clube   |   doar   |   idiomas
sexta-feira, 8 nov 2013
97º Podcast Mises Brasil - Josino Moraes

logo_baixa.jpgENTREVISTA 97 – JOSINO MORAES

 

A Consolidação das Leis do Trabalho é uma excrescência jurídica, uma impossibilidade econômica e uma artimanha política. Inspirada na Carta del Lavoro do regime fascista italiano de Mussolini e elaborada pelo governo ditatorial de Getúlio Vargas, sobrevive no ordenamento jurídico brasileiro como o corolário perfeito a um ambiente hostil à iniciativa privada. Prejudica empreendedores e funcionários, e é um dos principais entraves ao desenvolvimento econômico que beneficiaria a sociedade brasileira. Para agravar o quadro, existe a Justiça do Trabalho, que é demolida no livro "A Indústria da Justiça do Trabalho: A Cultura da Extorsão", de autoria do engenheiro e economista Josino Moraes, que não conseguiu editora para publicar uma segunda edição revista e ampliada.

 

Com um longo passado de formação marxista e militância política na extrema esquerda, fui um dos muitos revolucionários que se exilou após a tomada do poder pelos militares em 1964. Seguiu para Cuba, onde participou de treinamento militar; mudou-se para o Chile em 1968, onde ficou até a derrubada de Salvador Allende em 1973; fugiu para a Suécia, onde se formou em economia e começou a fazer o doutorado, interrompido em 1978 com a Anistia, que o fez retornar ao Brasil. “O Brasil nunca esteve bem. Então, uma pessoa inquieta como eu, preocupada com a comunidade, achava que tinha alguma coisa errada. Se o Brasil fosse um país bem-sucedido como os Estados Unidos, eu acho que o marxismo jamais iria me seduzir”, disse Josino em entrevista ao Podcast.

 

E foi justamente a volta ao país, e mais especificamente a sua experiência como empreendedor e o choque de realidade com o ambiente de negócios no Brasil que o fizeram romper o compromisso com o marxismo, a se transformar num aguerrido defensor do livre mercado e a escrever, em 2001, o livro com uma crítica severa contra a Justiça do Trabalho. Neste Podcast, Josino conta a sua trajetória política, explica por que a Justiça do trabalho é uma das cinco grandes tragédias nacionais (as demais são carga tributaria, taxa de juros, Petrobras e a burocracia) e de que forma a sua atuação destrói o capital social do país e atrapalha o desenvolvimento da iniciativa privada no Brasil.

 

Indagado se, com base em sua formação marxista, ele verifica uma estrutura ideológica a partir do posicionamento dos juízes trabalhistas, Josino não tem dúvida ao afirmar que sim. “No fundo, ali está a base do marxismo. (...) Às vezes quando eu leio algum juiz trabalhista ou coisa que o valha, vejo que ele usa uma linguagem marxista. É impressionante. Ele é traído pela linguagem, sabe?”.

 

Também perguntei se ele via alguma possibilidade de reforma para resolver os problemas da Justiça do Trabalho apresentados no livro. Josino foi taxativo: a Justiça do Trabalho deveria ser extinta.





  • Cristiano  08/11/2013 20:07
    Sem duvida um dos pilares do esquerdismo do mundo reside na Justiça Trabalhista brasileira.
  • RSP  10/11/2013 23:15
    O podcast é o melhor do Brasil e o Bruno é excelente, mas ESSE EPISÓDIO foi muito curto e não fez justiça à densidade da experiência prática e dos ensinamentos do Josino.

    Mesmo assim, parabéns pela entrevista... foi bom saber do Josino de novo, depois de tantos anos.

    Eu li o livro dele há alguns anos, bem antes de conhecer a Escola Austríaca.
    Achei estranho que o Josino falasse que não encontrou editor para a segunda edição do seu livro, pois que é possível achar uma edição da Siciliano no google.

    BRUNO, o Mises Brasil poderia fazer um link para o livro do Josino (que pode até não ser Escola Austríaca, mas cuja divulgação é útil no cenário atual do Brasil).

    JOSINO, receba um abraço de um fã anônimo,... seu livro faz parte da minha formação, e teve grande impacto em mim na época em que o li.
  • Joao Pedro Morand  12/11/2013 07:31
    O Josino deveria publicar o livro dele no formato digital, através da amazon. Eu certamente compraria.
  • Bruno D  01/12/2013 17:14
    o livro parece que esta esgotado, porque o Mises.br não lança o e-book da segunda edição?

  • Eduardo R., Rio  17/01/2015 03:34
  • Eduardo R., Rio  22/02/2015 03:44
    Esta entrevista com o advogado trabalhista Lívio Enescu (ou ao menos parte dela) não ensejaria o retorno do saudoso vermelho-e-preto, caro Leandro Roque?
  • Jonas  06/04/2015 04:44
    O senhor Josino é um exemplo de cidadão . É um grande gênio. Explicou em minutos todo o problema brasileiro de forma simples e fácil. Todo estado comunista acaba com a relação de trabalho entre patrão e empregado.


Envie-nos seu comentário inteligente e educado:
Nome
Email
Comentário
Comentários serão exibidos após aprovação do moderador.