhas é colocar todo mundo que não concorda com a condição destes indivíduos como "preconceituosos" não gostar das práticas o torna automaticamente "preconceituosos" o preconceito é mais outra palavra da qual eles querem mudar o sentido que originalmente significa ideia ou noção pré-concebida sobre algo, hoje esta palavra já tem o tom de a 'simples não associação ou discordância já é considerado preconceito' e como sempre preconceito a coisa mais natural e hipócrita do mundo (claro que há preconceitos burros e úteis) todos tem julgamentos pre concebidos sobre algo, impossível apreender todos os aspectos da realidade e não ter preconceitos. Ora, é perfeitamente possível conhecer bem determinado tema e não ser obrigado a apoiar e a se identificar com suas ideias e comportamentos, mas o discurso já está em tal nível que basicamente para não ser considerado preconceituoso você deve assumir uma postura de gosto e aprovação! hahahaha, assim é muito fácil montar acusações desonestas! O fato de haver violência esporádica contra homossexuais e transsexuais não justifica a desonestidade e falácia em torno dessa histeria esquerdista! pois a não aprovação moral de tais atos não implica que automaticamente as pessoas se tornaram assassinos perseguidores dos tais.

    No final das contas "homofobia" "trasnfobia" são palavrinhas chave de chantagem psicossocial para aplacar a necessidade destes grupos de atenção psicossocial e ao mesmo tempo induzir a ideia de que todos tem obrigação de apoiar a condição deles!
  • Tarantino  26/04/2019 02:25
    Na minha opinião, preconceito contra gays é viadagem.
  • thiago  26/04/2019 12:18
    falou tudo! só não pode falar em cura gay!
  • Revoltado  26/04/2019 20:24
    No final das contas "homofobia" "trasnfobia" são palavrinhas chave de chantagem psicossocial para aplacar a necessidade destes grupos de atenção psicossocial e ao mesmo tempo induzir a ideia de que todos tem obrigação de apoiar a condição deles!

    ==== E a primeira categoria sabe ser particularmente aborrecida! Tempos atrás, li num site conservador que na Europa (e possivelmente nos EUA também), agora classifica-se oito estágios de reação à conduta homossexual. O estágio correspondente à aceitação, incrivelmente é um dos mais baixos, significa que "aceitando" o gay, ainda é homofobia! Só se é "liberto da homofobia" neste ranking ridículo se minimalmente se aplaude o referido comportamento. Eis a patologia que o PC tem provocado mundo afora, em especial nas nações do 1o Mundo.
  • Paulo (o contrariador)  25/04/2019 12:41
    Também achei hipocrisia da parte dele, mas é claro que nada impede que amanhã ele doe todo o dinheiro.

    Os socialistas não sabem explicar e se sentem envergonhados quando ganham dinheiro por merecimento. Nas novelas da globo os malvados são sempre os mais ricos da trama. Assim fica difícil mudar a mentalidade do nosso povo.

    Mas há de se fazer um pouco de advogado do diabo pelos comentários que li aqui.

    Vi muitas pessoas falando do Bill Gates e outros bilionários que se dizem de esquerda e muitas os comparando com o Sanders. Com certeza não é a mesma coisa, o Bill Gates e os outros bilionários citados nunca negaram o capitalismo, eles simplesmente acreditam que deve haver maior justiça social. E ao contrário de Sanders o Bill Gates é o maior filantropo da história.

    Acredito que deve haver uma separação entre ser de esquerda e ser anti-capitalista. Muita gente faz essa confusão. São duas coisas diferentes.

    Outro ponto é a comparação entre os partidos nos EUA com os do Brasil fazendo um corte de democratas = partidos de esquerda do Brasil e republicanos = partidos de direita.

    Essas comparações são absurdas e chegam ao ponto de soarem ridículas...
  • Estado o Defensor do Povo  25/04/2019 14:52
    No nosso contexto hoje, penso eu que seria mais apropriado afirmar que: nem todo anti-capitalista é de esquerda, mas todo esquerdista é anti-capitalista.
  • Dane-se o estado  25/04/2019 21:41
    Bill Gates é um hipócrita corporativista.
  • Revoltado  26/04/2019 15:05
    Os socialistas não sabem explicar e se sentem envergonhados quando ganham dinheiro por merecimento. Nas novelas da globo os malvados são sempre os mais ricos da trama. Assim fica difícil mudar a mentalidade do nosso povo.

    ===== Paulo do Contra, acabei de lembrar-me (rindo neste momento) daquela novelinha das 6 que passava no final de 2013, ambientada no Tibete e na época da 2a Guerra Mundial. O vilão era um empresário ganancioso, malvadão, interpretado por ninguém menos que Zé de Abreu. Disso sei, pois às vezes visitava parentes na praia e estes acompanhavam o referido folhetim das 18 horas. Era perceptível essa dicotomia (risos)
  • militante do PSTU  25/04/2019 15:21
    Ou seja, mais um porco capitalista. Com certeza vai trair as causas da esquerda como fez Lula, Morales e outros.

    Basta! Precisamos de um novo Lênin que lidere uma revolução comunista. Esse Bernie Sanders já tá corrompido pelo capitalismo.
  • Esquerdista de iPhone cérebro bugado.  25/04/2019 17:19
    "Basta! Precisamos de um novo Lênin que lidere uma revolução comunista."
    ...que será corrompido também pelo capitalismo. Isso é certo.

    Por isso é que não funciona, só o dia em que um anjo assumir o poder funcionará...
  • Dane-se o estado  26/04/2019 00:41
    Não funcionará não!
  • Insurgente  26/04/2019 13:03
    Então, ó vossa luminescência! Conte-nos quais são as verdadeiras causas da esquerda!

  • Revoltado  26/04/2019 17:09
    Só não vale a velha cantilena de que "deturparam Marx", que com esta nei o boi dorme mais (risos)
  • progressista  25/04/2019 15:25
    Você entenderam mal o Bernie Sanders. Ele falou que ia sobretaxar os grandes especuladores, ou seja, os banqueiros e gestores de fundos de investimento e de pensão, e não os empreendedores produtivos que empreendem fábricas, vendem livros... Bernie Sanders vai estimular investimentos produtivos e não a especulação.
  • Estado o Defensor do Povo  26/04/2019 00:48
    Eu tenho pena dos especuladores, sinceramente nunca vi alguém ser mais vilanizado e vilipendiado de maneira tão injusta que eles, a maioria das pessoas que os abominam sequer sabem o que é especular e os benefícios que essa atividade traz para a sociedade, leia esse texto e esse também amigo, por gentileza.
  • Rodolfo Andrello  25/04/2019 16:14
    Quando os social justice warriors vão aparecer perguntando quantas pessoas essa fortuna pode alimentar na África?
  • Revoltado  25/04/2019 19:28
    Rodolfo

    É mais fácil chover enxofre que algum vermelhinho perguntar isto logo a Bernie Sanders 77%

    Esta cobrança é válida apenas para os que trabalham honestamente, geram riqueza e vomitam quando pensam em ter de redistribuir o que amelharam mediante coerção. Se o coraçãozinho "sangrar" pelos pobres, como aqui foi bem escrito, aí pode acumular à vontade, sem a supervisão irada dos SJW.
  • Che  25/04/2019 17:57
    O Bernie, como eu, acredita em uma sociedade mais justa e igualitária. Não deve ser facil ser negro, latino, ou asiático nos Estados Unidos. Esses já fazem a largada da vida em desvantagem. Não consigo entender a visão reacionária de direita que demoniza benefícios sociais, ações afirmativas e políticas publicas para dar suporte às minorias.
  • Antonio  27/04/2019 13:51
    " Não deve ser facil ser negro, latino, ou asiático nos Estados Unidos. Esses já fazem a largada da vida em desvantagem. "
    Com certeza deve ser muito difícil. Mais fácil deve ser a vida dos negros na África e no oriente médio, dos latinos na América Latina e dos asiáticos na Ásia, incluindo aí China, Japão e Índia, entre outros. Não sei porque os caras querem ir para os Estados Unidos...

    "Não consigo entender a visão reacionária de direita que demoniza benefícios sociais, ações afirmativas e políticas publicas para dar suporte às minorias."

    Vamos explicar para você conseguir entender: a melhor ação afirmativa de benefício social é um emprego. Um emprego necessita se pagar, se financiar. Se você quer gerar um emprego você precisa criar uma atividade econômica que gere a renda necessária para suprir os custos inclusive dos empregos que você pretende gerar. As políticas chamadas públicas geram custos para o Estado que se sustenta a base de impostos. Tudo o que o Estado faz no sentido de gerar atividade custa impostos. Quanto mais você paga de imposto menos você tem para produzir emprego. Isto é o resumo do resumo resumido. Maiores detalhes pesquise aqui no site mesmo.
  • Dane-se o estado  01/05/2019 23:32
    Nunca vou entender a visão reacionária de esquerda que defende salário roubado dos pobres para financiar políticos e gastos de uma elite do estado, políticas protecionistas que impedem a expansão do mercado e de empregos, políticas monetárias que geram inflação criando uma barreira para o crescimento do acumulo de capital dos mais pobres, estagnando a capacidade de investimentos e enriquecimento.
  • raphael  25/04/2019 22:20
    "o socialismo nunca eh para o socialista"
    me lembra o fidel que soh andava de adidas
  • Rafael  26/04/2019 03:06
    Como sempre digo: o socialista acredita sinceramente que o socialismo é o melhor sistema... para os outros.
  • Askeladden  26/04/2019 15:21
    Normal na Venezuela o alto escalão vive bem.

    Meio exagerado o texto US$ 800 k não se compra ma mansão nos EUA, talvez no meio do nada.
  • Revoltado  26/04/2019 20:20
    Na Venezuela, os distintos abastados são conhecidos como "boligarcas" (obviamente pelos laços com o partido socialista de Maduro)
  • anônimo  29/04/2019 04:02
    Vocês querem comparar a renda que ele teve pelo fruto do seu trabalho com a renda em cima do trabalho dos outros? A renda pelos royalties e direitos autorais sobre a sua propriedade privada sua propriedade intelectual com juros e apropriação em cima do trabalho alheio? É livre concorrência. Escreva melhor e ganhe mais. O Bezos lucra centenas de bilhões revendendo livros que não foi ele quem escreveu e nem paga impostos!! Ah é o Bezos vende logística isto é... Revende o serviço de entrega que também não é ele quem faz....
  • Carlos Alberto  29/04/2019 11:57
    Legal. Quando é um socialista que enriquece, ah, aí foi por pura meritocracia. Foi "pelo fruto do seu trabalho". Sensacional.

    Mas e as pessoas que trabalharam na edição, montagem, encadernamento e distribuição do livro? Bernie dividiu os lucros com elas?

    Sendo um socialista, ele deveria dividir seus lucros igualmente entre todos os trabalhadores envolvidos. Por que ele deveria ganhar mais que o editor, que o cara que imprimiu, que o caminhoneiro que transportou, ou mesmo que o faxineiro da editora/gráfica? Injusto.

    Aliás, o certo não seria que cada um dos envolvidos tivesse o direito de votar e decidir como distribuir a riqueza?

    Quanto a Jeff Bezos, se você realmente acha que tudo o que ele faz é enviar pacotes, então realmente você não entendeu absolutamente nada do mundo. A quantidade de riquezas e benefícios que ele gera para todas as pessoas ao redor do mundo compensa infinitas vezes mais a riqueza que Sanders destrói (sendo ele um político parasita que mama dinheiro dos pagadores de impostos).

    Começou como dono de livraria e já é o homem mais rico do mundo - por decisão dos consumidores
  • Sérgio  29/04/2019 18:09
    Bezos é outro socialista que patrocina causas progressistas como casamento gay. Basta ler o conteúdo da Washington Post que pertence ao Bezos. Totalmente de esquerda.
  • Sérgio  29/04/2019 17:50
    Não me espanto.

    O proprietário do Facebook, Mark Zuckerberg, falou no Senado americano que os mega-empresários do Vale dos Silícios são todos "extremamente de esquerda":



    Entenderam agora porque os conservadores e libertários estão sendo censurados em redes sociais como Facebook, Twitter e outras?
  • Estado o Defensor do Povo  30/04/2019 14:46
    Não é censura cara, o facebook tem todo o direito de deletar os posts de qualquer no site deles, pois é da propriedade deles, assim como eu não posso ir na tua casa e falar o que eu quiser, tu também não pode pubicar o que quiser no facebook se eles não permitirem.
  • NEY ALMEIDA  14/06/2019 16:11
    Nada há para estranhar-se. O mundo esquerdopata está constituído segundo a "lógica" idiota do Comunismo-Marxista que se apoia da FARSA da Sociedade sem classes sociais. Uma estupidez antropológica. Já que o homem é animal de rebanho e não sobrevive sozinho nem sem liderança para seguir. Logo, É IMPOSSÍVEL NÃO HAVER - PELO MENOS - DUAS CLASSES: Aquela que MANDA (as elites parasitárias do Partido) e as que SÃO MANDADAS (o resto da sociedade), os trabalhadores que GARANTIRÃO A NABABESCA SOBREVIVÊNCIA DA CÚPULA COMUNISTA. O MELHOR EXEMPLO: NO COMUNISMO, SÓ O ESTADO É PROPRIETÁRIO DE TODOS OS MEIOS DE PRODUÇÃO. Mas, entre os 30 maiores bilionários do mundo, QUASE A METADE É RUSSA. COMO É POSSÍVEL ? PELA CORRUPÇÃO GARANTIDA PELA LEI DO SILÊNCIO. TIPO MÁFIA ITALIANA. Basta ver os escândalos dos Panamá Papers envolvendo o PUTIN, o Mensalão e o Petrolão no Brasil envolvendo Toda a canalha dos governos esquerdopatas, de Lula a Temer, passando por um monte de canalhas dos tres poderes.
  • Emerson Luis  23/06/2019 22:11

    Capitalismo para mim, socialismo para os outros.

    Ou: dois pesos e duas medidas.

    * * *


Envie-nos seu comentário inteligente e educado:
Nome
Email
Comentário
Comentários serão exibidos após aprovação do moderador.