clube   |   doar   |   idiomas
O socialismo latino-americano: um grande negócio para os ricos e um pesadelo para os mais pobres
Esta, aliás, sempre foi a essência do socialismo. Em qualquer lugar e em qualquer época

Uma característica típica do socialismo, em todas as formas, épocas e locais em que foi implantado, é a existência de uma elite política relativamente pequena (em conjunto com seus comparsas no "setor privado") que vive nababescamente, cercada de luxos e regalias.

Essa elite política adquire seu luxo e regalias por meio da pilhagem da população, da destruição da economia, e da imposição de um regime que gera igualdade de pobreza e miséria para todos, transformando os cidadãos em dependentes do estado para sua sobrevivência. Aquele que tem o poder de confiscar toda a riqueza da população de um país será inevitavelmente um magnata.

Joseph Stalin foi o homem mais rico do mundo durante sua época. Os Rockefellers, os Morgans ou qualquer outro não eram páreo para o verdadeiro "dono" de toda a União Soviética. Os trogloditas socialistas que dominaram a África e alguns países da América Latina durante o período "pós-colonial" são famosos por terem se tornado milionários ou bilionários, com fartas contas bancárias na Suíça, ao mesmo tempo em que a população de seus países passava fome e mendigava ao governo algumas migalhas para sua subsistência. (Essa reportagem mostra que Fidel Castro acumulou mais riqueza que a Rainha da Inglaterra).

A elite que forma o 1% da população em um regime socialista faz os plutocratas de Wall Street parecerem indigentes em comparação.

O exemplo mais recente, e reluzente, desta imoral e repugnante elite socialista vem da Venezuela, cujo regime era, até ontem, o mais querido da esquerda

Um artigo publicado no jornal britânico The Daily Mail traz a seguinte manchete: "Socialistas super-ricos saboreiam champanhe nos clubes de elite da Venezuela enquanto mães de classe média reviram as sarjetas em busca de comida [...] até os cachorros estão famintos".

O socialismo venezuelano, conhecido como bolivarianismo ou chavismo (o próprio Hugo Chávez, como não poderia deixar de ser, era um multimilionário; sua filha possui 4,2 bilhões de dólares), conseguiu destruir inteiramente uma economia outrora relativamente rica. Graças às políticas de controle de preços, de impressão desmedida de dinheiro, de estatização de fábricas e de lojas, absolutamente tudo está em falta no país.  

O desabastecimento é geral. Há escassez e racionamento de papel higiênicocomida, cervejaeletricidadeágua e remédios. Segundo a reportagem, cidadãos de classe média estão literalmente "revirando montantes fétidos de lixo à procura de algumas folhas de alface e de postas de carne apodrecidas."

A reportagem é ilustrada com dezenas de fotos dessas cenas patéticas. Dentre as mais perturbadoras estão aquelas de cachorros e outros animais famintos nesse paraíso socialista.

35447B3200000578-3640941-image-m-93_1465915040809.jpg

35446AD500000578-3640941-image-a-78_1465914915120.jpg

 

35446BD000000578-3640941-image-a-76_1465914912702.jpg

35446A2800000578-3640941-image-a-65_1465914880740.jpg

35446BE400000578-3640941-image-a-72_1465914904592.jpg

354478B600000578-3640941-image-a-83_1465914974663.jpg

354475B700000578-3640941-image-a-85_1465914981431.jpg

35447C9C00000578-3640941-image-a-59_1465981847884.jpg

35447FE900000578-3640941-image-a-70_1465981945315.jpg3544800D00000578-3640941-image-m-69_1465981937868.jpg


venezuela.jpg

Estatizações, controles de preços e asfixiantes regulamentações estatais destruíram de maneira tão completa o pouco que restava de capitalismo, que até mesmo os hospitais ficaram sem papel higiênico e sem remédios. A taxa de mortalidade de recém-nascidos disparou

Sem remédios, a população recorreu ao uso de remédios para cachorro.

Os venezuelanos, diariamente, se alinham em filas literalmente quilométricas, que chegam a durar de 10 a 12 horas por dia — exatamente como na época da União Soviética —, na esperança de conseguirem comprar alguma coisa, qualquer coisa, que ainda haja nas prateleiras dos supermercados e das poucas lojas que ainda existem. E, caso consigam algo, este algo será posteriormente utilizado em algum escambo. No paraíso socialista, você não compra aquilo que quer; você compra aquilo que está disponível e então posteriormente utiliza esse bem em outra troca, a qual, com alguma sorte, propiciará a você um item de que você realmente necessite.

Como há uma hiperinflação avassaladora e a moeda perdeu todo o seu poder de compra, não servindo mais nem mesmo como meio de troca, os cidadãos foram rebaixados a essa prática do escambo. A hiperinflação foi gerada pelo fato de o governo venezuelano imprimir dinheiro sem parcimônia com o intuito de financiar suas fantasias socialistas. Para aumentar o pastelão, recentemente foi noticiado que o governo venezuelano ficou sem dinheiro para fabricar mais dinheiro.

As pessoas estão desnutridas e vivenciando um regime de emagrecimento compulsório. Em um ano, a média de perda de peso da população foi de 8,7 kg.

A criminalidade explodiu e hoje é a pior do mundo.  (Chegou-se a uma situação em que as pessoas são queimadas vivas nas ruas).

Uma mulher de classe média disse à reportagem que "o legado de Chávez é o de pessoas como eu tendo de revirar o lixo à procura de comida".

Os mercados negros — assim como ocorreu na União Soviética — estão por todos os cantos. Mas são os ricos que conseguem se dar bem com esta situação, pois somente eles conseguem pagar os preços astronômicos praticados neste mercado; e somente eles podem pagar as propinas exigidas pelos mercadores negros. (Como mostra esta reportagem, a situação ficou tão escabrosa que os traficantes de drogas abriram mão de seu ofício em tempo integral e passaram a se especializar no mercado paralelo de alimentos).

Mas quem realmente está vivendo muito bem é a elite socialista que possui boas ligações políticas. Estes fazem festas extravagantes no Country Club de Caracas, cuja mensalidade é quase 500 vezes o salário médio anual de um trabalhador venezuelano de classe média. O artigo do The Daily Mail é adornado por fotos de "festas exuberantes, regadas a muito champanhe, vinho e mesas fartas, onde só é servida comida gourmet". Um magnata que enriqueceu por meio de suas conexões com o governo é citado dizendo "Por que deveríamos parar de nos divertir só porque o país está derretendo?"

3557EE5100000578-3640941-image-m-2_1466071975288.jpg

3557ECD800000578-3640941-image-a-4_1466072015882.jpg

3558D76E00000578-3640941-image-a-7_1466072469347.jpg

3558DE5C00000578-3640941-image-a-6_1466072462687.jpg

"Esses ricos são ladrões", diz a mulher citada no artigo do The Daily Mail.  "Eles são comparsas do governo e roubaram o dinheiro do país. [...] Tivemos uma revolução socialista e estes foram os resultados. "Eu me sinto traído. Nosso sonho socialista está se esfacelando", disse outra vítima pateticamente enganada pelo socialismo do século XXI.

Enquanto isso, jovens ao redor do mundo seguem sendo seduzidos pela ideia do socialismo, genuinamente acreditando que, sob este sistema, não apenas acabaria o compadrio entre governo e grandes empresários, como ainda os ricos politicamente influentes teriam sua riqueza confiscada pelo governo (seu aliado) e redistribuída para os mais pobres.

Difícil imaginar uma manifestação mais explícita de ignorância. Como explicou Hayek em seu clássico O Caminho da Servidão, a realidade é que, sob o socialismo, "o único poder que vale a pena ter é o poder político". Por outro lado, é o capitalismo, a propriedade privada e o livre mercado o arranjo que permite o máximo potencial para o crescimento econômico, o progresso e o enriquecimento por meio do empreendedorismo, do trabalho e da iniciativa individual.

A história dá razão ao segundo arranjo. Já os jovens acreditam mais no primeiro. E você ainda acredita que as escolas, os professores sindicalizados, e os currículos controlados pelo governo não estão ensinando direitinho às crianças?

_____________________________________________

Leia também:

Com as pessoas forçadas a revirarem lixo, o socialismo venezuelano provoca emagrecimento compulsório

Quer matar as pessoas de fome em pleno ano de 2016? Adote o socialismo

Só é socialismo enquanto funciona; quando deixa de funcionar, nunca foi socialismo

O colapso da Venezuela não irá acabar com o poder sedutor do socialismo - e há explicações para isso

O socialismo venezuelano: pessoas comendo cachorros, saqueando supermercados e morrendo de inanição

13 votos


  • Andre  20/06/2016 15:28
    Cadê aquele cara que vive nos chamando pra formar um grupo e agir para melhorar o país?
    Eu topo sequestrar jovens socialistas, dar um sossega leão neles e joga-los lá em na favela de Petare em Caracas, pra contemplarem o tão sonhado socialismo bem de perto.
  • Paulo  20/06/2016 15:56
    Também topo, tô contigo!!!
  • Kynox  20/06/2016 20:47
    Idem. Quando estiver formando o grupo, me chame!
  • Carlos Fonseca  24/04/2017 12:21
    Vocês sao ridículos! Deviam agradecer a Lula o progresso que o país teve e que os seus tucanose Pmdb corruptos estão destruindo. Vá fazer sexo grupal com sua orde de covardes.
  • Mais Mises...  24/04/2017 18:35
    Quero muito acreditar que seu comentário foi uma 'zoação', mas por via das dúvidas: patético é o seu comentário, atribuindo alguma coisa ao mula, um sujeito que não fez absolutamente nada a não ser ficar muito rico à custa dos trouxas.
  • Reserva de mercado  24/04/2017 19:11
    KKKKKKK, olhem só, o sujeito pensa que aqui é antro de tucanos e PMDBistas.

    Coitado.
  • Andre Mello  26/04/2017 01:50
    Os alienados só enxergam dois lados. Se vc fala mal de um lado, eles automaticamente te jogam no outro.

    Quando falo em acabar com essa classe chamada de "políticos" têm gente que ri e depois diz que é impossível pq não tem outro jeito de "governar" o país... Vê se pode.

    Aí se eu meto a besta de falar que é o "governar" que f*** tudo nego me tira de maluco... E nem adianta provar com exemplos ou o que quer que seja. Eles se negam a enxergar a realidade.

    Esse lugar é dureza.
  • Taxidermista  20/06/2016 15:39
    Thomas DiLorenzo acaba de lançar um livro inteiro sobre socialismo:

    www.regnery.com/books/the-problem-with-socialism/
  • Edson Jun Sahara  20/06/2016 15:42
    Igual ao Brasil, onde a ex-presidente viaja com séquito, paga cabeleireiro com dinheiro do povo e reclama que não tem comida farta enquanto a população de 11 milhões de desempregados não tem o que comer.
  • Maycon R. Campos  20/06/2016 15:43
    Só digo uma coisa. O comunismo deve ser criminalizado e partidos comunistas fechados.
  • Dionizio Cavalcante  20/06/2016 15:43
    Da série: não era socialismo, era chavismo, madurismo, lulismo, petismo, stalinismo...
  • Pessimista  20/06/2016 16:11
  • Andre  20/06/2016 16:51
    Típico debate político no Brasil, jogar o adversário ou o que não convém para a direita.
  • Halysson  20/06/2016 19:04
    Tem uns iluminados por aqui mesmo, que fazem exatamente isso. Chamam Hitler de esquerdista e o nazismo de socialismo.

    Pra variar tá todo mundo errado.
  • Boers  20/06/2016 19:19
    Prezado Halysson, por favor me responda sem tergiversar:

    Um regime econômico cujo governo

    1) planeja inteiramente a economia,

    2) impõe controle de preços,

    3) impõe controle de salários,

    4) arregimenta toda a produção,

    5) permite a propriedade dos meios de produção em mãos privadas, desde que o governo decida o que deve ser produzido, em qual quantidade, por quais métodos, e a quem tais produtos devem ser distribuídos, bem como quais preços podem ser cobrados, e quais salários devem ser pagos.

    Qual seria o nome desse regime econômico?

    Pergunta simples e direta, sem pegadinha.

    P.S.: um adendo: os criadores dessa política econômica pertenciam a um partido auto-intitulado Partido Nacional Socialista dos Trabalhadores Alemães.
  • Halysson  20/06/2016 23:30
    Já perdi tempo demais discutindo isso em no último artigo sobre o assunto.

    Esse é um regime TOTALITÁRIO e interventor. Pode ser de Direita ou de esquerda.

    E pelo amor de Deus, se intitular socialista não quer dizer nada. A Coréia do norte se intitula Popular e Democrática.

    Eu posso me auto denominar homem de Aço, e nem por isso vou me tornar a prova de balas.
  • Jorge  21/06/2016 14:29
    "Perdeu tempo demais" mas quem veio de novo com esse assunto para cá foi vc.

    E mesmo um "iluminado" por insistir que nazismo não tem relação com regime socialista. Parabéns. Grande cultura geral.
  • Torben  20/06/2016 20:02
    Halysson

    Foram os próprios nazistas que deram o nome do seu partido de Partido Nacional Socialista dos Trabalhadores Alemães.
  • Torben  20/06/2016 20:15
    Halysson, vamos fazer o seguinte, dê a sua definição de "socialismo".

    Diga aí, o que é "socialismo" para vc?
  • Marcov  21/06/2016 00:28
    Ainda essa discussão . . . eu sempre soube que a Alemanha de 1933 a 1945 era socialista. Eu não entendo como alguém pode dizer que não era.
  • Aprendiz  21/06/2016 13:02
    Só uma dúvida: Por que Hitler tinha a URSS como inimigo? Lembro-me que eles firmaram um pacto de não agressão antes da 2º guerra, mas depois a coisa desandou.
  • Marcov  21/06/2016 22:12
    Bom lembrar que os dois países pretendiam expandir suas influências. A União Soviética buscava o comunismo, apesar de nunca ter alcançado (utopia), enquanto a Alemanha era socialista. Nos dois havia ditadores, Stálin e Hitler, que também criticavam o capitalismo. No entanto, ambos queriam aumentar a sua influência, mesmo após terem dividido a Polônia entre si.
  • Halysson  22/06/2016 20:44
    Hitler, tinha planos de Dominar o mundo mas sabia que isso tinha que ser feito por partes. Stalin tinha um inimigo Comum a Hitler (o ocidente, aka liga das nações) e era um adversário poderoso. Achou melhor não mexer com ele pois seria esmagado dos dois lados.


    Quando o fez o poder subiu a sua cabeça e resolver exterminar os soviéticos de uma vez também. Só que (como muitos aqui) Hitler não estudou historia e se colocou na mesma "posição que Napoleão perdeu a guerra". Daí, a batalha de Stalingrado foi ladeira abaixo e o resto vc já sabe...
  • Pessimista  23/06/2016 13:31
    Hitler não tinha planos de dominar o mundo. Isso é coisa do Pink e o Cerebro.

    Hitler queria expandir os territórios que ele considerava parte da Alemanha, no caso a Austria e a Polônia.

    Acontece que ao invadir a Polônia ele iniciou toda a segunda guerra.

    Quanto a invadir a URSS em 1941 não há um consenso histórico sobre o porque ele fez isso. Minha opinião é que ele optou por um ataque preventivo, visto que a URSS era um estado hostil a Alemanha.

  • JP  20/06/2016 16:25
    Mais uma vez deturparam Marx... vão continuar tentando.
  • Silvio Dias   20/06/2016 15:44
    Seguindo o exemplo de Marx, que sempre gastou do dinheiro que não era seu. Viveu sustentado pela filha do barão.
  • Renato  20/06/2016 16:55
    Reclamam do estado e não batem naqueles que mantém o estado: A CLASSE POLÍTICA.

    Se queremos ficar livres dessa corja temos que aos poucos alertar a todos sobre como é danoso para o bolso das pessoas e para os cofres do país a existência dessa classe parasitária chamada político.

    Em artigos anteriores eu percebi o aumento dos interessados que gostaram da minha ideia de criar um grupo para essa finalidade: A ELIMINAÇÃO DOS POLÍTICOS COMO CLASSE.

    Eu já expus aqui um principio de como iniciaríamos essa empreitada:

    Criaríamos um empreendimento para a função de alerta aos empreendedores. Sejam eles pequenos, médios ou grandes empreendedores.

    Um grupo poderia ser criado, mostrando o nosso cartão de visita, para fazer o trabalho de divulgação entre os empresários. Assim que contratados, de comum acordo com os mesmos (troca voluntária), estabeleceríamos um preço razoável para começar a imprimir cartilhas explicando as pessoas, dentro do estabelecimento do contratante, se assim esse desejar, mais principalmente nas ruas.

    Poderíamos também criar grupos de associados para que cada vez mais a mensagem de anti-políticos ganhasse mais força através de palestras e encontros.

    Mostraríamos aos poucos para as pessoas que pagar impostos é uma falácia. Só serve para sustentar a classe política...e também mostraríamos a existência de moedas digitais, como o bitcoin, por exemplo, para o empresário e para as pessoas comuns.

    Aos poucos vamos tirar essa mentalidade estatal da cabeça das pessoas.

    Como eu sou da CIDADE do Rio de Janeiro, ficaria melhor que pessoas daqui entrassem em contato comigo.

    Trabalharíamos como se fossemos "fantasmas". O investimento seria feito diretamente com empresários que assim solicitasse nosso serviço.

    É claro que esse grupo crescendo vamos criar e ter contato com pessoas de outros estados e até mesmo em nações estrangeiras.

    Para os interessados meu email é galenoeu@gmail.com
  • Andre Cardoso  20/06/2016 17:31
    Eu fico assustado com a condição intelectual de nossos jovens, principalmente os de maior grau de escolaridade. Todos seduzidos pela promessa socialista de ter tudo o que interessa de qualidade fornecido pelo governo sem muito esforço pessoal. Sonham em se ver livres da, como eles dizem, "escravidão capitalista". É muita ignorância e preguiça num corpo só.
  • Anderson d'Almeida  21/06/2016 14:24
    André Cardoso,


    Consequências desses anos em que o consumo é estimulado e a poupança é demonizada. Muitos desses jovens, com seus aparelhos tecnológicos e roupas de marcas reconhecidas, crescem com os pais dando-lhes tudo e não lhes ensinando nada. E esses jovens quando adultos percebem que a realidade é dura em diversos aspectos, e os que não conseguem adaptação à sociedade (mercado) simplesmente se revoltam com os que não lhes dão emprego. Logo, eles ficam a um passo da ideologia que se diz a salvadora do mundo e que põe a culpa em tudo no capitalismo. Daí, pronto, tem-se jovens progressistas-revolucionários militando, ou divulgando, a ideologia que destruirá (já destruiu em vários lugares) suas próprias sociedades.

    Eu, sinceramente, agradeço as lições que recebi de minha família, nos tempos de infância. Mostraram-me que tudo tem um custo, que nada é de graça e que ninguém me deve nada (a não ser que esse alguém já esteja comprometido a dar-me alguma coisa).
  • Bruno  20/06/2016 17:46
    OFF:

    Brasil caminha anti livre-mercado,mais uma atitude que deixa o Brasil menos livre e mais estadista.Venezuela é a meta dos estadistas.
    Vale a pena o IMB fazer um artigo sobre tal notícia e criticando o CADE.

    carros.uol.com.br/noticias/redacao/2016/06/20/cade-acusa-fiat-ford-e-vw-de-monopolio-em-fabricacao-de-pecas.htm


    AO invés do ''cade'' brigar contra o protecionismo,que consequentemente faz os nossos carros caros e verdadeiras carroças,eles preferem brigar justamente com os amigos do rei.
    Aqui não tem mais jeito,a ignorancia brasileira em economia é sem fim,não é atoa que o país esta nessa atual desgraça.
  • Rock  20/06/2016 18:17
    É absolutamente surreal essa "acusação" do cade: "abuso de direito de propriedade industrial com fins anticompetitivos".

    O estado cria os privilégios estatais para depois dizer que as empresas estariam "abusando" desses mesmos privilégios estatais...

    Olha o que diz o cade: a conduta estaria causando "exclusão de milhares de fabricantes independentes do mercado, dando a cada uma delas [montadoras] um monopólio na reposição de suas respectivas peças"...

    Ou seja, repetindo: o estado cria e confere o monopólio/privilégio ("direito de propriedade industrial") para determinadas empresas para depois uma agência estatal alegar que essas empresas estão em situação de "monopólio"!

    SURREAL.
  • Bruno  20/06/2016 19:26
    Exato!
    Por isso achei muito interessante compartilhar aqui.
    Realmente é sem fim a contradição estadista,isto renderia um lindo artigo no IMB.

    O pior é que o estado concede isso de tantas maneiras,que não satisfeito de uma forma,ele cria outras e assim por diante.

    Protecionismo como eu tinha dito,concede as nacionais improdutivas o cartel,isto por si só já é um dos maiores motivos para a formação de monopólios.O Collor pode ser oque for,mas em uma coisa ele estava certo e devemos agradecer a ele: ''Os carros Brasileiros são verdadeiras carroças''.Naquela época realmente eram carros de 20 anos atrasados em relação ao padrão mundial,mas hoje em dia,graças a pequena abertura,melhorou muito a qualidade e estamos apenas 10 anos atrasados rs...O pior é o argumento do advogado,que no fim das contas,defende a intervenção estatal,ao invés dele mostrar como nós mostramos,ele simplesmente usa argumentos que no fim defende esse sistema,porque sera?O Corporativismo é explícito.

    Alem disso,ainda tem a Propriedade intelectual/Industrial e afins.
    Como o Rock falou,o estado concede o monopolio na cara dura com isso,já não basta o protecionismo,ainda concede a PI de forma extremamente monopolista.

    É o de sempre,o estado cria o problema,ai ele cria uma solução pro problema que ele criou que em seguida,cria outro problema.Fica nessa bola de neve,esse ciclo vicioso.
    Por isso é oque eu digo,cada vez mais estamos anti-mercado,cada vez mais estamos nos fechando.Não falta muito pra chegarmos nessa desgraça que esta a Venezuela,como o artigo mostrou..

    Eu do risada com essas estadisses,é como se eu concedesse o direito a alguém me agredir e reclamar do ferimento causado depois.É como eu dar a minha arma a um bandido e reclamar que o mesmo me rendeu.Pior que o argumento deles,seria de que o estado vigia,pois esse privilegio concedido,não foi para abusar e sim para somente usa-lo como a regra manda.Ouvi um professor uma vez dizer que,caso o detentor da patente cometa um abuso economico(aumentar preços por exemplo),o mesmo teria seu direito retirado pelo estado.Ou seja o estado fica fiscalizando quem merece continuar com o privilegio ou não.Sabe,é uma quantidade de coisas somadas e somadas que destroem completamente o empreendedorismo.Pior que sempre o argumento é de que isso ira garantir a competitividade e a ''justiça'' entre os empresários.Como alguém insisti nisso diante esses resultados?
    É uma limitação cognitiva astronômica....
  • Berry  20/06/2016 17:55
    Os ricos em um sistema socialista são meros parasitas do governo (os que aceitaram fazer acordos espúrios). São uma consequência do governo gigantesco, não a causa.
    O problema é que a própria reportagem do Daily Mail ajuda a reforçar a (falsa) ideia de que o culpado são os "ricos", e não a falência do governo socialista e seu planejamento central. Isso pode levar a população a, paradoxalmente, exigir ainda mais intervenção governamental para "combater os excesso dos ricos que estão gerando a pobreza".
    É preciso sempre deixar claro para quem não compreende: o que gera desabastecimento é o controle de preços, o planejamento central, a intervenção na economia. Não "a ganância dos ricos".
  • Goldwater   20/06/2016 18:02
    Para ser bem justo, o Daily Mail enfatiza sim que os ricos estão em conluio com o governo. O termo "crony" e seus derivados aparece várias vezes. Até os populares entrevistados demonstram entender isso.

    Em termos de mídia convencional, tal relato já é um grande avanço.
  • Berry  20/06/2016 18:42
    Veja que um dos entrevistados disse: "Chávez pretended to be this big Socialist, but he was rich himself.", dando a entender que Chávez não era socialista (ele fingiu), ou seja, na cabeça do entevistado, não foi o Socialismo que deu errado, foi a interpretação do Socialismo por Hugo Chávez. A expressão crony capitalism aparece apenas duas vezes, e a primeira menção ao fato de que foi o Chavismo que destruiu a economia aparece apenas a série de fotos e os parágrafos iniciais (grande parte do público nem lê a notícia além do título e primeiros parágrafos).
    É um artigo menos parcial à esquerda do que a maioria dos que estamos acostumados no Brasil? Sem dúvida. O Daily Mail não é tão descaradamente esquerdista como a BBC. Mas ainda assim em algumas reportagens pode ser bem parcial, principalmente por insistir em criar esse contraste entre ricos x pobres e, assim, sugerir relação causa x consequência. Outro ponto em que isso fica claro é a forma com a qual os vendedores do mercado negro foram tratados como oportunistas insensíveis, quando na verdade eles são os únicos que estão impedindo que grande parte da população morra de fome.
    Tirando isso, a reportagem tem grande mérito por pelo menos existir. A imprensa brasileira sequer se preocupa em produzir algo mais abrangente a respeito.
  • AuH2O  20/06/2016 19:25
    Meu, na boa, o artigo do jornal britânico é sim bem explícito nesse ponto.

    Olha esse trecho:

    Venezuela's Socialist rulers have long been at loggerheads with this symbol of capitalism, loudly threatening to seize its land for social housing.

    Behind the scenes, however, the Socialists and Boligarchs – so called because of the wealth they gained through their connections to the Bolivarian Socialist government – are often hand-in-glove.

    Diego Salazar, a pro-government businessman who was implicated in an oil corruption scandal last year, is a member of the Club, and Alejandro Andrade, Chávez's notorious Finance Minister who travelled in a £7million private jet, has attended its showjumping events.

    Difícil ser mais claro do que isso.

    Entendo seu ponto e acho sim muito saudável sua exigência, mas a crítica realmente não cabe a essa matéria do jornal.
  • Filósofo da USP  20/06/2016 18:47
    Isso não é socialismo, ponto final.

    Foi simplesmente uma trama do "capitalismo selvagem dos Yankees", para tentar destruir a riqueza e prosperidade dos venezuelanos.

    As fotos foram escolhidas a dedo, para retratar a farsa.
    Em todo lugar a miseráveis...
    Na Venezuela todos são iguais, graças riqueza do petróleo, que os yankees estão de olho.

    Ninguém fala do desalojamento dos "porcos capitalistas" em hotéis 5 estrelas, para os sem teto lá pudessem viver.

    Do regime para emagrecimento e saúde da população, vide a foto da ex-gorda.

    O Maduro sabe o caminho os venezuelanos estão com ele.

    O IMB é ligado e financiado pela CIA,logo, não tem credibilidade.

    Quando a Dilma voltar seremos todos vermelhos de amor.
    Vida longa a URSAL!



  • Kleber  20/06/2016 19:56
    Eu até riria desse comentário e acharia que fosse um troll... mas, fiz 2 semestres de Letras na FFLCH e sei que muitos pensam assim lá. Muitos, para não dizer 99% dos cabeça-ocas!
  • Dissidente Brasileiro  20/06/2016 21:40
    Quando a Dilma voltar seremos todos vermelhos de amor.

    Você vai ficar vermelho sim... de tanta porrada que vai levar!

    Toma vergonha na sua cara, seu troll estúpido. Ou vou mandar a ambulância do hospício lhe buscar, afinal de contas, esquerdismo é doença mental e precisa de tratamento:

    O psiquiatra Lyle Rossiter nos comprova que o esquerdismo é uma doença mental
  • anônimo  20/06/2016 19:50
    "O IMB é ligado e financiado pela CIA"

    Não era pelos irmãos Koch e a Shell?
  • mauricio barbosa  20/06/2016 20:19
    Abaixo a Ursal...
  • Doctorguy  20/06/2016 20:31
    Eu me pergunto até quando o BRASIL vai se fazer de MORTO enquanto nossos vizinhos SOFREM dessa maneira tão ridícula. Eu sou a favor de uma intervenção MILITAR formada por uma coalizão de países vizinhos, apoiados pelos EUA, para DERRUBAR esse governo hipócrita da Venezuela. Não é possível que os governantes vizinhos assistam essa completa desumanização dos venezuelanos de braços cruzados. Agora que a MARMOTA saiu de Brasilia graças a Deus, espero que o novo governo pelo menos apoie novas eleições na Venezuela, que no momento implora por uma solução ou uma salvação.
  • Andre  20/06/2016 22:58
    Não é mais assim que se faz política, a desgraça da Venezuela é muito útil para muitos governos como o peruano e paraguaio que exploram muito bem a propaganda pró mercado para evitar ascensão de seus adversários políticos pró bolivarianismo, os republicanos americanos também usam bastante em suas abordagens econômicas.
    Ninguém mais é louco de colocar esforços em nações estrangeiras que querem se arruinar que não seja de extrema importância estratégica, com esses preços do petróleo é até um favor que a Venezuela perca capacidade de produção para a estatolatria econômica mundial.
    Por fim vamos ver medidas soft para pressionar a ditadura venezuelana, suspensão da OEA, suspensão do Mercosul, paralisação de voos internacionais para a Venezuela e notas de repúdio.

    É duro, mas quanto pior a Venezuela, melhor para manter a nossa extrema esquerda mais desorientada e longe de resultados positivos nas urnas.
  • Trader Carioca  21/06/2016 14:06
    Doctorguy,

    Sua vontade de intervenção militar é uma vergonha. Você quer que pais de família arrisquem suas vidas indo ao exterior, combater uma guerra para libertar a Venezuela e "impor a liberdade " (veja que contradição). Enquanto isso você fica no conforto do seu lar, se sentindo protegido contra a "ameaça externa" típica da propaganda estatólatra.

    Você é livre para ir até a Venezuela junto com aqueles que você convencer nessa empreitada, armem-se e façam a revolução pela libertação do país. Mas não tenha a atitude covarde de pedir que outros se arrisquem no seu lugar, não tenha a atitude covarde de pedir que filhos deixem suas mães para morrer por você.

    Lamentável.

    E por fim, a responsabilidade de se libertar é do próprio povo venezuelano. Enquanto acreditarem que a solução virá de fora, irão cair na mentira do político salvador da pátria.
  • a  20/06/2016 20:37
    socialismo é o lixo no comando. Os países que o adotaram se atrasaram.
  • Anderson  20/06/2016 22:24
    Já tô cansado de saber que a Venezuela está muito mal de tanto ler isso aqui. precisamos é convencer mesmo é os que ainda não são liberais.
  • Andre  20/06/2016 23:13
    """
    Segundo a reportagem, cidadãos de classe média estão literalmente "revirando montantes fétidos de lixo à procura de algumas folhas de alface e de postas de carne apodrecidas."
    """
    Em breve não haverá nem mesmo lixo para comer.
    A única opção será o canibalismo ou ir pra floresta tentar a sorte.

    "Eu me sinto traído. Nosso sonho socialista está se esfacelando".
    Tadinho, achava que os socialistas tinham intenção de roubar dos outros para ele ter vida fácil.
    Não percebeu que os socialistas prometem roubar dos ricos para dar ao pobres só para ganharem apoio da maioria.
    Tão inocente que deve até acreditar em Papai Noel.
    Esse está apenas colhendo o que plantou.
  • mauricio barbosa  21/06/2016 00:04
    Gostaria de saber a opinião da equipe IMB,sobre a situação de Pré-Falência da OI,hoje ela entrou na Justiça com pedido de recuperação,a pergunta é provocativa visto ela operar num segmento protegido da concorrência e preciso de subsídios para futuros questionamentos de esquerdopatas(Que a essa hora devem estar que nem cão com os lábios molhados de fome,querendo nos questionar).
  • Aldo  21/06/2016 00:34
    Ué, como assim?

    A empresa não apenas opera em um setor protegido pelo estado (por isso ela é ineficiente), como também recebeu fartos empréstimos subsidiados pelo BNDES (por isso ela é ineficiente). Foram os empréstimos do BNDES que geraram várias fusões de empresas (dentre elas, a Oi e a Portugal Telecom), as quais criaram megamonopólios protegidos pelo estado (por isso ela é ineficiente).

    A Oi, além disso, tornou-se famosa por dar dinheiro a Lulinha e sua empresa de videogames em troca de favores e privilégios políticos.

    Tendo em mente tudo isso, por que os esquerdopatas "devem estar que nem cão com os lábios molhados de fome, querendo nos questionar"? Ora, são eles que têm de dar respostas! O modelo protecionista e intervencionista que eles tanto defendem fracassou abissalmente. Fosse eu um defensor do ativismo estatal, estaria agora debaixo da cama, morrendo de medo de alguém me pedir explicações.
  • mauricio barbosa  21/06/2016 00:46
    É muita incompetência e gestão temerária junta,uma empresa operar num segmento protegido e operar sem lucro e pedir auxílio da justiça para ganhar fôlego ou seja essa OI num livre-mercado já teria falido há anos.
  • Observador  21/06/2016 23:26
    Comentado e postado agora aqui:

    www.mises.org.br/Article.aspx?id=2446
  • anônimo  21/06/2016 02:41
    O impressionante é ver os otários acreditando nas instituições.

    Essas instituições são criminosas !

    Contra o socialismo vale bomba atômica, tortura, degola, banho de sangue, tiro, porrada e bomba. Lugar de socialista é no cemitério.





  • Alex Ran  21/06/2016 03:27
    Gosto muito de uma frase de Hayek no livro O Caminho da Servidão: "um mundo em que os ricos são poderosos ainda é preferível àquele em que só os poderosos podem adquirir riquezas"

    Poderosos adquirem riqueza através da opressão; os ricos através de produção de bens e prestação de serviços. Aqueles continuarão ricos se continuarem oprimindo. Estes se continuarem produzindo bens e prestando serviços.
  • Leandro Menezes  21/06/2016 12:34
    Gosto muito desse site, mas esse artigo é muito fraco e falto de argumentos concisos. Pois o capitalismo também gera os mesmos problemas.
  • Tiago  21/06/2016 14:06
    Uai, é? O capitalismo também gera escassez de bens essenciais? Ele gera desabastecimento de remédios e alimentos? Explique-nos como.

    O gozado é que a esquerda critica o capitalismo exatamente pelo oposto: ele gera desperdício, por produzir coisas em excesso e que ninguém quer, e incentiva o consumismo ambientalmente deletério. Essa crítica de que o capitalismo também gera uma "escassez venezuelana" é nova pra mim. Deve ser o novo mantra que está sendo ensaiado pela esquerda.

    Faça um favor a si mesmo: refine seus argumentos, ensaie mais e volte quando estiver mais preparado. Isso evitará que você passe vergonha e seja desmascarado como um charlatão (alguém que diz "gostar muito deste site" jamais faria uma afirmação tão escabrosa quanto essa, pois os inúmeros artigos daqui provam exatamente o contrário).
  • Roberto  21/06/2016 14:12
    Essa é a nova tática dos MAVs. Como eles já perceberam que se chegarem criticando eles apanham impiedosamente e são humilhados vexaminosamente, eles adotaram outra estratégia: chegam elogiando de fininho, fingindo ser leitores assíduos, e então fazem uma crítica contraditória que os deixa totalmente a descoberto e revela sua farsa.

    Com o colapso do regime venezuelano -- que a esquerda brasileira sempre defendeu taradamente -- e com o esfacelamento do PT, não sobrou mais nada para os infelizes. Restou apenas a tática de sempre: culpar o capitalismo pelo vexame venezuelano.
  • Andre  21/06/2016 14:14
    "Pois o capitalismo também gera os mesmos problemas.".

    Isso explica porque os americanos estão emigrando em massa para a Venezuela. Afinal de contas comida encontrada no lixo é muito mais saborosa.
  • Renan  21/06/2016 13:45
    Uma soluçao possivel para essas pessoas, elas voltarem a ser campones e cultivar ou domesticar seu proprio alimento
  • Vander  21/06/2016 23:36
    Lendo o artigo me deparo com a frase "Eu me sinto traído. Nosso sonho socialista está se esfacelando"

    Isso é pensamento de Zé Ruela. E depois não entendem do porquê estão na miséria. Como podem ainda acreditar que uma loucura dessas é um sonho? Meu Deus, as vezes penso que certas tragédias são castigos.
  • Clovis Lagarto  22/06/2016 19:24

    "Eu me sinto traído. Nosso sonho socialista está se esfacelando"

    Diagnóstico: Síndrome de Estocolmo.
  • Viva o dinheiro  26/06/2016 17:43
    O socialismo destrói a educação das pessoas.

    Depois de fazer mais de 400 provas e exames nas escolas, faculdades, treinamentos e cursos, o governo diz que não podemos ser livres para empreender tudo que aprendemos.

    Quem vai querer estudar para passar em mais de 400 provas durante toda vida, se isso não vai poder ser usado em benefício próprio ?



  • anonimo   03/07/2016 03:38
    Libertar o "povo" dos poderes: militar, político, econômico e religioso.

    Solução: desvincular do preço do produto ou serviço toda a tributação (50%), inclusive trabalhista; isentar todas as empresas do pagamento e administração de todos os tributos, inclusive trabalhista; tributar a pessoa física eleitor com base no seu consumo anual. Por que tributos trabalhistas, saúde, previdência, educação são pagos ao governo e não a cooperativas regionais do trabalho - particular
  • Emerson Luis  05/07/2016 11:48

    É revelador o silêncio que a imprensa brasileira faz sobre a Venezuela.

    Os líderes socialistas obtêm apoio popular xingando seus oponentes daquilo que eles próprios são e acusando-os de fazer aquilo que eles mesmos fazem e/ou farão. Lembram da Dilma na campanha se apresentando como defensora dos pobres e dizendo que a Marina e o Aécio subiriam os juros, tirariam o alimento dos pobres, eram aliados dos banqueiros, fariam o país regredir economicamente, etc.? E o povo acreditou!

    * * *
  • Primo  11/07/2016 15:29
    Concordo com Halysson 20/06/2016 19:04:09.

    Se seguirmos a cartilha de Boers 20/06/2016 19:19:55, vamos chegar a conclusão que estamos em um sistema socialista hoje. Caso isso seja verdade, devemos à esse sistema todo o desenvolvimento tecnológico contemporâneo.

    Um regime socialista pretende esmagar a lucro do empresário e reparti-lo socialmente, pois seus comandantes acreditam na mais-valia. Hitler não demonstrou preocupação com o lucro dos empresários. Apesar de todo o planejamento central, os empresarios mantinham seu lucro semelhante a seus pares 'capitalistas'. O nazismo foi o resultado prático da implantação de um sistema totalmente voltado para eficiência econômica. Do ponto de vista econômico, o nazismo fez em poucos anos o que o livre mercado levaria séculos, monopolizou os bens de produção.
  • Tio  11/07/2016 18:14
    "Hitler não demonstrou preocupação com o lucro dos empresários."

    Não? Então por que ele aplicou controle de preços, de salários e direcionou toda a produção para a construção de máquinas de guerra? A propriedade dos meios de produção continuou em mãos privadas, ok, mas era o governo quem decidia o que deveria ser produzido, em qual quantidade, por quais métodos, e a quem tais produtos seriam distribuídos, bem como quais preços seriam cobrados, quais salários seriam pagos, e quais dividendos ou outras rendas seria permitido ao proprietário privado nominal receber.

    Isso não demonstra uma "preocupação com o lucro dos empresários"?

    "Apesar de todo o planejamento central, os empresarios mantinham seu lucro semelhante a seus pares 'capitalistas'."

    Quais pares capitalistas?

    "O nazismo foi o resultado prático da implantação de um sistema totalmente voltado para eficiência econômica."

    Cristo Rei! A economia nazista era uma economia totalmente voltada para o esforço de guerra. Havia escassez de tudo. E, o pouco que restava, tinha seus preços controlados. Todos os recursos do setor privado foram direcionados para a fabricação de tanques, metralhadoras, granadas e bombardeiros. Não havia livre iniciativa para nada. E a mão-de-obra desempregada era compulsoriamente direcionada a fabricação de materiais bélicos.

    Isso é "um sistema totalmente voltado para eficiência econômica"?!

    É cada besta quadrada que despenca por aqui.

    "Do ponto de vista econômico, o nazismo fez em poucos anos o que o livre mercado levaria séculos, monopolizou os bens de produção."

    Frase parcialmente correta. Permita-me corrigi-la por completo:

    Do ponto de vista econômico, o nazismo fez em poucos anos o que o livre mercado poderia tentar por milênios, mas jamais conseguiria: monopolizar os bens de produção a serviço do estado e direcionar toda a economia para o esforço de guerra.

    Não sei se você é intelectualmente deficiente ou intelectualmente desonesto. O que sei é que seu intelecto é deficiente e desonesto.
  • Primo  13/07/2016 20:26
    "Hitler não demonstrou preocupação com o lucro dos empresários."

    Não? Então por que ele aplicou controle de preços, de salários e direcionou toda a produção para a construção de máquinas de guerra? A propriedade dos meios de produção continuou em mãos privadas, ok, mas era o governo quem decidia o que deveria ser produzido, em qual quantidade, por quais métodos, e a quem tais produtos seriam distribuídos, bem como quais preços seriam cobrados, quais salários seriam pagos, e quais dividendos ou outras rendas seria permitido ao proprietário privado nominal receber.

    Isso não demonstra uma "preocupação com o lucro dos empresários"?


    Não. Você acha que Hitler com apenas uma canetada fez todo esse controle? Ele sentou junto com empresários, fez negociação com quem tinha poder de barganha e é lógico que entraram em um acordo. Caso todo o controle seja aplicado mantendo a margem de lucro, do que os empresários teriam que reclamar?


    "Apesar de todo o planejamento central, os empresários mantinham seu lucro semelhante a seus pares 'capitalistas'."

    Quais pares capitalistas?


    Segue uma lista de 10 empresas:
    10 empresas que lucraram com o Nazismo



    "O nazismo foi o resultado prático da implantação de um sistema totalmente voltado para eficiência econômica."

    Cristo Rei! A economia nazista era uma economia totalmente voltada para o esforço de guerra. Havia escassez de tudo. E, o pouco que restava, tinha seus preços controlados. Todos os recursos do setor privado foram direcionados para a fabricação de tanques, metralhadoras, granadas e bombardeiros. Não havia livre iniciativa para nada. E a mão-de-obra desempregada era compulsoriamente direcionada a fabricação de materiais bélicos.

    Isso é "um sistema totalmente voltado para eficiência econômica"?!

    É cada besta quadrada que despenca por aqui.


    Esse é o resultado de se tentar eficiência econômica a qualquer custo político e social. Você tentar atingir algo não significa que irá atingir.


    "Do ponto de vista econômico, o nazismo fez em poucos anos o que o livre mercado levaria séculos, monopolizou os bens de produção."

    Frase parcialmente correta. Permita-me corrigi-la por completo:

    Do ponto de vista econômico, o nazismo fez em poucos anos o que o livre mercado poderia tentar por milênios, mas jamais conseguiria: monopolizar os bens de produção a serviço do estado e direcionar toda a economia para o esforço de guerra.

    Não sei se você é intelectualmente deficiente ou intelectualmente desonesto. O que sei é que seu intelecto é deficiente e desonesto.

    Nada a declarar.
  • Hitler era comunista enrustido  14/07/2016 16:40
    "o nazismo fez em poucos anos o que o livre mercado levaria séculos, monopolizou os bens de produção. "

    E como é que o livre mercado monopolizaria os bens de produção? Se é livre então é impossível haver monopólio débil mental.

    Se qualquer pessoas pode poupar e investir então nunca haverá monopólio em um livre mercado, algo tão obvio que só um retardado não entenderia.


    "O nazismo foi o resultado prático da implantação de um sistema totalmente voltado para eficiência econômica."

    Errado, o nazismo é o resultado prático da ideologia nacionalista que é consequência da mentalidade coletivista encontrado também nas ideologias socialistas.
  • Suzana Torres  20/12/2016 23:11
    "Quando você vir as barbas de seu vizinho (Venezuela) pegar fogo, (Brasil) ponha as suas de molho"
  • Artur Danilo  21/12/2016 12:23
    O socialismo só é bom (historicamente) quando se entra com a pic# e os outros com o C*
  • Pobre Rico  25/04/2017 13:59
    KKKKKK

    Verdade..
    Socialistas são ótimos em socializar os bens alheios.
    Quer achar um socialista num churrasco?
    Fácil, é aquele que chega com kaiser (quente, ainda por cima) e linguiça sebosa, mas só toma Heineken e come picanha...
  • Aluno Austríaco  22/04/2017 18:44
    A liberdade depende do interesse das pessoas. A América Latrina virou um antro esquerdopata. Isso aqui virou uma guerra contra a liberdade e um lugar onde pessoas se vendem por migalhas.

    Quando os individuaos se unem para defender a liberdade de outros individuos, a tendência é que os socialistas, comunistas, nacionalistas, bolivarianos, iluminatis, maçons e outros grupos de malucos tenham menos poder. Esses grupos sociopatas precisam ser aniquilados por conta dos inúmeros crimes que vem cometendo. O gramscismo foi adotado pelos comunistas, mas esses grupos infiltrados já existiam há décadas com a maçonaria e iluminatis.

    Nosso problema é que o povo foi doutrinado para defender interesses coletivos que atropelam os individuais. O poder do individuo foi completamente destruído pelas imposições coletivistas.

    Não tem jeito. A única solução é individuos defendendo a liberdade individual. Isso é a única solução capaz de frear o coletivismo.

    Enfim, quem quer expropriar bens de outras pessoas não pode reclamar quando é roubado pelo governo.

  • Hugo  22/04/2017 23:51
    Cadê o capital imoral que recebeu propina da Odebrecht? Quero ver ele ficar defendendo o socialismo!
  • Van Hohenheim  23/04/2017 01:33
    Bom, como não sei se minha pergunta foi enviada, aqui vou eu de novo: Há algum interesse da equipe do Mises Brasil de escrever um artigo sobre a liberdade econômica da África?
  • Edson  23/04/2017 04:06
    Contribuições sobre a África atual são bem-vindas. A África do passado (até o final da década de 1980) já foi abordada aqui:

    www.mises.org.br/Article.aspx?id=2420
  • Vozes do Alem  23/04/2017 05:53
    Existem alguns princípios de diplomacia que são aplicados pelo Brasil desde a época do império.

    Poucos países seguem a risca, mas estes princípios promovem a paz e crescimento dos países e da região.

    Não intervenção;
    Autodeterminação dos povos;
    Respeito aos tratados e resolução pacifica;

    Vale a pena estudar a historia desse de continente a fundo. Não é à toa que a américa do sul não é zona de guerra.
    Tem um pais que representa quase metade dela promovendo a paz.

    Quando estudar a história note que:

    As fronteiras foram definidas de forma a demarcar e não lutar (até aproveitando a união dos reinos de Portugal e Espanha. Vai que separa depois?)

    Resolver na diplomacia (2x a Inglaterra se meteu que eu lembro. A ilha que o capitão Inglês reclamou em nome da rainha e o caso dos marinheiros. 2x o Brasil arbitrou na diplomacia. A fronteira com a Argentina em Sc. Devem ter muitos outros exemplos que não lembro agora).

    Se a guerra for inevitável, interna ou externa, resolva até o fim.
    Vários exemplos tristes. Mas o Brasil até manteve o exercito em outro pais para garantir que o perdedor não fosse anexado. Não tem grupo separatista aqui. Nem guerrilha (as FARB).
    Os dois países tiveram a vontade do próprio povo respeitada. O resultado é a paz e a estabilidade.

    Devemos pensar muito bem antes de fazer besteira. Apesar dos absurdos dos últimos anos, como a ordem do cruzeiro do sul para o presidente ditador, a homenagem para o assassino psicopata revolucionário que adorava matar mas se entregou sem lutar na hora de morrer, considerando a historia toda o Brasil fica na frente de muitos países quando o assunto é diplomacia.

    Não é toa que o primeiro discurso da ONU é feito por um país que nem é membro do conselho de segurança.

    Quando for agir, pense no passado presente e futuro. O futuro é o mais complicado.
    Nesse caso da Venezuela, o Brasil deve apoiar o povo Venezuelano pois eles vão estudar a história a não vão perdoar uma invasão sob qualquer pretesto.

    Já expulsar do mercado comum do continente quem deixa faltar comida no mercado da esquina é um ótimo sinal. Na medida certa.
    Talvez a mensagem não devesse ser feita no primeiro de abril, mas veja que bom, quatro países com diplomatas trabalhando juntos no sábado.

    Sem ameaças ao governo que representa o país. Se os Venezuelanos precisarem de abrigo quiserem trabalhar para sustentar as familias, acolha.
    Como os brasileiros são acolhidos lá fora e os estranjeiros foram acolhidos aqui e construiram o país.
    Isso reforça ainda mais a paz e cooperação entre os países. Só gera mais riqueza.

    Ou alguém ainda acredita que o estrangeiro rouba os empregos? Se todo mundo sair de um país sobra emprego pro último que fica? Emprego é recurso natural?

    As vezes a melhor ação é sutil, parece que nada esta sendo feito, mas é o caminho.
    Se você promove a guerra, você não tem mais sossego. Ameaçar também não adianta.

    Ensinar é o ideal e nisso muita gente desse site está de parabéns.
    Ensinar pelo exemplo é melhor ainda. Nisso a diplomacia brasileira ainda está de parabéns.

    Veja as ameaças diplomáticas dos últimos anos. Tem país que não leva mais a sério o outro.
    Tão ameaçando destruir cidades do outro país. Isso também não é bom. Pacificou?
    Veja as intervenções externas. Vários exemplos. Estabilizou? Democratizou? Libertou?

    Estude a história do seu próprio país e descubra porque esse é o segundo continente mais pacifico do mundo.
    Você vai ficar surpreso de tanta coisa inteligente que vai achar.
  • Edna  23/04/2017 09:39
    E vc estudou história?? Onde foi feito o seu doutorado? Quais os livros que vc publicou? Brasileiro adora se gabar de possuir conhecimento...
  • marcela  23/04/2017 12:14
    Aproveitei o sábado e o início de domingo para reler todos os artigos do IMB sobre a Venezuela que foram escritos desde 2009.E a realidade é que este presente artigo é um resumo de tudo que já foi escrito neste site.Não creio que falte nada para ser dito sobre a Venezuela aqui no IMB,assim se você quiser entender exatamente o que está acontecendo naquele país,pesquise na caixa de pesquisa o termo "Venezuela"e compreenda a realidade daquele país.Meu único receio é que a única saída para aquele descalabro é mesmo medidas liberais,o que será extremamente difícil de implementar em um país onde grande parte das pessoas se declara bolivariana.
  • Vozes do Alem  25/04/2017 05:41
    Cuba não é a Venezuela, mas tem um documentário recente que aparece o Chávez, se chama Documento Verdade vai até Cuba.

    É interessante ver tudo, em especial os minutos 7, 23, 50, e 62.
    Veja a situação de moradia e trabalho, e as declarações de "nenhum direito a menos". Lembre ainda que eles ainda precisam medir bem as palavras para não se enrolar.

    Já ouvimos suíços reclamando que os franceses iam trabalhar no país deles!
    Lá foi rejeitado por referendo a implantação do salário mínimo.

    Coloque isso em perspectiva com os depoimentos dos cubanos e pense, será que com o porto que o Brasil construiu via empreiteira enrolada com cláusulas protegidas por acordo diplomático
    mais a aproximação com os estados unidos vai resolver transformar a ilha em um paraíso caribenho? Vai ter gente nadando pra chegar lá?

    Talvez o problema seja esta expectativa de um direito. Se você tem direito, quem vai atender?
    O políticos não servem, eles são servidos.
  • Alemão  23/04/2017 17:17
    A Venezuela só chegou a essa situação porque os empresários e a mídia se prostituíram ao apoiar o regime tresloucado de Chavez et caterva.

    Como se fez nesta republiqueta bananeira sindical, na cleptocracia tupiniquim, onde durante 13 anos o governo dos bandoleiros e vigaristas despejou uma montanha de dinheiro na mídia para dourar a pílula e enganar os trouxas.

    Deu tão certo que conseguiram saquear o país e se manter no poder! Os empresários, vendo que o pior poderia lhes acontecer, se deram conta e bateram em debandada. São eles que financiam os políticos, e foi o que aconteceu com o impeachment.
  • Vozes do Alem  25/04/2017 04:59
    Lembre que o Chávez veio das forças armadas.

    Para quem trabalha para o governo, ou seja, recebe o salário do governo, o socialismo funciona (para ele como indivíduo) enquanto o resto da sociedade esta trabalhando para produzir o que ele consome.

    Por exemplo, no Brasil, alguns setores foram socializados parcialmente, como saúde e educação.
    Sorte que a alimentação não é um direito tão importante para o estado cuidar senão estariam passando fome.

    Que restaurante vamos almoçar hoje? O do governo, claro, refeições cientificamente calculadas com nossos melhores especialistas em nutrição. Não tem cardápio, óbvio. Isto já aconteceu no leste europeu.

    Para quem recebe do governo o socialismo funciona, e isto explica porque tem tanto professor pós graduado que defende o socialismo. Pra ele funciona! Não cuspa no prato em que você come! Quer ganhar mais? Faz mestrado! Doutorado! Não importa a pesquisa, o salário aumenta automaticamente com o título. Papel aceita qualquer coisa, veja o papel que falta hoje na Venezuela! Não podemos condenar o estudo e a pesquisa, mas a busca de um título pelo título ou para ganhar mais é condenável. Incentivo à improdutividade.

    Avalie o título pela importância do que foi escrito e você vai ter uma medida do valor dele. Tem muito mestre e doutor de tirar o chapéu sim.

    Isto pode ajudar explicar porque aqui não teve golpe (ainda). Se o quebra cabeças não monta, ou falta peça ou algumas peças são erradas (uma mentira, uma propaganda enganosa, testemunho comprado).
    Aqui no Brasil, foi feito um expurgo nas forças armadas. Foram afastados até juízes do supremo. Caças às bruxas comunistas. Resolveu? Não, mas é mais uma peça para explicar porque o Brasil não virou isso.

    Cuide com a história escrita por "especialistas". Hoje está muito fácil enganar em massa, mas é difícil enganar alguém preparado, que lê uma coisa e vai atrás das fontes.
    Muita gente tem câmera de vídeo no bolso que publica na internet. Tem muito material sendo digitalizado, documentos originais. É só pesquisar um pouco e a mentira acaba, e percebe-se que aquilo que parece sério é uma peça de propaganda.

    A história está sendo registrada em vídeo hoje, os empresários se prostituíram sim. E vídeo gravado em processo judicial é algo que pode ser considerado fonte primária para avaliações de história.

    Já no outro país, os militares que fizeram esse papel.
  • Felipe Lange S. B. S.  23/04/2017 18:52
    Uma das poucas coisas elogiáveis é o histórico de não-intervenção militar em outros países no governo brasileiro, isso independe do presidente que for ocupar o cargo. Agora, o princípio de autodeterminação dos povos não é respeitado não. Se hoje o estado de São Paulo se separar de Brasília, é certo de que enviarão os seus cachorros do exército para nos amolarem.
  • Vozes do Alem  25/04/2017 02:22
    Perfeito. Autodeterminação dos povos deveria ser traduzido para respeito ao poder militar dos povos. A Venezuela merece esse respeito.
  • Vozes do Alem  25/04/2017 05:26
    Você também esta correto no segundo ponto.

    Se acontecer outro movimento sério separatista em SP, RS ou qualquer outro lugar de novo, provavelmente vai ter o mesmo resultado dos outros. Guerra civil de novo. O mapa não muda. Morre uma galera.

    Desconhecemos um pedaço do Brasil que tenha conseguido se separar. Tem movimento separatista em toda parte do Brasil.
    A Província Cisplatina foi ocupada pelo Brasil, conseguiu se separar e teve sua independência respeitada (teve mediação diplomática também).

    Mas às vezes a razão e a diplomacia funciona de primeira, e a opinião do povo é respeitado. Veja o caso do Acre, muito interessante.
    Resolvido na diplomacia, apesar de aprendermos na escola que foi trocado por um cavalo.
    Também aprendemos que a bandeira brasileira é verde e amarela por causa das matas e do ouro, mas olha como tem verde, amarelo, azul e branco no símbolo da família imperial.
    Às vezes a história vira uma peça de ficção para qualquer ideologia, e onde tem ensino público com professor pago pelo governo, é um excelente lugar para defender a ideologia socialista.
    Pense bem, para um professor estatal o socialismo funciona, para ele!

    Tem até país sem exército tirando de letra na diplomacia (Vaticano). Além dos dois conflitos do Brasil com a Inglaterra. Diplomacia funciona na palavra e quando o assunto é resolvido assim, fica muito melhor resolvido.

    A América do Sul não é o jardim do éden não.
    Veja o caso do Chile, que é um país excelente, um exemplo, mas tem questões diplomáticas a resolver.
    Tem uma praça em San Pablo de Tiquina, com um soldado boliviano enfiando uma faca no pescoço de um soldado chileno.
    Até alguns anos atrás, tinha campo minado no Chile, na Patagônia.
    Tem fronteira que está sob disputa embaixo de geleira. Ninguém sabe onde fica os cumes das montanhas!
    Por curiosidade, o lema do Chile é Pela razão ou pela força. Funciona também. Não pode faltar a força. Mas resolver na diplomacia resolve melhor.

    Já o Brasil resolveu as fronteiras pela diplomacia. E não tem nenhuma questão de fronteira pendente com nenhuma nação que tenha um exército (me corrija se estivermos errados, por favor. Informação e crítica é o que faz valer a pena ler essa seção de comentários).
  • Felipe Lange S. B. S.  23/04/2017 18:54
    Fico cada vez mais convencido de que a solução para esse país é jogar Maduro e todos os seus filhotes de um helicóptero.

    PS: Por que borraram os rostos desses bandidos? Para não retaliarem o fotógrafo? O curioso é que ao fundo de algumas fotos nota-se feiras. Essas feiras seriam o mercado negro propriamente dito? Me lembra um pouco o Brasil.
  • Vozes do Alem  25/04/2017 05:48
    A Argentina já fez algo parecido, mas usou aviões. Resolveu?

    Já no leste europeu, que viveu o socialismo de verdade, talvez o povo tenha imunizado dessa doença mental depois de contrair ela e desenvolver anticorpos.
  • anônimo  24/04/2017 13:46
    Socialismo/Comunismo foi a pior desgraça que já se abateu sobre a humanidade. Causou várias guerras ao longo do século XX e ainda promete mais no século XXI. Por onde passa deixa culturas, países e vidas destruídos. Quando é que irão abrir o olho?
  • LUIZ F MORAN  24/04/2017 13:52
    A Democracia republicana dos 03 Poderes "independentes" foi o caminho usado para se chegar ao poder na Venezuela, e também no Equador, Colômbia, Argentina, Uruguai e Brasil, dentre outras republiquetas socialistas.
    A mecânica chega a ser surreal: o Poder Executivo só consegue "governar" se tiver maioria no Poder Legislativo, ao mesmo tempo em que nomeia os juízes das mais altas cortes do país.
    É ou não é uma piada ?
  • LUIZ F MORAN  24/04/2017 14:47
    Exato, porém não deixe de incluir um nome importante que preparou o caminho para os petistas: FHC.
    Quanto aos empresários, estes em sua grande maioria já estão literalmente "de joelhos" para o Estado e sua força sindical.
  • anônimo  24/04/2017 15:46
    A velha mania dos marxistas é dizerem que marx foi deturpado hehehe. Mises provou que marx estava errado e já foi comprovado o erro de marx na prática diversas vezes. Porque não aceitam que a teoria não funciona na prática?
  • tucano  25/04/2017 18:38
    mas eles sempre pensam que a direita é representada pelos tucanoides. Não passam de ignorantes q mal entendem a realidade q os cerca
  • tucano  25/04/2017 18:47
    O nazismo foi um regime socialista, totalitário, e genocida, IGUAL aos seus compadres bolcheviques. Hitler admirou-se com a maquina de matar sovietica, que desenvolveu formas de "produçao" eficazes para matar. Copiou o máximo que pode, existem acordos entre a KGB e a gestapo, acordos firmados para transferir conhecimento e tecnologia da "industria da morte" stalinista. Quem diz q Hitler e Stalin eram inimigos e que o nazismo não era uma forma de socialista está muito enganado. Assinaram muitos acordos de cooperação, e transferências de informação. Dividiram a ucrania em 2.
    A diferença reside no fato que Hitler praticava genocidio baseado nas diferenças de raça, e os bolcheviques praticavam genocidio contra os que eles consideravam ineficientes e sem serventia para o trabalho.
  • Emerson Luis  26/04/2017 21:02

    O caso venezuelano é mais um exemplo de sucesso socialista.

    Todos os tipos de socialismo sempre trouxeram maus resultados para a população em geral. Mas é um erro dizer que "o socialismo falhou", pois pressupõe que os líderes socialistas realmente buscam um "mundo melhor". É o que eles dizem, mas o que eles realmente querem é poder total e permanente. E Maduro está conseguindo isso.


Envie-nos seu comentário inteligente e educado:
Nome
Email
Comentário
Comentários serão exibidos após aprovação do moderador.