20 obras que o BNDES financiou em outros países

Não é novidade para ninguém que o Brasil tem um problema grave de infraestrutura.

Diante dessa questão, o que o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) faz? Financia portos, estradas e ferrovias — não no Brasil, mas em diversos países ao redor do mundo.

Desde que Guido Mantega deixou a presidência do BNDES e se tornou Ministro da Fazenda, em abril de 2006, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social tornou-se peça chave no modelo de desenvolvimento proposto pelo governo.

O BNDES, quando despido de toda a propaganda ideológica, não passa de uma perniciosa máquina de redistribuição de renda às avessas.  Uma vez que você entende como realmente funciona este suposto banco de desenvolvimento, torna-se claro seu mecanismo espoliativo.

Originalmente, os recursos do BNDES eram oriundos do FAT (Fundo de Amparo ao Trabalhador — fundo destinado a custear o seguro-desemprego e o abono salarial).  Só que, dado que os recursos do FAT advêm das arrecadações do PIS e do PASEP, na prática os recursos do BNDES eram originados dos encargos sociais que incidem sobre a folha de pagamento das empresas.  Esse dinheiro era então direcionado para as grandes empresas a juros subsidiados.

Este arranjo, por si só, já denotava um grande privilégio.  Por que, afinal, as pequenas empresas devem financiar os juros subsidiados das grandes empresas?

O problema é que essa matriz, já ruim, foi alterada para pior a partir de 2009.  Se antes o BNDES se financiava exclusivamente via impostos, agora ele passou a se financiar também via endividamento do Tesouro, o que significa que ele se financia via inflação monetária.

Funciona assim: como o BNDES não tinha todo o dinheiro que o governo queria destinar a seus empresários favoritos — como o multifacetado Senhor X —, o Tesouro começou a emitir títulos da dívida com o intuito de arrecadar esse dinheiro para complementar os empréstimos. 

E quem compra esses títulos?  O sistema bancário.  Como ele compra?  Criando dinheiro do nada, pois opera com reservas fracionárias

O gráfico a seguir mostra a evolução dos empréstimos do BNDES, atualmente com um saldo de R$615 bilhões.  Observe a guinada ocorrida em meados de 2009, quando essa nova modalidade foi implantada.

bndes1.png

Evolução dos empréstimos concedidos pelo BNDES. A linha vermelha (que foi descontinuada em 2013) representa a soma da linha azul (empresas) com a linha verde (pessoas físicas).

Portanto, além de aumentar o endividamento do governo, este mecanismo utilizado pelo Tesouro para financiar o BNDES também aumenta a quantidade de dinheiro na economia.  Logo, ele espolia duplamente os mais pobres: destrói o poder de compra da moeda e ainda utiliza os impostos dos pequenos para financiar empresários ricos.

Desde a adoção dessa nova modalidade, o total de repasses do Tesouro ao BNDES saltou de R$ 9,9 bilhões — 0,4% do PIB — para R$ 440 bilhões — 8,5% do PIB.

Alguns desses empréstimos, aqueles destinados a financiar atividades de empresas brasileiras no exterior, eram considerados secretos pelo banco. Só foram revelados porque o Ministério Público Federal pediu na justiça a liberação dessas informações. Em agosto, o juiz Adverci Mendes de Abreu, da 20.ª Vara Federal de Brasília, considerou que a divulgação dos dados de operações com empresas privadas "não viola os princípios que garantem o sigilo fiscal e bancário" dos envolvidos.

A partir dessa decisão, o BNDES é obrigado a fornecer dados sobre que o Tribunal de Contas da União, o Ministério Público Federal e a Controladoria-Geral da União (CGU) solicitarem. Descobriu-se assim uma lista com mais de 2.000 empréstimos concedidos pelo banco desde 1998 para construção de usinas, portos, rodovias e aeroportos no exterior.

Quem defende o financiamento de empresas brasileiras no exterior argumenta que a prática não é exclusiva do Brasil. Também ocorre na China, Espanha ou Estados Unidos por exemplo. O BNDES alega também que os valores destinados a essa modalidade de financiamento correspondem a cerca de 2% do total de empréstimos, e que os valores são destinados a empresas brasileiras (empreiteiras em sua maioria), e não aos governos estrangeiros.

A seleção dos recebedores destes investimentos, porém, segue incerta: ninguém sabe quais critérios o BNDES usa para escolher os agraciados pelos empréstimos. Boa parte das obras financiadas ocorre em países pouco expressivos para o Brasil em termos de relações comerciais, o que leva a suspeita de caráter político na escolha.

Outra questão polêmica são os juros abaixo do mercado que o banco concede às empresas. Ao subsidiar os empréstimos, o BNDES funciona como um Bolsa Família ao contrário, um motor de desigualdade: tira dos pobres para dar aos ricos. Ou melhor, capta dinheiro emitindo títulos públicos, com base na taxa SELIC (11,75% ao ano), e empresta a 5%. Essa diferença entre custo de captação e receita é arcada por nós, via impostos e carestia.

Seguem 20 exemplos de investimentos que o banco considerou estarem aptos a receberem investimentos financiados por recursos brasileiros. Você confirma todas as informações clicando aqui.

1) Porto de Mariel (Cuba)

porto-mariel-cuba.jpg

Valor da obra – US$ 957 milhões (US$ 682 milhões por parte do BNDES)

Empresa responsável – Odebrecht


2) Hidrelétrica de San Francisco (Equador)

uhe-sanfrancisco-equador_1.jpg

Valor da obra – US$ 243 milhões

Empresa responsável – Odebrecht

Após a conclusão da obra, o governo equatoriano questionou a empresa brasileira sobre defeitos apresentados pela planta. A Odebrecht foi expulsa do Equador e o presidente equatoriano ameaçou dar calote no BNDES.


3) Hidrelétrica Manduriacu (Equador)

manduriacu.jpg

Valor da obra – US$ 124,8 milhões (US$ 90 milhões por parte do BNDES)

Empresa responsável – Odebrecht

Após 3 anos, os dois países 'reatam relações', e apesar da ameaça de calote, o Brasil concede novo empréstimo ao Equador.


4) Hidroelétrica de Chaglla (Peru)

ala1.jpg Valor da obra – US$ 1,2 bilhões (US$ 320 milhões por parte do BNDES)

Empresa responsável – Odebrecht


5) Metrô Cidade do Panamá (Panamá)

panama-Metro.jpg

Valor da obra – US$ 1 bilhão

Empresa responsável – Odebrecht


6) Autopista Madden-Colón (Panamá)

sec_1_panama_11.jpg Valor da obra – US$ 152,8 milhões

Empresa responsável – Odebrecht


7) Aqueduto de Chaco (Argentina)

img_964.jpg

Valor da obra – US$ 180 milhões do BNDES

Empresa responsável – OAS


8) Soterramento do Ferrocarril Sarmiento (Argentina)

1652110w645.jpg Valor – US$ 1,5 bilhões do BNDES

Empresa responsável – Odebrecht


9) Linhas 3 e 4 do Metrô de Caracas (Venezuela)

01.-Metro-de-Caracas.jpg
Valor da obra – US$ 732 milhões

Empresa responsável – Odebrecht


10) Segunda ponte sobre o rio Orinoco (Venezuela)

ponte-rio-orinoco2_g.png

Valor da obra – US$ 1,2 bilhões (US$ 300 milhões por parte do BNDES)

Empresa responsável – Odebrecht


11) Barragem de Moamba Major (Moçambique)

imagem-1228.jpg Valor da obra – US$ 460 milhões (US$ 350 milhões por parte do BNDES)

Empresa responsável – Andrade Gutierrez


12) Aeroporto de Nacala (Moçambique)

nacala_1.jpg Valor da obra – US$ 200 milhões ($125 milhões por parte do BNDES)

Empresa responsável – Odebrecht


13) BRT da capital Maputo (Moçambique)

Mhoje_baixa3_photo_jpg.jpg Valor da obra – US$ 220 milhões (US$ 180 milhões por parte do BNDES)

Empresa responsável – Odebrecht


14) Hidrelétrica de Tumarín  (Nicarágua)

Agua-Verm0801.jpg
Valor da obra – US$ 1,1 bilhão (US$ 343 milhões)

Empresa responsável – Queiroz Galvão

*A Eletrobrás participa do consórcio que irá gerir a hidroelétrica


15) Projeto Hacia el Norte – Rurrenabaque-El-Chorro (Bolívia)

Evo-y-Lula-da-Silva.jpg

Valor da obra – US$ 199 milhões

Empresa responsável – Queiroz Galvão


16) Exportação de 127 ônibus (Colômbia)

120_transmilenio_1.jpg

Valor – US$ 26,8 milhões

Empresa responsável – San Marino


17) Exportação de 20 aviões (Argentina)

01942215000.jpg

Valor – US$ 595 milhões

Empresa responsável – Embraer


18) Abastecimento de água da capital peruana – Projeto Bayovar (Peru)

4568916331_6d20d28d33_z.jpg

Valor – Não informado

Empresa responsável – Andrade Gutierrez


19) Renovação da rede de gasodutos em Montevideo (Uruguai)

y-Gasoducto-Neuba-II-editada.jpg

Valor – Não informado

Empresa responsável – OAS

20) Via Expressa Luanda/Kifangondo

via.jpg

Valor – Não informado

Empresa responsável – Queiroz Galvão

Como estes existem mais de 3000 empréstimos concedidos pelo BNDES no período de 2009-2014. Conforme mencionado acima, o banco não fornece os valores… Ainda.

_________________________________


Leandro Roque participou de um trecho deste artigo


0 votos

SOBRE O AUTOR

Felippe Hermes
é fundador e articulista do site Spotniks.




Quem inventou essa tese de que não existe déficit foi uma pesquisadora chamada Denise Gentil. Segundo ela, o déficit da previdência é forjado.

www.adunicentro.org.br/noticias/ler/1676/em-tese-de-doutorado-pesquisadora-denuncia-a-farsa-da-crise-da-previdencia-social-no-brasil-forjada-pelo-governo-com-apoio-da-imprensa

Só que essa mulher nem sabe separar rubricas. Ela mistura a receita da Previdência com a receita da Seguridade Social (que abrange Saúde, Assistência Social e Previdência) e então conclui que está tudo certo.

Nesta outra entrevista dela, ela diz isso:

"O cálculo do resultado previdenciário leva em consideração apenas a receita de contribuição ao Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) que incide sobre a folha de pagamento, diminuindo dessa receita o valor dos benefícios pagos aos trabalhadores. O resultado dá em déficit."

Certo. Esse é o cálculo da previdência. Receitas da Previdência menos gastos com a Previdência dão déficit, como ela própria admite. Ponto final.

Mas aí ela complementa:

"Essa, no entanto, é uma equação simplificadora da questão. Há outras fontes de receita da Previdência que não são computadas nesse cálculo, como a Cofins (Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social), a CSLL (Contribuição Social sobre o Lucro Líquido), a CPMF (Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira) e a receita de concursos de prognósticos. Isso está expressamente garantido no artigo 195 da Constituição e acintosamente não é levado em consideração."

Ou seja, o argumento dela é o de que as receitas para saúde e assistência social devem ser destinadas para a Previdência, pois aí haverá superávit.

Ora, isso é um estratagema e tanto. Por esse recurso, absolutamente nenhuma rubrica do governo apresenta déficit, pois basta retirar o dinheiro de outras áreas para cobri-la. Sensacional.

A quantidade de gênios que o Brasil produz é assustadora.

Não deixa de ser curioso que nem o próprio governo petista -- em tese, o mais interessado no assunto -- encampou a tese dessa desmiolada.

De resto, o problema da previdência é totalmente demográfico. E contra a demografia e a matemática ninguém pode fazer nada.

Quando a Previdência foi criada, havia 15 trabalhadores trabalhando e pagando INSS para sustentar um aposentado. Daqui a duas décadas será 1,5 trabalhador trabalhando e pagando INSS para sustentar um aposentado.

Ou seja, a conta não fecha e não tem solução. O problema é demográfico e matemático. Não é econômico. E não há ideologia ou manobra econômica que corrija isso.
Não existe déficit da previdência! Para justificar uma reforma que visa somente a tungar e sugar o trabalhador, o governo usa o seguinte estratagema: De um lado, pega uma das receitas, que é a contribuição ao INSS; do outro, o total do gasto com benefícios (pensão, aposentadoria e auxílios). Aí dá déficit! Só que a Constituição Federal estabelece, no artigo 194, que, junto com a saúde e a assistência social, a previdência é parte de um sistema de seguridade social, que conta com um orçamento próprio. Na receita, devem ser incluídas não apenas as contribuições previdenciárias mas também os recursos provenientes da Contribuição Social Sobre Lucro Líquido (CSLL), da Contribuição sobre o Financiamento da Seguridade Social (CSLL) e do PIS-Pasep. Aí temos a real situação: Superávit! Talvez você esteja supondo que o dinheiro que sobrou no orçamento da seguridade social mas faltou no da previdência tenha sido usado nas outras duas áreas a que, constitucionalmente, ele se destina. Mas, mesmo com os gastos com saúde e assistência, ainda assim temos saldo positivo. E como esse saldo se transforma em déficit? É que antes de destinar o dinheiro para essas áreas, o governo desvia 20% do total arrecadado com as contribuições sociais, por meio da DRU, para pagar dívidas, segurar o câmbio etc. Fora as renúncias e sonegações fiscais. Portanto, essa conversa de déficit é uma falácia pra empurrar goela abaixo do trabalhador uma "reforma" que tire ainda mais o seu dinheiro e o force a trabalhar por mais tempo.
As causas da Grande Depressão? Intervencionismo na veia.

Herbert Hoover
aumentou os gastos do governo federal em 43% em um único ano: o orçamento do governo, que havia sido de US$ 3 bilhões em 1930, saltou para US$ 4,3 bilhões em 1931. Já em junho de 1932, Hoover aumentou todas as alíquotas do imposto de renda, com a maior alíquota saltando de 25% para 63% (e Roosevelt, posteriormente, a elevaria para 82%).

A Grande Depressão, na verdade, não precisaria durar mais de um ano caso o governo americano permitisse ampla liberdade de preços e salários (exatamente como havia feito na depressão de 1921, que foi ainda mais intensa, mas que durou menos de um ano justamente porque o governo permitiu que o mercado se ajustasse).

Porém, o governo fez exatamente o contrário: além de aumentar impostos e gastos, ele também implantou políticas de controle de preços, controle de salários, aumento de tarifas de importação (que chegou ao maior nível da história), aumento do déficit e estimulou uma arregimentação sindical de modo a impedir que as empresas baixassem seus preços.

Com todo esse cenário de incertezas criadas pelo governo, não havia nenhum clima para investimentos. E o fato é que um simples crash da bolsa de valores -- algo que chegou a ocorrer com uma intensidade ainda maior em 1987 -- foi amplificado pelas políticas intervencionistas e totalitárias do governo, gerando uma depressão que durou 15 anos e que só foi resolvida quando o governo encolheu, exatamente o contrário do que Keynes manda.

As políticas keynesianas simplesmente amplificaram a recessão, transformando uma queda de bolsa em uma prolongada Depressão.



Crise financeira de 2008? Keynesianismo na veia. Todos os detalhes neste artigo específico:

Como ocorreu a crise financeira de 2008


Seu amigo é apenas um típico keynesiano: repete os mesmos chavões que eu ouvia da minha professora da oitava série.


Sobre o governo estimular a economia, tenho apenas duas palavras: governo Dilma.

O legado humanitário de Dilma - seu governo foi um destruidor de mitos que atormentam a humanidade
Prezados,
Boa noite.
Por gentileza, ajudem-me a argumentar com um amigo estatista. Desejos novos pontos de vista, pois estou cansado de ser repetitivo com ele. Por favor, sejam educados para que eu possa enviar os comentários. Sem que às vezes é difícil. Desde já agradeço. Segue o comentário:
------------------------------------
" Quanto ao texto, o importante é perceber que sem as medidas formuladas por keynes a alternativa seria o mercado livre, o capitalismo sem a intervenção estatal. Nesse caso, o que os defensores desse modelo não mencionam é que o capitalismo dessa forma tende à concentração esmagadora de capital, o que se levado às ultimas consequências irá destruir a própria sociedade. "O capitalismo tem o germe da própria destruição ", já disse Marx. Os capitalistas do livre mercado focam no discurso que eles geram a riqueza, mas a riqueza é sempre gerada socialmente. Como ja falei uma vez, um grande empresário não coloca sozinho suas empresas para funcionar, precisa de outras pessoas, que também, portanto, geram riqueza. Para evitar que a concentração da riqueza gerada fique nas mãos apenas dos proprietários, o Estado deve existir assegurando direitos que tentem minimizar essa distorção e distribua as riquezas socialmente geradas para todos. Isso não é comunismo, apenas capitalismo regulado, que tenha vies social. Estado Social de Direito que surgiu na segunda metade do século passado como resultado do fracasso do Estado Liberal em gerar bem estar para todos. Para que o Estado consiga isso tem que tributar. O Estado não gera riqueza, concordo. Mas o capitalismo liberal, por outro lado, gera a distorção de concentrar a riqueza gerada socialmente nas mãos de poucos. Essa concentração do capitalismo liberal gera as crises (a recessão é uma delas). O capitalismo ao longo do século 20 produziu muitas crises, a grande depressão da decada de 30 foi a principal delas. A ultima grande foi a de 2007/2008. O Estado, portanto, intervém para corrigir a distorção, injetando dinheiro. Esse dinheiro, obviamente, ele nao produziu, retirou dos tributos e do seu endividamento sim. Quando a economia melhorar o Estado pode ser mais austero com suas contas para a divida nao decolar em excesso e poder se endividir novamente numa nova crise, injetando dinheiro na economia pra superar a recessao e assim o ciclo segue. A divida do estado é hoje um instrumento de gestão da macroeconomia. Um instrumento sem o qual nao se conseque corrigir as distorções geradas da economia liberal. Basta perceber que todos os países mais ricos hoje tem as maiores dividas. Respondendo a pergunta do texto: o dinheiro vem mesmo dos agentes econômicos que produzem a riqueza, da qual o Estado tira uma parcela pelos tributos, com toda a legitimidade. E utiliza tal riqueza para assegurar direitos sociais e reverter crises. E o faz tambem para salvar a propria economia, que entraria em colapso sem a injeção de dinheiro do Estado (que o Estado tributou). Veja o que os EUA fizeram na crise de 2008. Procure ler sobre o "relaxamento quantitativo", que foi a injeção de 80bilhoes de dolares mensalmente pelo governo americano para salvar a economia mundial do colapso, numa crise gerada pelo mercado sem regulação financeira.

Veja esse texto do FMI, onde o proprio FMI reconhece que medidas d austeridade nao geram desenvolvimento e, portanto, reconhece a necessidade do gasto publico. (
www.imf.org/external/pubs/ft/fandd/2016/06/ostry.htm )

Esse artigo do Paul krugman sobre a austeridade, defendendo também o gasto publico:
https://www.theguardian.com/business/ng-interactive/2015/apr/29/the-austerity-delusion .
"
---------------------------------------------


E aí pessoal, já viram isso? (off-topic, mas ainda assim interessante):


Ancine lança edital de R$ 10 milhões para games


Agora vai... por quê os "jênios" do Bananão não tiveram esta ideia antes? E o BNDES vai participar também! Era tudo o que faltava para o braziul se tornar uma "potênfia" mundial no desenvolvimento de games.

Em breve estaremos competindo par-a-par com os grandes players deste mercado. Aliás, seremos muito MAIORES do que eles próprios ousaram imaginar para si mesmos. Que "horgulio" enorme de ser brazilêro...

ARTIGOS - ÚLTIMOS 7 DIAS

  • Trader Carioca  04/12/2014 14:00
    Parabéns para a equipe do Instituto Mises mais uma vez por outro ótimo artigo.

    Uma dúvida: essas obras no exterior são financiadas com taxas subsidiadas também? Porque se forem, é de uma canalhice sem fim tomar dinheiro por SELIC e dar pra obras no exterior por taxa mais barata.

    Ainda se forem em taxas de mercado, vá lá, é tolerável. Mas pensando um pouco mais, é difícil o BNDES ser competitivo no exterior com os juros SELIC que temos...

    Acho que a resposta será "sim, taxas subsidiadas no exterior".
  • Malthus  04/12/2014 15:09
    Tanto o mecanismo de empréstimos quanto a taxa de juros praticada são exatamente os mesmos, seja para obras aqui dentro seja para obras lá fora; seja para empréstimos para Eike fazer mineroduto aqui, seja para a Odebrecht fazer porto em Cuba.

    É você quem paga por tudo isso.
  • Trader Carioca  04/12/2014 15:54
    É, pensei que talvez os empréstimos para obras no exterior fossem mais caros, mas não seriam competitivos se você imaginar que foram captados em taxas altas como SELIC.

    Lastimável. Subsidiar empresas dentro do país já é um absurdo. Subsidiar para obras no exterior é de uma canalhice sem tamanho.
  • Eduardo Santana  04/05/2016 06:45
    Financiar obras no exterior é bom para a exportação de serviços de engenharia, gerando superávit e empregos no Brasil: www.cartacapital.com.br/revista/804/obras-em-varias-linguas-6655.html
  • Mino  04/05/2016 12:35
    E o pior é que eles realmente acreditam nisso...
  • Guilherme  04/05/2016 12:39
    Sim...

    Utilizam dinheiro de impostos -- majoritariamente pagos pelos mais pobres -- para gerar empregos em empreiteiras amigas do governo, tornando seus executivos milhardários às custas do povo.

    E é essa gente que se diz de esquerda e pró-pobre...
  • FREDERICO HAUPT  14/11/2016 14:10
    Bom dia! Sou advogado e gostaria de uma breve explicação dos Nobres economistas.
    A fabricação de mais papel moeda ou criação de reservas fracionárias gera inflação por aumentar a demanda aqui dentro do país; mas se o BNDES criar dinheiro para ser investido em outros países, por exemplo, Reais para serem investidos em países na América Latina, África e Ásia e estes países trocarem os reais por Dólares ou Euros porque gerará inflação aqui ? Pois os EUA não são obrigados a trocarem os Dólares que os outros países possuem por suas respectivas moedas, o mesmo não serve para o Brasil ao criar Reais para serem investidos em outros países? Os EUA não tem feito deliberadamente isso desde meados do século passado sem criar inflação? Agradeço uma resposta fundamentada.
  • Leandro  14/11/2016 15:24
    "mas se o BNDES criar dinheiro para ser investido em outros países, por exemplo, Reais para serem investidos em países na América Latina, África e Ásia e estes países trocarem os reais por Dólares ou Euros porque gerará inflação aqui ?"

    Essa é uma confusão bastante comum. E totalmente errada. Motivo: reais não saem da economia brasileira. O real não é moeda corrente em nenhum lugar do mundo, exceto Brasil. Logo, não existe isso de "exportar reais" para outros países.

    O mesmíssimo raciocínio vale para o dólar. Dólares (eletrônicos) não saem dos EUA e vêm para o Brasil.

    Eis como tudo realmente funciona.

    Quando um investidor estrangeiro decide investir no Brasil, ele tem de adquirir, no Brasil, uma conta bancária em reais. Óbvio. Como já dito, aqui no Brasil só circulam reais. Não circulam dólares. Logo, não existe isso de "dólar entrar no Brasil". Dólar não é a moeda corrente no Brasil. Não existem dólares "entrando no Brasil".

    Essa afirmação de "dólares entrando no Brasil", embora seja bastante utilizada, inclusive por economistas, é tecnicamente incorreta.

    O dólar não "sai" dos EUA, assim como o real não "sai" do Brasil. O dígitos eletrônicos denominados em dólar não saem dos bancos americanos assim como os dígitos eletrônicos denominados em reais não saem dos bancos brasileiros.

    Quando um brasileiro exporta soja para os EUA, não entram dólares na sua conta bancária aqui no Brasil. O dólar não é moeda corrente aqui. Sendo assim, o dólar não "entra" no Brasil via sistema bancário e nem muito menos sai do sistema bancário americano.

    O que ocorre na prática é que o exportador brasileiro adquire a titularidade de uma conta bancária, em um banco americano, em dólares.

    Ato contínuo, esse exportador brasileiro pode decidir entre

    1) vender a titularidade dessa conta bancária americana para outra pessoa (normalmente para um banco brasileiro ou para um importador brasileiro, que então depositará reais na conta do exportador brasileiro em um banco brasileiro); ou

    2) manter a propriedade dessa conta em dólares, decidindo investir esses dólares na própria economia americana (comprando ações, debêntures ou até mesmo títulos do governo americano).

    Perceba que os dólares nunca saíram dos EUA. A única coisa que aconteceu foi que a titularidade de uma conta bancária em um banco americano mudou de dono: um importador americano de soja brasileira repassou uma parte de seus dólares para um exportador brasileiro, que então decidirá o que fazer com os dólares dessa conta (ele pode vender para um banco brasileiro ou para um importador brasileiro, sempre em troca de reais).

    No caso de um investidor americano que quer investir no Brasil, ocorre a mesmíssima coisa. Ele transferirá a propriedade de sua conta bancária nos EUA para alguma empresa brasileira ou banco brasileiro e, em troca, adquirirá a propriedade de uma conta-corrente em um banco brasileiro denominada em reais.

    Tendo entendido isso, sua pergunta já está resolvida: quando o BNDES entrega reais para uma empresa, esses reais ficam inteiramente aqui no Brasil. A empresa entrega esses reais para outra empresa e, em troca, receba a propriedade de uma conta estrangeira denominada em dólares.

    Os reais, portanto, ficaram inteiramente aqui no Brasil.

    Mesmíssimo processo se aplica para os EUA.
  • gladston do rego lages neto  04/12/2014 14:28
    O que dizer? Um absurdo! O pior de tudo é que deputados e senadores, que têm a obrigação de serem vigilantes e defenderem o País, são omissos e irresponsáveis.
  • Tio Patinhas  05/12/2014 14:53
    Eles não são omissos. Eles são participantes.
  • mauricio barbosa  28/04/2016 12:44
    São tão participantes,basta ver as gordas doações de campanha declaradas aos TREs e TSE,se digladiam no congresso nacional e assembleias legislativas estaduais e câmaras municipais país afora no campo das idéias,tão somente,pois o modus operandi de conseguir recursos é o mesmo,todos correm atras das generosas doações de campanha dessas empreiteiras envolvidas ou não no mar de lama denunciados na lava-jato.Enquanto houver esse conluio da tirania mais escândalos aparecerão,não que isso faça grande diferença,afinal o estado ao cobrar impostos para cobrir ou não gastos com corrupção(Taxa de lucro dos controladores do estado)já é um esbulho pesado sobre nós vítimas indefesas desse sistema chamado democracia,essa máscara do mal e da ganância dos controladores de plantão que se revezam no poder para nos explorar e saquear,haja paciência "é dose para leão".
  • maria  03/09/2016 01:26
    Segundo estudo da LCA Consultores, cada 100 milhões de dólares investidos pelas construtoras brasileiras no exterior gera ou mantém 19 mil empregos no País. Os negócios movimentam uma cadeia de mais de 2 mil empresas nacionais, das quais 76% são micro e pequenos estabelecimentos.
  • João  03/09/2016 01:46
    Típica ignorância do economista medíocre. Ele analisa apenas aquilo que vê, e ignora tudo aquilo que ele não vê.

    Sim, as empresas que receberam dinheiro subsidiado do governo (nossos impostos) se deram muito bem. Seus parceiros e empregados também. Seus fornecedores igualmente. Só que isso é apenas aquilo que se vê.

    E aquilo que não se vê?

    Você vê o dinheiro de impostos beneficiando essas empresas amigas do rei. Mas você não vê os investimentos que deixaram de ser feitos no Brasil, bem como as coisas que deixaram de ser consumidas, porque as pessoas e empresas daqui tiveram de bancar o governo (tanto via impostos quanto via empréstimos) para que o governo subsidiasse a bonança dessas empresas.

    No século XIX, o economista francês Frédéric Bastiat explicou que, para que possamos realmente entender as consequências de uma política, temos de considerar tanto "aquilo que é visto como aquilo que não é visto". Segundo ele:

    "Na esfera econômica, um ato, um hábito, uma instituição, uma lei não geram somente um efeito, mas uma série de efeitos. Dentre esses, só o primeiro efeito é imediato. Manifesta-se simultaneamente com a sua causa. É visível. Os outros só aparecem depois e não são visíveis. Podemo-nos dar por felizes se conseguirmos prevê-los.

    Entre um mau e um bom economista existe uma diferença: o primeiro se detém no efeito que se vê; já o outro leva em conta tanto o efeito que se vê quanto aqueles que se devem prever."

    O mais famoso exemplo de negligência daquilo que não é visto é, obviamente, o "caso da vidraça quebrada".

    Se um moleque quebra uma vidraça de uma padaria, obrigando seu proprietário a incorrer em gastos para trocar a vidraça, um economista keynesiano diria que tal ato de vandalismo foi bom para a economia, pois, ao ser obrigado a gastar dinheiro com uma vidraça nova, o padeiro não apenas irá estimular o mercado de vidros, como também irá estimular toda a economia. O vidraceiro terá mais dinheiro para gastar com seus fornecedores, e os fornecedores terão agora mais dinheiro para gastar com outros setores da economia. Toda a economia sairá ganhando. A vidraça quebrada proporcionou dinheiro e emprego em várias áreas.

    Porém, há as consequências que não são vistas. O padeiro ficará com menos dinheiro, fazendo com que ele deixe de comprar um terno. Se antes ele teria a vidraça e o terno (ou o equivalente em dinheiro), agora ele terá apenas a vidraça. O alfaiate deixou de ganhar dinheiro. Os fornecedores do alfaiate deixaram de ganhar dinheiro. Igualmente, os fornecedores de insumos para a padaria — plantadores de trigo, criadores de fermento, cultivadores de leite etc. — também deixarão de ganhar dinheiro, pois a padaria teve de economizar para trocar a vidraça.

    O que o vidraceiro ganhou, o alfaiate, todo o setor de tecidos e todo o setor de fornecedores perderam. Estes não poderão gastar este dinheiro com outros setores da economia. Sendo assim, não houve nenhuma criação líquida de emprego. Em suma, se a vidraça não houvesse sido quebrada, o proprietário da padaria poderia ter gasto seu dinheiro para melhorar sua situação em vez de meramente restaurá-la. Isto é o que não é visto.]

    Se olharmos apenas para as consequências óbvias e imediatas, avaliaremos mal e incorretamente as circunstâncias, de modo que qualquer política daí resultante será ruim.

    É isso o que difere um economista genuíno de um medíocre.
  • Pedro Griese  04/12/2014 15:09
    o mais interessante.
    OAS, Andrade Gutierrez, Queiroz Galvão, Odebrech, quatro das pertencentes do clubinho das construtoras que estão envolvidas na lava Jato.
    No Brasil, melhor que ser empreiteiro só banqueiro.
  • Professor de Macroeconomia 1  04/12/2014 16:06
    Caros,

    Sinto em refutá-los, pois o BNDES é uma peça importante para o desenvolvimento econômico e social do nosso país.

    As políticas desenvolvimentistas são essenciais em qualquer país subdesenvolvido. São essas políticas que estimula o desenvolvimento de um setor não desenvolvido cuja as consequências são favoráveis a população.

    Foram políticas industriais, adotadas desde a era Vargas, que fizeram o país sair de uma grande fazenda de café para se torna um grande pólo industrial. Apesar de ainda estamos longe do objetivo, é importante que não paremos por enquanto.

    O BNDES tem sido essencial nessa jornada, ajudando a formar grandes empresas brasileiras, e portanto, é necessário sim que se confisque parte do dinheiro da população para que só assim criemos empresas capazes de competir mundialmente.

    As consequências negativas causadas por essa política, que são a inflação, o enriquecimento de alguns empresários e políticos e o aumento da pobreza dos brasileiros confiscados são ínfimos quando comparados com as consequência positivas, que são as forte empresas nacionais, repito, nacionais.

    O governo ao confiscar 1 real de um brasileiro, cuja o destino provável era sua poupança ou setores arcaicos, e gastar através do BNDES, acaba não só estimulando uma indústria, como também estimula outros setores ligado com aquela indústria, assim outras empresas também se beneficiam desse 1 real confiscado, a economia fica aquecida, novos empresários investem e cria-se novos empregos.

    Pode –se dizer que, através dos meus estudos acadêmicos, 1 real gasto pelo governo gera 3,2 reais de aumento no PIB.

    Portanto discordo do artigo, investir num porto em cuba é favorável a economia brasileira. Ajuda a fortalecer a Odebrecht, uma empresa brasileira, ao mesmo tempo a Odebrecht utiliza recursos vindo do Brasil alavancando outras indústrias brasileiras.

    Por isso defendo que o BNDES continue confiscando os brasileiros para assim estimular setores, cujo o governo, através de estudos dos economistas da UNICAMP, considera essenciais para economia.
  • Magno  04/12/2014 16:15
    Quem veio antes, o "Professor de Macroeconomia I" ou o "Típico Filósofo"? São a mesma pessoa?

    A fineza da ironia de ambos é qualquer coisa de genial.
  • aluna de filosofia  04/12/2014 17:35
    Nã... o típico filósofo é muito melhor. Tem berço, sabe escrever. Outra mercadoria.
  • Raphael  04/12/2014 17:39
    KKK deve ser professor de Macro na pré escola neh.. fala sério.. Estimular a economia Cubana é bom para os mico empresários brasileiros? Boa!
  • Sagran Carvalho  04/12/2014 17:48
    Magno,se não são a mesma pessoa, com certeza são farinha do mesmo saco. Segundo os estudos "dele" para cada rela investido há um retorno de R$ 3,2.
    Segundo meus estudos, pago pela boa vida de empreiteiras e banqueiros, e sem poder reclamar ou sustar os pagamentos, pois sou espoliado na fonte.
  • Diego Miranda  04/12/2014 18:09
    Gostei, deu pra rir um pouco... hahahaha
  • Narciso  04/12/2014 18:35
    Hahaha... professor de macroeconomia da equipe do Mantega, se entregou quando disse "através de estudos dos economistas da UNICAMP". Justamente a escola da Unicamp que formou esses "gênios" que apostaram no Nacional Desenvolvimentismo esquerdista e quebraram a cara entregando estagnação econômica e inflação alta além doa alarmantes 30% de desemprego (7% oficial + 23% que recebem bolsa família e não são contabilizados como desempregados pelo governo).
    Professor de Macroeconomia 1: você, assim como seu partido, é uma piada de mau gosto.
  • Henrique  04/12/2014 21:05
    Tanto o "Típico Filósofo" quanto o "Professor de Macroeconomia 1" são muito bons em ironia, aliás só tive a certeza de que se travava de um comentário irônico quando ele falou dos economistas da UNICAMP. kkkkkkkkk
  • anônimo  20/04/2015 16:02
    Voces não entenderam, o cara e um dos redatores do Zorra Total.
  • Recruta  05/12/2014 03:35
    O mais interessante é que até mesmo o mais simples, o mais pobre, o menos instruído dos brasileiros consegue gastar seu próprio dinheiro de forma bem mais economicamente eficiente (premiando ações, empresas e produtos que de fato merecem e são de interesse da população, gerando empregos e oportunidades) do que o governo.

    Então, porque deveriamos entregar esse dinheiro para que o governo o gaste muito mal, via BNDES, via as ralas idéias de poucos e limitados academicos, se o dinheiro nas mãos dos milhões de proprietários desses recursos (por direito advindo de seu proprio trabalho), via as complexas e incomputáveis interações humanas, já é o suficiente para que o desenvolvimento ocorra da forma mais eficiente e mais correta?
  • Neto  06/12/2014 01:32
    As obras no exterior também estão envolvidas no "petrolão".
    Notícia quentinha, saiu do forno agora:
    oglobo.globo.com/brasil/planilha-de-doleiro-lista-projetos-de-170-empresas-com-valor-total-de-115-bilhoes-14755753
    .
    Diz aí, caro "desenvolvimentista", os fins justificam o meio? A corrupção justifica seus argumentos? Você defende essa roubalheira?
  • sandro lima  07/12/2014 07:07
    Tá! vamos supor que você esteja correto em suas colocações sobre aquecer a economia e blá-blá-blá. Aqui, precisamos de portos! aqui também precisamos de ferrovias, METRÔ,ÁGUA....
    Diga-me a razão de investir fora e deixar a nossa infra precária...
    O Brasil não cresceu mais no tempo que estava crescendo por conta do gargalo nos portos e rodovias precárias...
  • Soraya  11/04/2015 19:49
    Quando diz isto não acredito que sejam as obras financiadas sem a anuência do Brasileiro e doações a milionários na África, me poupe e a todos os brasileiros! Quando através de bancos e financiamentos com projetos dignos de serem efetuados e não na surdina e em sigilo! Aí os resultados são de origem conhecida e verdadeiros. Seus frutos aí sim é algo que seria interessante a uma nação!
    Agora te pergunto alguns sequer se sabe o montante e os doados?
    O BNDES é o quê?
    Olha a nossa nação! Os enlatados no metrô,Sem Água,sem estradas todas em estado de calamidade algumas regiões não tem luz...Nossos portos???SUCATEADOS...Saneamento,Aeroportos???
    Estes financiamentos não seriam aceitos por instituições bancárias sérias! E visto que levamos cano de algumas... já.
    Outras foram doadas... Só que nossos brasileiros estão morrendo por falta de tudo e principalmente por transparência por estes desgovernos e digo o anterior e o atual...
    Nossa nação está sucateada e estamos endividados e se pelo menos estas obras tivessem sido feitas aqui...
    Estas mesmas empresas que se beneficiaram com estes investimentos são as mesmas que estão figurando em uma ligação com irrigamento de partidos políticos do Brasil.
    Até quando em nome de "Crescer e financiar" estaremos sem transparência nas "negociatas" em em nome de uma empresa conhecida de todos os brasileiros deixar centenas sem investimentos???
    Este BNDES deveria ser utilizado com muita fiscalização e vigilância e conhecimento de todos os brasileiros e não uma casa de se auto-beneficiar à margem do desconhecimento de seu legítimo proprietário.
  • Edmilson  12/04/2015 02:42
    Caro professor de macroeconomia: Se a sua mãe estivesse com muita dor, deitada em uma maca num corredor de um hospital público, ou um filho seu estivesse a beira da morte esperando deitado em um banco de pronto socorro um dia inteiro por atendimento médico sem a mínima consideração de quem quer que seja, o sr certamente conseguiria ajuda do BNDS estou certo ? FIQUE O SENHOR SABENDO QUE ESTAS PESSOAS QUE ESTÃO MORRENDO POR FALTA DE ATENDIMENTO E REMÉDIOS SÃO AS MESMAS CUJO DINHEIRO EM FORMA DE IMPOSTOS VÃO PARA O SEU QUERIDO BNDS, FILHO DA PUTA.
  • Mauricio G.de Oliveira  12/04/2015 13:35
    Interessante este artigo do Professor Macroeconomia 1,eu tambem acredito na politica de boa vizinhanca,mas uma coisa eu nao entendi,como e que ficam os calotes do EQUADOR,BOLIVIA,ARGENTINA e outros.
    Os unicos beneficiarios foram as empreiteras,aumentaram o seu capital,capacidade de competir,mas quem paga a conta final e o BRASILEIRO.
    Interessante esta forma de socialismo,os lucros para os empresarios e o prejuizo para o POVAO.
    E por isso que o BRASIL continua se arrastando dentro clube das nacoes.
    Com economistas assim,nao e de se admirar que estamos sendo des-governados pelas mentes privelegiadas que tem o poder agora.!!!!!!
  • Sílvio de Oliveira  20/04/2015 03:10
    O propalado "Professor de Macroeconomia I", em seu delírio interpretativo, fez verdadeiro contorcionismo hermenêutico e impressionante acrobacia exegética para tentar, ainda que sem sucesso, justificar todas os desvios perpetrados pelos petralhas.
    Ele não acredita no que escreve, mas tenta convencer outros a acreditarem.
    Segue a mesma linha do PT.
  • Paulo  29/07/2015 02:08
    Essa esquerda quer justificar o injustificável. As explicações do professor de macro economia são de uma asneira "oceânica".

    Ninguém está questionando o financiamento público de "empresas nacionais" mas sim o financiamento público em obras de outros países.

    Defender o confisco de dinheiro da população para aplicação em outros países sob a alegação de que desenvolve empresas nacionais só perde em insanidade para o "dia da mandioca".

    O efeito é justamente o inverso, ao invés de desenvolver a nação, apenas aumenta a concentração de renda, empobrecendo a nação.

    Empresas fortes são necessárias para o desenvolvimento nacional mas, diferente do que alega o ilustre catedrático, todos os recursos devem ser aplicados em território nacional, de preferência no setor da construção civil. Desta forma as empresas nacionais crescem e recursos são injetados nas camadas menos favorecidas da sociedade (trabalhadores da construção civil).

    O financiamento de obras em outros países só encontra uma explicação: Do mesmo modo que o petrolão, é quase certo que existe uma rede de corrupção, propinas e direcionamento de recursos a partidos e políticos. A diferença do petrolão reside especificamente na impossibilidade de fiscalização desta forma de corrupção.

    Se alguém duvida que o PT é muito pior que o PSDB, basta observar o crescimento exponencial de obras no exterior financiada com dinheiro público.
  • Marcel Fleming  20/09/2015 07:07
    Professor de macroeconomia: eu pretendo fazer uma segunda faculdade, neste caso de Economia. Me fala em que faculdade você leciona para eu tirar da minha lista... quanta baboseira esquerdofrênica você escreveu. Meu Deus. Até Keynes deve ter se revirado no túmulo. Fora sua ingenuidade em relação aos verdadeiros resultados e intenções desse neo-desenvolvimentismo de quinta categoria promovido pelo Lulla.
  • Ivan Barros  30/03/2016 11:50
    Porque um "Professor de Macroeconomia" precisa se esconder atrás de pseudônimo ? Faltou coragem para colocar a "cara na janela " ? Teria sido bem melhor ter ficado calado, né ?
  • Altos e baixos  16/05/2016 20:27
    Quando leio os artigos de mises, fico com esperança de existir luz no fim do túnel. Porém a cada comentário que vejo contra o "Professor de Macroeconomia 1"...de pessoas que não são capazes de ver a ironia óbvia, essa luz vai se extinguindo de novo.

  • Mauricio de Oliveira  17/05/2016 18:42
    Nao e atoa que os" economistas" alinhados com os partidecos de esquerda, vejam uma relacao saudavel do BNDES com governos corrPTos, ditadoriais, seja uma maneira de espandir a economia BRASILEIRA. Estes "econoistas" devem estar levando uma $$$$$$$$ grana violenta para dar estes pareceres "FANTASTICOS" pois somente eles estao ganhando, como no caso, durante a ditadura militar, onde o BRASIL, resolveu exportar graos para a RUSSIA naquele tempo UNIAO DAS REPUBLICAS SOCIALISTAS RUSSAS, onde o BRASIL nao tinha o necessario para exportar, e comprava no mercado internacional, como exemplo: milho Comprava a $12.00 a saca e vendia aos Russos por $ 4.00. Quem e que pagava a diferenca???? o estupido do povo Brasileiro, mas as comissoes e vantagens entrava no bolso dos Politicos do momento, como o super ministro do planejamento, ministro da agricultura!!!!!!!!
    O BRASIL e sempre o pais do geitinho, espertos, e mais sabidos do que o resto do mundo, por isso continuamos a rastejar na comunidade das nacoes.
  • Felippe Hermes  04/12/2014 16:39
    hehe boa.
  • Rafael Correa  04/12/2014 19:11
    1 real, esta foi boa, kkkk
    são 600 bilhões divididos por 200 milhões de brasileiros.
    Dá 3.000,00 para cada pessoa, grande ou pequena, criança ou velho.
    Se for considerar somente a população economicamente ativa então...
  • Amarílio Adolfo da Silva de Souza  04/12/2014 20:08
    O povo brasileiro é burro. Simplesmente isso.
  • anônimo  06/12/2014 19:58
    www.curiosidadesnota10.com/2014/12/as-15-maiores-burrices-ja-cometidas.html
  • anônimo  18/04/2015 20:53
    Amarilio, sabemos que a população brasileira está em torno de 200 milhões de pessoas, e, 3/4 deste 200 milhões, é da classe baixa, um meio de vida sem habitação, alimentação, hospitais, escolas,trabalho e nenhum conhecimento político e social, então, êles dependem da classe media, para suprir essas necessidades mencionadas,mas, a classe media precisa que os tres poderes a auxiliam, como tambem, as forças armadas, porque, estas corrupções do nosso governo de lula de dilma e seus parceiros comunistas so podem serem resolvidas na força, e não na nossa justiça, corrupção do MENSALÃO, PETRODOLARES E BNDSDOLARES, com os homens do governo de lula e dilma, e, os empresários das construtoras que já são mencinadas no processo da petrobras. Êles me lembram, quando tentaram implatar no brasil, o regime do comunismo, e agora êles estão mostrando como funciona o regime comunismo, comum só para êles, o resto que se F.......
  • MARAT  04/12/2014 20:47
    Ainda há a previsão de quase 300 milhões para Mariel em Cuba e o projeto de um superporto na localidade de Rocha no Uruguai.
    E aqui no Brasil, quais são as obras do PT?
    .
    Já no período dos governos militares, podemos elencar as seguintes obras:
    .
    ? Criação de 13 milhões de empregos;
    ? A Petrobrás aumenta a produção de 75 mil para 750 mil barris/dia de petróleo;
    ? Estruturação das grandes construtoras nacionais;
    ? PIB de 14%. O de hoje em dia é....... 0,... (zero vírgula alguma coisinha);
    ? Construção de 4 portos e recuperação de outros 20;
    ? Criação da Eletrobras;
    ? Criação da Nucleobras e subsidiária;
    ? Criação da Embratel e Telebras;
    ? Usina Angra I e Angra II;
    ? Indústria aeronáutica, naval, bélica e automotiva;
    ? É restabelecida a autoridade por 21 anos;
    ? Pró-alcool (95% dos carros no país);
    ? Construída as maiores usinas do MUNDO: Tucuruí, Ilha Solteira, Jupiá e Itaipú;
    ? Exportações crescem de 1,5 bilhões de dólares para 37 bilhões;
    ? Rede Asfaltada de 3mil para 45 mil KM;
    ? Redução da inflação de 100% ªª para 12% ªª, sem controle do preço* e sem massacre do
    funcionalismo público;
    ? Fomento e financiamento de pesquisa: CNPq, FINEP e CAPES;
    ? Cursos de mestrado e doutorado;
    ? INPS, IAPAS, DATAPREV, LBA, FUNABEM;
    ? FUNRURAL;
    ? Programa de merenda escolar e alimentação do trabalhador;
    ? Criação de várias Universidades
    ? Criação do FGTS, PIS, PASEP;
    ? Criação da EMBRAPA (70 milhões de toneladas de grãos);
    ? Duplicação da rodovia Rio Juiz de Fora e da Via Dutra;
    ? Criação da EBTU;
    ? Implementação do Metrô em São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Recife e Fortaleza;
    ? Criação da INFRAERO, proporcionando a criação e modernização dos aeroportos brasileiros
    (Galeão, Guarulhos, Brasília, Confins, Campinas - Viracopos, Salvador, Manaus);
    ? Implementação dos Pólos Petroquímicos em São Paulo (Cubatão) e na Bahia (Camaçari);
    ? Prospecção de Petróleo em grandes profundidades na bacia de Campos;
    ? Construção do Porto no Maranhão;
    ? Construção dos maiores estádios, ginásios, conjuntos aquáticos e complexos desportivos em
    diversas cidades e universidades do país;
    ? SNI;
    ? Polícia Federal;
    ? Código Tributário Nacional;
    ? Código de Mineração;
    ? Zona Franca de Manaus;
    ? IBDF Instituto Brasileiro de Desenvolvimento Florestal, hoje é o IBAMA;
    ? Conselho Nacional de Poluição Ambiental;
    ? Reforma do TCU;
    ? Estatuto do Magistério Superior;
    ? INDA Instituto de desenvolvimento agrário;
    ? Criação do banco Central (DEZ64);
    ? SFH Sistema Financeiro habitacional;
    ? BNH Banco Nacional de Habitação;
    ? Construção de 4 milhões de moradias;
    ? Regulamentação do 13º salário;
    ? Banco da Amazônia;
    ? SUDAM;
    ? Reforma Administrativa, Agrária, Bancária, Eleitoral, habitacional, Política e
    Universitária;
    ? Ferrovia da soja;
    ? Rede Ferroviária ampliada de 3mil e remodelada para 11 mil KM;
    ? Frota mercante de 1 para 4 milhões de TDW;
    ? Corredores de exportações de Vitória, Santos, Paranaguá e Rio Grande;
    ? Matriculas do ensino superior de 100 mil em 1964 para 1,3 milhões em 1981;
    ? Mais de 10 milhões de estudantes nas escolas (que eram realmente escolas);
    ? Estabelecimento de assistência médico sanitária de 6 para 28 mil;
    ? Crédito Educativo;
    ? Projeto RONDON;
    ? MOBRAL;
    ? De 12 para 200 milhas náuticas as águas territoriais do País.
  • Aloísio  05/12/2014 00:36
    Não entendi. A criação do Banco Central foi algo bom? A maioria dessas obras endividou o país até o pescoço, além de serem um desperdício monstruoso de dinheiro, como Angra I e a ferrovia do aço (até hoje se encontram estruturas inacabadas dessa ferrovia). A ditadura foi o auge do estatismo no Brasil, não há muito o que comemorar.
  • Yuri  05/12/2014 05:17
    Que lista enorme...pena que é mentira.

    Tem coisa aí no meio que começou há pouco tempo e nem tá pronta. Vá mentir em outro lugar.

    Não vou nem me dar ao trabalho de listar as coisas que são fantasiosas, você sabe muito bem. Se está só repetindo que nem papagaio, procure se informar antes de postar isso em um blog sério como o Mises.

    Só uma dica, o metrô de Fortaleza é promessa para a copa de 2014. O resto você procura, certo?
  • MARAT  05/12/2014 16:06
    Definir como MENTIRA, é um pensamento reducionista/simplista para não dizer outra coisa. A verdade está lá fora. A HISTÓRIA são fatos ocorridos e registrados, apesar do PT querer apagá-la e reescrevê-la(1984-George Orwell), ex.: Comissão da INverdade e sarannoticias.blogspot.com.br/2014/11/pt-manda-demoli-placa-de-obra-feita.html

    Convido-te ver quanta "mentira" há na rede, por exemplo em:

    www.sangueverdeoliva.com.br/novo/index.php?option=com_content&view=article&id=400:regime-militar&catid=2:cronicas&Itemid=4

    www.averdadesufocada.com/index.php/incio-mainmenu-1/3085?task=view

    oglobo.globo.com/economia/obras-da-ditadura-do-brasil-grande-ao-brasil-do-ganho-de-eficiencia-11959341

    www.forte.jor.br/2014/03/31/obras-e-feitos-do-regime-militar/

    www.ebah.com.br/content/ABAAAAZSwAB/obras-faraonicas

    arte.folha.uol.com.br/especiais/2014/03/23/o-golpe-e-a-ditadura-militar/a-abertura.html

    blogdobranquinho.blogspot.com.br/2014/03/youtrouxa-0091-governos-militares.html

    fernandorodrigues.blogosfera.uol.com.br/2014/11/24/relacao-promiscua-entre-empreiteiras-e-governo-comecou-na-ditadura-militar/

    sarannoticias.blogspot.com.br/2014/11/pt-manda-demoli-placa-de-obra-feita.html

    www.recantodasletras.com.br/artigos/1042999

    pedrodaveiga.blogspot.com.br/2009/06/numeros-dos-governos-militares-no.html

    Com relação ao período militar, não sei bem se foi ditadura, se foi golpe militar, foi ditadura sim para os esquerdopatas, para o cidadão comum, trabalhador, não vi o exercício ditatorial, houve a falta do pluripartidarismo, o cidadão de bem aprovava a intervenção, tanto é que, nos dias atuais, segundo a FGV, as Forças Armadas são a instituição com 68% de aprovação nos quesitos credibilidade e confiança, no fim da lista, estão os partidos políticos.
    Eu estava lá, assisti tudo, sei que haveria um golpe de esquerda sendo orquestrado, com brasileiros treinados em Cuba com financiamento da URSS, antes do mesmo ser deflagrado, os militares de MG tomaram à estrada rumo ao RJ, iniciava-se ai o CONTRA-GOLPE militar, tratava-se de uma GUERRA, nela militares morreram, terroristas morreram e inocentes foram mortos pelos últimos. Quanto a chamá-lo de DITADURA, para mim é questão semântica. Porém, o real, é que sem a intervenção militar, teríamos uma DITADURA DE ESQUERDA(seria semântica?) instaurada no País, já que desde 1961, o movimento subterrâneo desta esquerda alimentada por Cuba agia no Brasil. Sei também que como exemplo de ditadura militar, temos a Chilena, onde os opositores eram encaminhados para um estádio de futebol e lá eram torturados e mortos, ou a da Argentina, nela os opositores eram torturados, colocados em aviões e depois atirados do alto no Rio de la Prata, onde os filhos(crianças) dos opositores eram sequestrados

    No site:www.pragmatismopolitico.com.br/2014/03/dez-razoes-repudiar-ditadura-militar.html, são elencados dez razões para repudiar a "ditadura militar", vamos a elas:

    1- Tortura e ausência de direitos humanos; Era uma guerra, direita contra esquerda, na guerra sempre há vítimas: "Na há, em nenhuma parte do mundo, luta armada em que se vão plantar rosas e é por essa razão que GORENDER afirma: "se quiser compreendê-la na perspectiva da sua história, A ESQUERDA deve assumir a violência que praticou". Violência gera violência."
    Combates nas Trevas de Jacob Gorender
    Além do mais, tortura hoje em dia é a burocracia nacional, exemplo: para abrir uma empresa aqui na Banânia, leva 108,5 dias; no México:6 dias;Chile: 5,5 dias; Nova Zelândia: 0,5 dia.
    Atualmente TORTURA, é enfrentar as filas do INSS, esperar dois ou mais anos por um especialista. Direitos Humanos existem para bandidos, viciados em drogas, pervertidos, psicopatas, mas para o cidadão de bem que produz, gera riqueza, gera impostos, só existe um trilho, nele a Nação vai para o abismo;

    2- Censura e ataque à imprensa: Quer atitude mais petista/bolivariana que esta? Sem comentários;

    3- Amazônia e índios sob risco: A Amazônia sempre esteve e sempre estará sob risco, o planeta está sob risco. O Índios, são "idiotas úteis" ao petismo para obtenção de terras e suas riquezas, bem como, manipulados na questão "direitos humanos";

    4- Baixa representação política e sindical: Quer representação mais baixa do que a atual, onde tudo é canalizado ao PT e seu projeto bolivariano? Representação sindical, é piada, os sindicatos alçaram o PT ao poder, hoje, mamam bovina e placidamente nas tetas do governo;

    5- Saúde pública fragilizada: Atualmente, INSS é fonte de tortura, isso quando um xamã cubano não manda um paciente cardíaco tomar remédio para gases, ou um com diabetes e pés inchados lavar os pés com água e sal. Sem falar nos militares cubanos disfarçados de médicos;

    6- Linha dura na educação: que bom que era linha dura, mas era EDUCAÇÃO, hoje existe é o emburrecimento da Nação através de um ensino ideologizado, onde a história é apagada e reescrita conforme o modelo comunista determina, livros são "traduzidos" para a compreensão dos companheiros . A REDAÇÃO, foi incluída no vestibular durante o governo de Geisel, graças a isto, o aperfeiçoamento e o aprendizado da língua escrita e falada foi aplicado ao ensino médio, pena que foi suprimido o ensino do latim. Atualmente, a língua é mal falada, quanto a escrita, é melhor nem comentar; As novas gerações, mal conhecem os símbolos nacionais, não desenvolvem o PATRIOTISMO, são ensinadas a cultuar a bandeira vermelha e o partido;

    7- Corrupção e falta de transparência: Fala sério, seria redundância comentar, a VERDADE está fedendo e batendo na Nação;

    8- Nordeste mais pobre e migração; Na atualidade, julgo que está pior, uma vez que, antigamente o Nordeste era a desculpa para os desvios de verbas e corrupção(industria da seca), hoje ela se concentra nas "obras do PT" no exterior e na Petrobras, Eletrobras, etc.;

    9- Desigualdade: bolo cresceu, mas não foi dividido: As estatísticas atuais, evidenciam que a concentração da renda só fez aumentar e a pobreza, cada vez mais maquiada(o País é motivo de chacota no cenário internacional);

    10- Precarização do trabalho: No período pós-militar ocorreu um ganho REAL nos salários, porém, já começam as idéias políticas para reduzi-lo, bem como, alteração da legislação trabalhista;
    --------------------------------------------------------------------------------
    O "Pragmatismo" elencado acima, foi postado em 2014, qual a diferença de uma "ditadura" para outra?

    O País está em uma era, onde MORAL, ÉTICA e VIRTUDES, são deploradas em detrimento da mentira, roubo, permissividade, sexismo, racismo e outros chauvinismos morais que são exaltados como sendo o NORMAL. Não defendo nenhuma ditadura, acredito da essência DEMOCRÁTICA.
    Relacionei as Obras do Período Militar, não com objetivo de exalta-las ou defender a intervenção militar, mas sim, com objetivo de demonstrar que a riqueza nacional no País ficou e ajudou no desenvolvimento do País. Já na ditadura do PT, a riqueza nacional, além de enriquecer alguns personagens "políticos/quadrilheiros" da noite para o dia, está sendo distribuída no estrangeiro sem parcimônia, não vou relacionar aqui tudo, pois está na imprensa e mídia em geral(por enquanto).

    Meu objetivo não é polemizar, mas sim, não fazer "vistas grossas" ao passado e o presente, por outro lado, é bom exercermos a consciência, mas só isso não adianta, é letra morta sem a prática e ações correspondentes a discórdia e descontentamento que grassa o País.
  • Marco Antônio  05/12/2014 19:42
    É um festival de falácias. Você juntou 21 anos como se fossem obras de um único governante. Se pegarmos os últimos 21 anos, a quantidade de obras é até maior. Os militares estatizaram a economia, concentraram poder, destruíram a federação e provocaram hiperinflação. A ditadura é a máxima opressão do estado sobre o indivíduo. Em última instância, Lula e o PT são filhotes da ditadura. O resto é paranoia e mistificação de um período de estupidez e retrocesso.
  • Lucas Silva  27/02/2015 05:40
    Economicamente, a ditadura militar foi um desastre, a maior criadora de empresas estatais ineficientes e ralo de dinheiro público.
  • JSorato  17/04/2015 22:27
    podemos ser contra a ditadura, assim como eu, mas essas obras é fato...PONTO FINAL
  • Eduardo  05/12/2014 10:50
    Qual a diferença entre a ditadura militar e a ditadura do PT? Estatismo sempre foi e sempre será um câncer para os verdadeiramente trabalhadores.
  • Pobre Paulista  05/12/2014 11:59
    Acho que ele está comparando para mostrar que o PT é tão ruim quanto o regime militar, só pode ser...
  • Eduardo  05/12/2014 15:18
    Ele se esqueceu do legado da hiperinflação que os governos militares deixaram para os governos civis pós ditadura, o que só foi controlada na década de 90. Pena que nessa atual década passamos a viver uma "sessão nostalgia" da época da ditadura, só que agora capitaneada pelo PT.
  • Silvio  05/12/2014 00:17
    Isso é errado em tantos níveis que fico até sem palavras para descrever a extensão do meu emputecimento.
  • Roberto de Alencar  05/12/2014 04:16
    Algumas correções: Bayovar não tem nada a ver com fornecimento de água para a capital peruana. Trata-se de um complexo da Vale para extração de fosfato no deserto de Sechura no norte do Peru, em Piura, distante uns 1.000 quilômetros de Lima.

    No caso da Hidrelétrica de San Francisco, no Equador, o Governo Correa recorreu à arbitragem internacional em Paris contra o BNDES e não contra a empresa, tendo sido derrotado em todas as suas demandas. Pouco antes da expulsão da Odebrecht do Equador, houve declaracões do irmão do Presidente Correa, Fabrício Correa, acusando o irmão de ter levado um qualquer em várias obras. Supostamente, a expulsão da empresa foi uma tentativa de mostrar à opinião pública que não tinha rabo preso. A julgar pelo pouco tempo até a volta da empreiteira ao país e ao histórico das construtoras brasileiras, acho Fabrício merece ao menos o benefício da dúvida.
  • Guilherme  05/12/2014 09:31
    Não. A matéria está correta. Veja essa reportagem:

    A Vale [...] acaba de firmar dois contratos com a Andrade Gutierrez, no total de R$ 1,5 bilhão, [...] Na Argentina, a empreiteira havia sido contratada pela mineradora para tocar parte do Projeto Rio Colorado, em Mendoza, que está suspenso. Faria um terminal portuário em Bahía Blanca. No Peru, construiu uma planta de dessalinização de água em Bayóvar, onde a Vale tem uma mina de exploração de fosfato. A Andrade Gutierrez recebe por metro cúbico de água fornecido.

    www.cliptvnews.com.br/antaq/intranet/amplia.php?id_noticia=39524
  • Italiano  05/12/2014 05:36
    A Odebrecht pretende entrar na Justiça com cinco ações contra a Petrobras, a fim de reivindicar US$ 74 milhões.

    Agora, a empresa cobrará da estatal valores que afirma não ter recebido pelos serviços prestados no Paraguai, Argentina, Brasil, Estados Unidos, Uruguai e Chile.

    O megacontrato,no valor de US$ 825 milhões, foi fechado em 2010 para a prestação de serviços de segurança, meio ambiente e saúde.

    Mas Graça Foster, presidente da Petrobras, mandou rever tudo, por evidência de superfaturamento...

    13 africano

    Semana que vem, no cabalístico dia 13 de dezembro, a Odebrecht inaugura o aeroporto de Nacala, em Moçambique, construído com US$ 140 milhões de dólares do BNDES, dívida assumida pelo governo moçambicano.

    Os recursos para a construção do aeroporto foram entregues diretamente à construtora, para evitar burocracia e atrasos.

    A obra africana também não teve licitação...

    O Aécio já interpelou a presidenta sobre estes empréstimos inconstitucionais. Agora espera-se que haja impeachment.

    Este é o vídeo em que a doutora em direito internacional, Maristela Basso, aponta que fornecer empréstimos sem a aprovação do Congresso é algo inconstitucional.

    https://www.youtube.com/watch?v=vKVi0y4zwOA

    Este é o vídeo do prof. Dr. da UnB Adriano Benayon, que fala sobre o modelo pró-imperial e o endividamento.

    https://www.youtube.com/watch?v=wmL_-N0_sbk
  • anônimo  05/12/2014 09:49
    A CULPA É DO FO...ops
  • Thyago  05/12/2014 18:01
    Por que, afinal, as pequenas empresas devem financiar os juros subsidiados das grandes empresas?

    Errado. Quem financia são os trabalhadores dessas empresas...
  • rõns  05/12/2014 22:46
    A Odebrecht nesse artigo parece uma puta premium, faz de tudo !
  • Anônimo  05/12/2014 23:13
    Isso sem falar do tal do "Perdão da Dívida"...
  • Justo Como Dedo N'agua  06/12/2014 02:33
    Amigos, este país quebrou. Bandidagem total. Isto que ainda não foram atrás das mais de 400 empresas que a PeTrobrás é sócia minoritária... Agora, uma pausa para antropologia: Alguém sabe por que viado e petista falam do mesmo modo, com a língua "plesa" ?
  • Emerson Luis, um Psicologo  07/12/2014 11:43

    Eu só sabia do porto de Cuba.

    Tiram dos pobres brasileiros para darem aos ricos desses países!

    * * *
  • Carlos  20/01/2015 14:52
    Resposta ao tal Professor de Macroeconomia 1 04/12/2014 16:06:16

    Os mesmos argumentos engabelados pelo tal "professor" aplicar-se-iam diretamente em benefício do povo se tais financiamentos do BNDES fossem destinados aos mesmos empreendimentos e construções dentro de nosso país necessitado, bem como, por sinal, tornar-se-iam patrimônio público dos brasileiros-eleitores-contribuintes e usuários de tais benfeitorias.

    Caso sério! Talvez o tal "professor" necessite de estudos sérios sobre o tema...
  • Eduardo R., Rio  27/02/2015 02:16
  • Típico Filósofo  27/02/2015 02:43
    Quão tristonho me deito após ler esta notícia entre lidas de 'O Estado Empreendedor' da Mariana Mazzucato. Porém que banco privado, regido apenas pela ganância e pela fome por lucros, teria a consciência social e a iniciativa empreendedora de financiar um elevador a um estabelecimento de uma minoria étnica e religiosa?

    E há quem queira acabar com o BNDES. Sem ele, seríamos um gigantesco mangue pé-de-feijoano; e sem elevador.

    Absurdo.
  • Better Call Saul  27/02/2015 12:18
    "...financiar um elevador a um estabelecimento de uma minoria étnica e religiosa"

    Uai, mas toda a esquerda não é anti-semita? Nesse caso, ao financiar tal minoria, o BNDES está inadvertidamente fazendo um desfavor à causa.
  • Blue Lighting  03/04/2015 18:24
    O filho da vizinha dos meus pais é um asponão do BNDES em Brasília. Está por aqui passando a Páscoa com a família. Minha mãe ficou impressionada com o carro importado que o asponão veio dirigindo e comentou o assunto na hora do almoço. Mostrei pra ela esse artigo que eu já havia lido. Agora ela sabe que além do carro importado (e a vida boa) do asponão, ela também pagou obras em toda a América bolivariana.

    Obrigado ao Mises Brasil por ser esse oásis no meio do deserto do estatismo sufocante.
  • Renan  10/04/2015 10:34
    São os pagadores de impostos brasileiros servindo de burros-de-carga e sustentadores de ditaduras sanguinárias comunistas, servindo de idiotas-uteis do PT, tal qual como Fidel Castro faz com seus médicos(?) cubanos alugados ao PT, incluindo-se nisso a CNBB que apoiou os comunistas por não os combater, mesmo algumas seitas protestantes como IURD-PRB da base de apoio ao PT!
    COM FOTOS E TUDO MAIS:

    IMB - 20 obras que o BNDES financiou em outros países
    www.mises.org.br/Article.aspx?id=1985
    4 de dez de 2014 - 20 obras que o BNDES financiou em outros países ....
  • Carlos Bonasser  18/04/2015 03:10
    E falta a ferrovia no Sudão...verdadeira obra de engenharia...ninguém se refere a ela...
    Abraços.
  • Luiz   11/05/2015 21:09
    Leandro, vou fazer algumas afirmações que um amigo meu que estuda Economia na UFSC fez, e gostaria dá sua análise acerca delas:

    a) Sem o BNDES como que poderia ser viável construir uma hidrelétrica ou alguma obra que leva anos para ser acabada? Os juros do BNDES são os únicos que viabilizam essas obras, uma vez que os juros dos bancos "normais" são muito elevados.

    b) É bom para o BNDES financiar obras no estrangeiros pois recebe em dóllar o pagamento.

    Fico no aguardo.

    Obrigado
  • Leandro  11/05/2015 22:18
    a) E por que os juros dos "bancos normais" são "muito elevados"? Sem uma resposta a essa pergunta, o prosseguimento do debate fica interditado. De nada adianta criar arremedos e paliativos para um problema, se a origem desse problema é ignorada.

    A resposta para essa pergunta está nesse artigo. Recomendo lê-lo por completo; no entanto, caso não possa, leia apenas a "Conclusão".

    Ou seja, os juros dos "bancos normais" são "muito elevados" justamente porque os juros dos bancos estatais são "muito baixos". Assim como a jabuticaba e a pororoca, tal distorção é exclusiva do Brasil. Desconheço outros países minimamente sérios que tenham bancos -- estatais ou privados -- que emprestem a juros reais negativos, como fazem BB e CEF. Os bancos estatais causam a carestia, o BC tem de pesar a mão na SELIC, e isso determina os juros dos "bancos normais".

    Todos os países do mundo, e até mesmo os da América Latina (com a exceção de Argentina e Venezuela), têm suas respectivas SELICs baixas. Só no Brasil que ela é tão alta.

    a') Ainda nessa linha, a noção de que sem o BNDES não haveria hidrelétricas é típica de quem parte do princípio de que a construção de hidrelétricas no Brasil só pode ser efetuada por empresas brasileiras.

    Ora, se você parte do princípio de que estrangeiros devem ser proibidos de poderem vir aqui fazer obras, então de fato não há muito espaço para surgir uma hidrelétrica sem subsídios do governo.

    Por outro lado, caso o governo brasileiro permitisse que empresas estrangeiras viessem aqui livremente para construir hidrelétricas, e se essas empresas estrangeiras pudessem utilizar financiamento obtido junto aos bancos dos seus países de origem, então não haveria absolutamente nenhum empecilho para o surgimento de hidrelétricas no Brasil.

    Qualquer empresa suíça, alemã, americana, francesa ou cingapuriana teria todo interesse em fazer essa obra, desde que fosse livre para auferir lucro com ela.

    Mas dado que o governo brasileiro proíbe esse arranjo, e cria essa reserva de mercado para empreiteiras brasileiras, todo o arranjo já nasce condenado.

    b) Nunca vi nem o próprio BNDES utilizando tal argumento. Deve ser porque ele na faz nenhum sentido. O período médio de amortização de um empréstimo do BNDES é de 30 anos. Até hoje, na prática, nenhum empréstimo do BNDES foi quitado.

    Por outro lado, o Tesouro se endivida para financiar o BNDES, e a dívida pública possui um prazo médio de duração de quatro anos.

    Ou seja, quem realmente ganha são os mega-empresários beneficiados por empréstimos do BNDES. E quem perde somos todos nós.

    E seu amigo está aplaudindo.
  • Matias  12/05/2015 11:50
    Leandro, você comentou em outro artigo o seguinte:
    "pessoas e empresas não podem fazer com que dígitos eletrônicos denominados em reais sejam "retirados" do mercado."
    Minha pergunta é a seguinte: Como funciona o processo quando o BNDES empresta dinheiro para outros países? Esse valor é debitado das reservas em dólar ou também é dinheiro criado "do nada". No caso da segunda opção, pagaremos através da inflação?
  • Leandro  12/05/2015 14:18
    "Como funciona o processo quando o BNDES empresta dinheiro para outros países?"

    Normalmente, ele empresta para empresas brasileiras que atuam no exterior. Nesse caso, ele deposita reais na conta bancária da empresa privilegiada, e esta faz a conversão para a moeda do país em que fará as obras.

    Já se por acaso o BNDES emprestar em dólar, ele transferirá a propriedade de uma conta bancária que tem em algum banco americano para a empresa agraciada com o empréstimo.

    "Esse valor é debitado das reservas em dólar ou também é dinheiro criado "do nada". No caso da segunda opção, pagaremos através da inflação?"

    A questão é como o BNDES conseguiu os dólares. Normalmente, ele tem que comprar dólares (alguém que tenha dólares em uma conta bancária nos EUA transferirá a propriedade dessa conta bancária para o BNDES, e o BNDES transferirá reais para essa pessoa em uma conta aqui no Brasil).

    Só que, para comprar esses dólares, ele utiliza os reais que conseguiu por meio do processo inflacionário descrito no artigo. Ou seja, é inflacionário.
  • Malthus  01/06/2015 21:31
    BNDES usa verbas do FAT para subsidiar empreiteiras no exterior

    Banco financiou obra da Andrade Gutierrez na República Dominicana com dinheiro do fundo que sustenta benefícios como o seguro-desemprego

    economia.estadao.com.br/noticias/geral,bndes-usa-verbas-do-fat-para-subsidiar-empreiteiras-no-exterior,1697462
  • Wagno Lima  10/09/2015 13:35
    Não dá para entender? Aqui no Brasil , estamos precisando URGENTEMENTE: saúde, segurança, educação, moradias, obras que nunca acabam, nós estamos precisando só de tudo, ficando claro que o Brasil é um País rico e tem condições de abrangi o povo brasileiro...AGORA EU PERGUNTO: Cadê a busca "insana e maliciosa" que os mesmos queriam? NÃO ERA A LENDÁRIA DEMOCRACIA?? Então, como podem apoiar e financiar com BNDES o nosso DINHEIRO países DITADORES? Pesquisem no Google e vejam. Como a população desses países DITADORES vivem?
    Pesquisem também sobre a imigração de cubanos, venezuelanos etc. que estão brotando aqui no Brasil. Quantas apreensões a PRF fez em caminhões até o ano de 2014. Que vinham de certos Países para o Brasil. Transportando "armas e drogas'. Qual o intuito dessas armas? Sobre os imigrantes infiltrados no MST e CUT. No dia 16/10/2014 o Exército descobriu um capitão da Cuba infiltrado no programa "mais medico". Pesquisem para tirar as suas conclusões. AS VIAGENS DA DILMA:
    Muito estranho a viagem da Dilma aos EUA que foi no momento que o PMDB estava saindo do lado deles... No dia 29/06/ 2015 - Eduardo Cunha falou: "Aliança do PMDB com o PT está na CTI", diz presidente da Câmara. Link G1.
    OBSERVEM AS DATAS:
    Presidente Dilma em sua visita aos EUA publicado pela G1 29/06/2015 15h25 - Atualizado em 29/06/2015 18h54
    A petista argumentou que "não respeita delatores" porque foi presa política durante o regime militar (1964-1985) ...Agora estou entendendo o "surdo e mudo" do presidiário José Dirceu, Será que isso não foi um recado? Lógico: "COMUNISTA APOIA COMUNISTA". Fizeram treinamento com guerrilheiros, eles suportam a dor e não falam nada.
    AS AMEAÇAS CONTRA 94% DOS BRASILEIROS E TAMBÉM AS FFAA.
    No dia 19/06/ 2015 - A comissão de senadores brasileiros foi à Venezuela para tentar visitar "presos políticos" opositores, pôr o ditador do regime do presidente Nicolás Maduro. Os senadores brasileiros praticamente foram expulsos da Venezuela...Link G1
    No dia 14/08/ 2015: Presidente da CUT ameaçou mais de 94% dos brasileiros que é contra esse governo, para seus aliados ou seja TERRORISTAS saíssem nas ruas com armas nas mãos. Não foi ocasional, foi intencional. Isso mesmo. Vejam logo depois surgem vários apoiadores,
    No dia 22/08/ 2015- Presidente da Bolívia Evo Morales ameaçou publicamente em um anuncio a todas emissoras na Bolívia, falou: "vamos intervir relações políticas aqui no Brasil para defender Lula e a Dilma contra a oposição". Afirmou: "que não vai permitir nenhum golpe de estado no Brasil e se precisar de uma ditadura militar que vai intervir com suas forças militares para defender partido do PT e o Brasil".
    No dia 23/08/ 2015 – "Dois presidentes latino-americanos declararam que Dilma tem o apoio dos presidentes da Venezuela: maduro e da Argentina: Cristina Kirchner,"O que eles querem fazer, é isso mesmo. ..em 1990 no foro de são Paulo. .... LULA e Fidel querem implantar o regime comunista na América. ...para as FFAA do Brasil. . seja igual a dos países ditadores. ...essa lendária democracia foi um verdadeiro "conto do vigário" para muitos que não querem enxergar a verdadeira intenção deles. ... Se querem isso aqui? Que venha..e chorem lágrimas de sangue. .porque vai ser uma verdadeira "ditadura comunista"..AS FFAA: Agora estou entendendo o posicionamento das forças. Porque as FFAA já sabiam, dessa possibilidade. Ficando com o pé atrás, para não ousar a vida dos brasileiros, até porque as FFAA estão completamente SUCATEADAS com intuito e propósito para desestruturar os militares...
    No dia 18/05/2015 o ministro da China esteve com Brasília, vou recebido pelo MD...No dia 31/08/ 2015 o ministro da defesa foi visitar a China, fazer o quer eu não sei?
    Logo em seguida, no dia 03/09/2015, Dilma emitiu o decreto 8.515, que entra em vigor a 14 dias depois dessa data, que transfere para o Ministro da Defesa todas as nomeações, promoções e movimentações do pessoal das Forças Armadas. Basicamente toda a gestão de pessoal. Fica revogado o decreto 2.790, de setembro de 1998... Estou também, entendendo a criação da FORÇA DE SEGURANÇA NACIONAL do ano 2004 que foi no governo do Lula. Porque ele criou essa força nacional? Se temos militares das FFAA com capacidade para aderir a qualquer posicionamento que venha por risco a nação brasileira?As FFAA podem "esperar sentados o Impeachment". As Forças Armadas, comandadas por generais cansados estão aceitando passivamente as mudanças. E tem gente ainda fala em intervenção militar, quando vemos nossos comandantes dobrando a espinha para certos sujeitos. Lógico isso é ótimo para os COMUNISTAS...A FFAA Ou vão para o ataque ou se acovardam de uma vez... Lula e manipulador. Tudo o que está acontecendo foi tudo planejado com cautela. Se duvidar a muito tempo, ou seja a muitos anos atrás .... Isso é só o começo de uma guerra, fome, desgraças e perseguições. Lamentável o Brasil chegar a esse ponto. Mais ainda existi uma luz no fim do túnel. Se todos brasileiros se unirem independente de PT, PSDB PPP NENHUM... em um só pensamento. "Fora ditadores comunistas eu quero o Brasil de volta"...Agora tem um detalhe... Se os militares tomarem uma atitude? Talvez certos não estejam preparados para suportar a dosagem do remédio, devido à idade etc.
    "E QUEM JÁ PROVOU DO REMÉDIO AMARGO? PEÇAM A DEUS, SE ACREDITAREM... OU AOS deuses DE CADA UM... PARA NÃO PROVAREM DE NOVO, TALVEZ O REMÉDIO SEJA MAIS AMARGO DO QUE ANTES"...
  • Marat  12/09/2015 04:06
    Wagno:
    Pois é! Como dizia pá-tro-pi: Sei lá entende!
    .
    Essa gente ai acima TEORIZA a torto e a direita.
    Falam, falam, falam e nada dizem, ou melhor, nada fazem.
    São DOUTORES, da boca para fora.
    Enquanto eles verbalizam teorias o PAÍS afunda cada vez mais.
    Eles não concebem um PIB de 14% no Regime Militar.
    Não entendem a evolução tecnológica propiciada pelos militares(através da liberdade).
    Não captam as obras deles no PAÍS, que aqui geraram renda e valores reais.
    Não veem que a esquerda escraviza e aprisiona.
    A Visão deles é pela ótica de LENIN, MARX, Granschi e os que hoje em dia defendem esses ideais.
    .
    Não perca Tempo meu caro, aqui no RS dizemos: não se gasta pólvora com chimango.
  • Marat  19/09/2015 20:42
    Recomendo o vídeo:
    .
    https://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=psGOFzqH9o8
    .
    Trará um pouco de LUZ HISTÓRICA.
  • Marat  19/09/2015 20:47
    Eis o PIB de Getúlio a Dilma, houve uma troca de índices na coluna de FHC e Lula.
    .
    vindodospampas.blogspot.com.br/2015/09/pib-de-getulio-dilma.html
  • Enrico  19/09/2015 23:24
    Leia um pouco mais o site ao invés de bostejar a favor dos milicos por aí.

    mises.org.br/Article.aspx?id=1378
    mises.org.br/Article.aspx?id=772
    mises.org.br/Article.aspx?id=265
    mises.org.br/Article.aspx?id=437
    mises.org.br/Article.aspx?id=367
    mises.org.br/Article.aspx?id=42
    mises.org.br/Article.aspx?id=1277

    Muitas das mazelas de hoje vêm do regime militar, que ironicamente foi um dos mais de esquerda da história.

    O IMB poderia explorar mais diretamente inclusive o assunto. Muitos que se dizem "contra o socialismo" hoje não têm uma mínima coerência nem conhecimento sobre economia e acabam se excitando com homens fardados.
  • Wagno Lima  22/09/2015 12:32

    Ao nobre militante.
    Bom dia, gostaria de fazer umas simples perguntas. Por gentileza... Me indique o que o nobre sabe, sobre a esquerda atual governo. Ironia é o nobre militante falar que o REGIME MILITAR foi a maior esquerdopata da história...rsrsrsr

    Acho que o nobre não ver os noticiários do dia dia..
    Outra: o nobre militante, citar sobre o socialismo? Agora eu já estou olhando pelo outro lado. Socialismo com esses Países ditadores?

    Gostaria também de perguntar ao nobre militante, sobre a atual economia desse governo. Acho que o nobre militante talvez não tenha resposta para essas perguntas irônicas que o mesmo fez.

    Já que o nobre passou um link.... Talvez seja melhor... olhar esse vídeo, para poder tomar mais conhecimento sobre o atual governo que está querendo implantar o regime ditador aqui no Brasil. Desculpas, democracia com esse governo? Isso é uma grande ironia...rsrsr

    Torno a falar: "que apoia esse governo com tudo que estamos vendo e ainda vai vim.
    Só pode ser "certos militantes" com "vendas nos olhos e mordaça na boca".
    Ficando cego e mudo. Sendo verdadeiros submissos e marionetes, por alguns favore$..
    Ou "talvez" militantes irracional. Espero que não seja o caso do nobre militante.

    Oh!!! Desculpas... dá uma olhadinha nesse vídeo.
    Por favor: antes de ver....recomendo tirar a venda dos olhos... e se quiser tire também a mordaça da boca.
    E ponha pra fora essa maldita doença chamada PTludidos.

    Só posso citar que essa "maldita doença" tem uma vacina que foi testada no ano de 1964...
    E teve uma grande eficiência, depois desse anos, passaram a tomar o santo remédio.
    Conhecido como: "óleo de peroba"..
    Se o estágio da doença estiver mais enraizado, aconselho procurar o "marceneiro" o mais repito possível.
    Ou então? Aguarde só mais um pouquinho, para tomar a vacina "milagrosa" que os mesmos tomaram em 1964.
    A cura é na hora.... Bom dia nobre militante.
    https://www.youtube.com/watch?v=B5XRoC5O_ac

  • Enrico  22/09/2015 18:27
    Nobre baba-ovo, eu acho que você está totalmente perdido. Você está num instituto que preza pela liberdade econômica e civil e realmente acha que as pessoas que o frequentam vão berrar por "Intervenção Militar"?

    Ninguém aqui defende o governo e a maioria é contra a democracia (há muita literatura disponível no site sobre o assunto, caso se interesse). Entretanto, não nos apaixonamos por homens fardados mantemos a razão, logo ninguém aqui defende o governo militar.

    Os militares tomaram o poder sob a premissa de combater o socialismo, mas na prática foi um regime típico socialista. Obras faraônicas, poder centralizado, censura, ausência do devido processo legal, estatais, planejamento central, ufanismo e idolatria.

    O que leva os senhores ilustríssimos baba-ovos a pensar que a milicada nos livrará desse governo e colocará no lugar um regime que preze pelo livre mercado, pelas liberdades civis, pela moeda forte, pela segurança jurídica e demais valores que os opositores da esquerda (liberais, conservadores e libertários) pregam?

    Não só as Forças Armadas estão aparelhadas pelo atual partido, como elas nunca tiveram um histórico político positivo. Aliás, não há culpado maior pela situação do que eles. Cometeram o maior erro da história do Brasil ao outorgarem a República, que foi a carta branca para todo tipo de ditadura, populismo e estatismo que até hoje contaminam os solos brasileiros.

    Ao invés de perderem tempo fazendo spam num site que preza pela razão, por que não o aproveitam em seus grupinhos e páginas nas redes sociais, onde vocês fazem sob aclamação unânime idolatria das mais ingóbeis possíveis, igualzinho aos socialistas?

    Vocês se merecem.
  • Wagno Lima  22/09/2015 22:26
    Olá nobre militante!!! Que bom respondeu meu comentário. Posso deduzir que o suposto tratamento que estou aplicando com o nobre militante, estamos tendo progresso.
    Isso mesmo nobre militante, colocar para fora e tirar a mordaça da boca é um ótimo sinal. Ficando claro que ainda poderá ter a milagrosa curar da maldita doença ..

    Vou responder as suas perguntas... nobre militante.
    1 -- militante cita: "Os militares tomaram o poder sob a premissa de combater o socialismo, mas na prática foi um regime típico socialista. Obras faraônicas, poder centralizado, censura, ausência do devido processo legal, estatais, planejamento central, ufanismo e idolatria".

    Vamos lá.
    Caro nobre militante, quem idolatra um ser depressivo de corrupção não merece usar a tal palavras. Você não acha?
    Porque estão completamente atolados até o pescoço na corrupção... e vão fazer o quer? Para sair dessa lama?
    Vamos lá:..
    "Fizeram um esquema financeiro para conseguir continuar no Poder e acabar com a exploração dos trabalhadores brasileiros,usando de má fé.. querendo iludir de novo o trabalhador.... Foi assim que surgiu a criminosa arrecadação de recursos públicos por via da corrupção. Isso mesmo... nobre militante. Inicialmente comprovada pelo Mensalão, Petrolão, lava jato e depois foram para o instituições como BNDES etc.
    Respondendo: Qual é posicionamento do seu governo com o socialista?
    "Chegou ao poder fazendo programas social, promessas mentirosas e enganosas com melhoria da qualidade de vida e a busca do oferecimento de oportunidades iguais a muitos. Quando chegou ao Poder.... Fez completamente ao contrário, essa imagem do socialismo, caiu por terra, ao logo que vem se dissolvendo em um representante para se próprio, na busca desenfreada e insana dos mesmos pelo seus próprios enriquecimento ilícito...
    O mesmo que tentaram fizer com a democracia. Agora estão vindo com esses bla bla de socialismo...
    Nobre militante... não me faça sorrir. Mesmo assim agradeço a cordialidade do nobre, com a minha pessoa…rsrsrs

    Nobre militante, esse governo desprezou o socialismo democrático. O seu partido está sem honras e sem moral nenhuma, não fazendo jus ao nome que tem...porque o seu governo... nobre militante, acabou... de alto de se destruí...
    Lamentável!!!! Um belo partido que tinha tanta honra, caráter e confiança de muitos.
    Já está ao caminho do fim quer merece. Espero que o socialismo democrático não morra por causa dos erros de muitos iguais ao seu pensamento... nobre militante...

    2 O militante citou: "O que leva os senhores ilustríssimos baba-ovos a pensar que a milicada nos livrará desse governo e colocará no lugar um regime que preze pelo livre mercado, pelas liberdades civis, pela moeda forte, pela segurança jurídica e demais valores que os opositores da esquerda (liberais, conservadores e libertários) pregam?"

    Respondo: Para facilitar as minhas resposta sugiro que o nobre militante... faça uma busca na faculdade GOOGLE..
    Pesquise Sobre a segurança e principalmente do direito de ir e vim, não esqueça de pesquisar sobre o direito livre da imprensa...Porque nobre militante não vou perder tempo desenhando o quadrado no redondo, para quem está com essa doença...segundo os especialistas nos orientam ter bastante cautela com pessoas igual ao nobre..


    Pesquisem e veja também quem é baba-ovos?? São certos militantes igual ao nobre.
    Falar na palavra: "baba-ovo e etc".
    Tem uma turminha do nobre, que é chegada no produto igual. O nobre está entendendo?


    Novamente Respondo:

    " Não vai ser preciso, ter nenhuma intervenção, até porque do jeito quer está indo... vão entrega para muitos, principalmente completamente sucateados e de mãos fazias."
    Nobre militante eu te perdoou...porque essa maldita doença.... além de deixar "irracional" é também suicida.

    Por favor responda meu comentários, quero ajudar o nobre...não vamos parar nossas seções de terapia...Estamos tendo um grande progresso..


    Obs: Por favor nobre militante...não me deixe com ansiedade.

    Essa palavra não é de Deus. Segundo as escrituras sagradas chamada bíblia.
    Talvez o nobre militante não saiba o quer significa bíblia... devido a maldita doença.

    Boa noite nobre militante. E sonhe com as estrelinhas...
  • anônimo  12/03/2016 12:31
    O pior é ver nosso país afundado em miséria e corrupção e saber que estes investimentos poderiam ser feitos no Brasil, mas tem tanto vagabundo corrupto e sem vergonha à espreita só esperando uma oportunidade pra começar a desviar a verba que seria em benefício de todos para beneficiarem à si mesmos! Enquanto não houver punição,a corrupção não temerá, e continuará existindo! E tem ainda quem vote em palhaço como forma de protesto! Vamos votar em mais tiriricas e depois reclamar do que isso resultou, ou vamos pesquisar as plataformas dos candidatos antes de manifestar nosso voto?! Falta de informação só traz coisa ruim. Informe-se!
  • Claudio De Carvalho  25/05/2016 09:38
    O que me preocupa mais é quantas pessoas idiotas como Professor de macro economia 1 existem, como pode existir estes vermes
  • anônimo  03/09/2016 10:54
    Pois não é, tem gente até que acredita que a pepsi vem com fetos abortados como adoçante...


Envie-nos seu comentário inteligente e educado:
Nome
Email
Comentário
Comentários serão exibidos após aprovação do moderador.