clube   |   doar   |   idiomas
quinta-feira, 26 jan 2012
Aula 1 - A história do pensamento econômico

Módulo I - Conceitos básicos da Escola Austríaca (10 horas)

 

Aula 1 - O lugar da Escola Austríaca na história do pensamento econômico

·         A natureza do problema econômico

·         As reflexões econômicas de Santo Tomás de Aquino e dos escolásticos

·         A resposta de Adam Smith e dos economistas clássicos

·         A proposta de Karl Marx e o pensamento socialista

·         A teoria de John Maynard Keynes e os keynesianos

·         Os monetaristas e os novos clássicos

·         A novidade do pensamento econômico da Escola Austríaca





  • Mohamed Attacka Todomundo  04/08/2012 18:17
    ñ dá para ouvir perguntas dos ouvintes. dá p/ legendar?
  • Jeferson  28/11/2012 09:51
    apesar da atuação frustrante do cameraman esta aula é digna de benchmarking. explicou em detalhes de onde surgiu a economia como conhecemos e como os povos antes de nós faziam suas operações econômicas. para alguns de nós seria utopia pensar em mercado sem inflação ou a ferramenta de Estado coagir os participantes do mercado em prol de sua sobrevivência. mas talvez nós estejamos vivendo hoje a distopia dessa galera da alta idade média.
  • Edimes  18/01/2013 20:41
    Caro professor, boa tarde

    tenho acompanhado as aulas.

    Entre outras dúvidas, chamou-me a atenção a explicação dada para o subjetivismo.
    Isto porque o ponto demasiadamente complexo, haja vista que é exatamente pelos sentidos que percebemos o mundo e é pelos signos ou pela linguagem que podemos "pensar" e formular um enunciado qualquer e, consequentemente, manifestar uma "vontade" qualquer, pelos próprios signos compreensíveis no mundo sensível. Obviamente, neste período histórico, abordado.

    Mesmo em Descartes com a sua famigerada frase do quarto escuro: penso, logo sou, há a possibilidade de pensar somente no que já se conhece, no mundo sensível absorvido pelos sentidos. Logo, sem a percepeção do mundo ou de objetos externos , via signos e linguagem não haveria a possibilidade se expressar o que se pensa. Não haveria como dizer: penso, logo sou pois, tal expressão não pode ter vindo do cêrebro de Descartes ou "do nada". Ela é social e compreendida por outros. Seria algo do tipo: Penso, logo sou, porque já percebi algo fora de mim, portanto, algo na existência objetiva que me faz pensar que existo.

    Como explicar isso e aplicá-lo aos pilares da escola austríaca haja vista que o subjetivismo se insere objetivamente via sentidos.

    Grato

  • Edimes  18/01/2013 20:44
    complementando:

    Quando você diz:

    " a demanda é subjetivista e depende do cara que está tomando a decisão" , ela é subjetivista porque foi objetiva e percebida pelos sentidos, antes.

    Ou seria possível alguém demandar alguma coisa sem antes saber o que é demanda e o que é a coisa?

    Nessa linha , se possível, gostaria de obter algum esclarecimento - da escola austríaca - sobre esta minha dúvida.

    Grato
  • ana claudia silveira  01/05/2013 17:56
    Acho um máximo esses vídeos! Sou totalmente leiga no assunto e como estudante e aprendiz...utilizo muito esses cursos para aprender e esclarecer muitas duvidas!! Parabéns, ótima iniciativa e trabalho.
    Grata
  • Gabriel Prado  01/08/2013 05:20
    Alguém por favor troca este camera, gostariamos de ver o material não a fala do professor!
  • Marcelo Vilas Boas  10/09/2014 22:39
    Seria muito legal da parte de vocês se você disponibilizassem para download, caso ainda exista, os power points utilizados durante o curso.
  • Eriks  19/04/2015 21:08
    Parabéns ao IMB!!! Que aula!

    O "câmera-men" é marxista...kkkkk

    .


    Disponibilizo aqui o link dos SLIDES:

    www.mises.org.br/FileUp.aspx?id=124

    .
    .
    .
    .
  • Eriks  19/04/2015 21:09
    Pelo amor de Deus, criem "playlists" no Canal do Youtube para disponibilizar os vídeos de uma forma mais organizada!!!
  • Maxuel Vieira  04/08/2017 00:34
    Parabéns mais uma vez, o contepudo do curso está riquíssimo, os debates ao final trazem os conceitos da escola austríaca para o mundo real e presente. Grato pela oportunidade de aprender mais sobre esta corrente do pensamento.
  • Leandro Cesar do Nascimento  02/10/2018 13:04
    Olá eu não estou conseguindo assistir as aulas, alguém tem como resolver? Por favor
  • JIMMY ALEF SANTOS DA SILVA  06/11/2018 16:50
    As aulas não estão mais disponíveis?


Envie-nos seu comentário inteligente e educado:
Nome
Email
Comentário
Comentários serão exibidos após aprovação do moderador.