clube   |   doar   |   idiomas
Dia da liberdade de impostos - 4ª edição

O Brasil é um dos países em que mais se cobram impostos no mundo.  Neste ano, os brasileiros terão de trabalhar mais de 150 dias apenas para pagar os tributos cobrados pelo governo.  Para lembrar a data e chamar a atenção da opinião pública para a questão, será realizado pela quarta vez em São Paulo, o Dia da Liberdade de Impostos, em que a população poderá adquirir gasolina sem o preço dos tributos.  Além de São Paulo, o evento também será realizado em Belo Horizonte, Rio de Janeiro e Porto Alegre (e demais cidades ainda a confirmar).

O objetivo é conscientizar a população quanto à abusiva carga tributária do país. Muitos consumidores nem mesmo sabem, mas pagam cerca de 40% de imposto em cada produto comprado.  Para a gasolina, os tributos chegam a 53%. Trabalhamos praticamente cinco meses do ano apenas para bancar o governo.  Somos súditos, não cidadãos!

Em nome da "justiça social", Brasília e as demais esferas de governo arrecadam quase metade do que é produzido de riqueza no país.  Em troca, produzem muitas leis estúpidas e um mar de corrupção.  A renda per capita da capital é a maior do país, de longe. Como agravante, somos chamados pelo eufemismo de "contribuinte", como se estivéssemos fazendo uma doação voluntária (com o perdão do pleonasmo) para bancar a farra dos parasitas consumidores dos nossos impostos.  Esse ato imoral de nos tirar quase a metade do que ganhamos sob a mira de uma arma precisa ficar mais transparente.

Os péssimos serviços prestados tornam a situação ainda mais calamitosa.  Mas é importante destacar que esse não é o cerne da questão, ao contrário do que muitos pensam.  Mesmo que o senhor de engenho ofereça alguns confortos razoáveis para seus escravos, isto não altera a natureza imoral da escravidão.  E quando somos forçados a transferir a metade do que ganhamos para governantes, isso não pode ter outro nome senão escravidão, ainda que velada.  Infelizmente, muitos não se dão conta disso, e nem sequer sabem o quanto entregam para o governo.  Eis o porquê de a iniciativa do "dia da liberdade de impostos" merecer todo apoio possível.  Chega de imposto!

Nesta data simbólica, a venda de gasolina será subsidiada nas cidades supracitadas.  A gasolina sairá pela metade do preço cobrado normalmente, que é quanto a gasolina custaria caso não incidissem sobre ela tributos como a CIDE, PIS, Cofins e ICMS.

Em São Paulo, o Dia da Liberdade de Impostos em São Paulo está sendo organizado pelo Instituto Mises Brasil, pelo Movimento Endireita Brasil e pelo Instituto de Formação de Líderes.   Nesta sexta-feira, dia 25, a partir das 09:00h, a venda de gasolina subsidiada (R$ 1,2677) ocorrerá no Centro Automotivo Portal das Perdizes (bandeira Ipiranga), que fica na Avenida Sumaré, esquina com a rua Dr. Franco da Rocha.  As vendas serão limitadas a 30 litros de gasolina por veículo.  Após encerrada a cota de 5.000 litros, a ação terminará. Será aceito somente pagamento em dinheiro.

O preço da gasolina vendida no Dia da Liberdade de Impostos (R$ 1,2677) foi calculado com base no valor dos impostos que somam 53,03% (de acordo com o IBPT — Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário).  O preço real da gasolina para o consumidor é de R$ 2,699. A diferença de valor será paga pelas instituições responsáveis pelo evento.

Veja o vídeo da edição passada, com depoimentos dos cidadãos e várias outras informações:



O Dia da Liberdade de Impostos foi realizado pela primeira vez em 2003, em Porto Alegre.  Desde então, diversas cidades no Rio Grande do Sul aderiram ao movimento. Em 2009, pela primeira vez o evento foi realizado simultaneamente em quatro capitais. Diversos outros países também realizam o evento, que é chamado de "Free Tax Day".

Ao longo do dia, à medida que as informações forem sendo confirmadas, atualizaremos aqui as outras cidades participantes do evento.

_________________________________________________

Abaixo, a programação nas respectivas cidades:


São Paulo

Avenida Sumaré, travessa da Rua Dr. Franco Rocha, 664, Sumaré

Posto Ipiranga, Centro Automotivo Portal das Perdizes.

Horário: Abastecimento a partir das 9h, por ordem de chegada.

Pagamento: Apenas dinheiro.

Observação: Para dar oportunidade para mais pessoas, cada veículo poderá colocar no máximo 30 litros.

 

Porto Alegre:

Horário: a partir das 10h

Local: Posto Cidadão (Avenida Cristiano Fisher 1331, no bairro Petrópolis.)

 

Belo Horizonte:

Horário: a partir das 9h

Local: Posto Urbano Ferraz, Av. Alvares Cabral, 780, esquina com Av. Bias Fortes


Brasília:

Horário: a partir das 9h

Local: Posto Jarjour, SHCN SQ 206, Eixo L


Vitória:

Horário: a partir das 8h

Local: Posto Monza, Av. Desembargador Santos Neves, Praia de Santa Helena


Salvador:

Horário: a partir das 8h

Local: Posto Gameleira, BR 324


Manaus:

Horário: a partir das 7h

Local: Posto 3000 da Shell, Av Djalma Batista, Bairro Chapada, Zona Centro-Sul


No Rio de Janeiro, e nas demais cidades abaixo, a ação será no setor alimentício.

Local: Ferrari Café, Graça Aranha, número 1.

O restaurante irá oferecer 50 (cinquenta) vales-desconto de 32% no prato do almoço.  O desconto irá de meio-dia às 13h.

Realização: Instituto Millenium e ACRJ


Em Belém - PA

Local: Praça de Alimentação do Boulevard Shopping

Horário: das 10h às 22h

13 estabelecimentos venderão produtos de seus cardápios com desconto de cerca de 32%, que é o percentual que corresponde a carga tributária em cima de alimentação.

Risoto Mix, Divino Fogão, Jin Jin Wok, Pizza Hut, X-Picanha, Caíru, Tokai, Panela Brasileira, Quanto Prima, Spoleto, Bonaparte, Mercado 153, Giraffas

Realização: CONAJE e ALBS, apoio institucional ACP e apoio Boulevard Shopping


Em São Luis - MA, estes restaurantes oferecerão um prato sem impostos.

1- Ana Rosa Restaurante (Hotel PraiaBella-Solare)
2- Barraca do Chef
3- Barriga Verde Churrascaria Rodizio
4- Beach Bar
5- Bondiboca
6- Botequim
7- Buteko da Lagoa
8- Cantinho da Estrela
9- Casa Itália
10- China House
11- Dolcce Grill
12- Empório Paulista
13- Empório Forte do Pescado
14- Feijão de Corda I, II e III
15- Hangay
16- La Pizza
17- La Tratoria
18- Landruá
19- Mandacarú
20- Max Salad
21- Pizz Vignoli
22- Por Acaso
23- Riyad
24- Thai Cozinha Contemporânea


Em Pernambuco, eis a lista de restaurantes que também participarão:

http://www.ajepe.org.br/restaurantes/


Em Curitiba, eis os restaurantes que também participarão:

http://bandab.pron.com.br/jornalismo/amanha-e-dia-de-ir-a-bares-e-restaurantes-e-pagar-32-a-menos-em-curitiba-38295/


Em Campo Grande:

http://www.msnoticias.com.br/?p=ler&id=86685


Em Fortaleza:

http://diariodonordeste.globo.com/materia.asp?codigo=1141137


Em Salvador (ver quato parágrafo):

http://www.tribunadabahia.com.br/news.php?idAtual=115950


Em Natal (ver segundo e terceiro parágrafo):

http://blog.tribunadonorte.com.br/aoponto/abrasel-e-entidades-comemoram-o-dia-nacional-sem-impostos-nesta-sexta-feira/50094


0 votos

autor

Equipe IMB

  • Rafael Gomes  24/05/2012 10:07
    Estava eu no yahoo! para dar uma olhada nos meus emails quando me deparei com esta notícia: br.noticias.yahoo.com/sp-ter%C3%A1-1-hospital-p%C3%BAblico-c%C3%A3es-gatos-pa%C3%ADs-115900011.html

    Está aí mais um exemplo da "nobilíssima" destinação do dinheiro obtido com impostos kkkkk.
    Coitados dos animais, até eles agora serão vítimas do SUS? Caraca!!!
  • Rafael Gomes  24/05/2012 10:47
    E parabéns a todos os envolvidos na iniciativa do Dia da Liberdade de impostos!

    E um aviso ao prefeito de São Paulo: perguntei ao vira-latas do vizinho o que ele achava desse hospital público para o "cidadão canino", e ele me disse que está um pouco relutante quanto à realização do exame de próstata...
  • Adão José Sabará  24/05/2012 13:03
    Parabéns!!
    Mostra aos brasileiros o roubo(esta é palavra) a que somos submetidos todos os anos.
    O brasileiro trabalha 5 meses para o governo, 5 meses para pagar as contas que ele fez nos 5 meses anteriores. E só sobra 2 meses do ano que ele trabalha para ele mesmo.
    Ou seja novembro e dezembro, que sobra algum dinheiro devido a gratificação de natal(13o. salário).
    E o governo dando mais benefícios, bolsas de tudo que é nome, empréstimo para a ilha prisão de Cuba(ninguém pode sair de lá).

    Cria dinheiro sem lastro, dinheiro artificial, criando o ambiente exato para a inflação.
    Impostos altos + inflação + desemprego + poder aquisitivo diminuído, é este o cenário que se avizinha.
    Mais o governo só vê, copa do mundo, a Rio +20(o governo vai gastar 100 milhões) neste evento que vai servir para nada.

    Impostos = Roubo, para sustentar parasitas, apadrinhados e essa máquina estatal que cada dia quer e deseja mandar em nossas vidas.




  • Willian  24/05/2012 16:34
    Em Curitiba temos alguns restaurantes participando com 32% de desconto.

    bandab.pron.com.br/jornalismo/amanha-e-dia-de-ir-a-bares-e-restaurantes-e-pagar-32-a-menos-em-curitiba-38295/

  • Leandro  24/05/2012 16:42
    Willian, obrigado. Já acrescentei.
  • Daniel F.  24/05/2012 16:35
    É legalmente possível colocar um anexo no contracheque com o custo total do trabalhador no mês (incluindo provisões de processo trabalhista)? É uma ação que aumentaria o conhecimento dele do quanto realmente custa e o quanto vai para o governo.
  • Ronaldo Quinto  24/05/2012 18:10
    Não roubem, pois o governo não tolera concorréncia!!!
  • Leandro  24/05/2012 19:37
    Informações atualizadas para Fortaleza, Natal, Salvador (postos e restaurantes), Curitiba, Campo Grande e Manaus.
  • Andre Cavalcante  25/05/2012 00:07
    Antes de mais nada, parabéns pela iniciativa (em todo o Brasil)

    Pelo que entendi os 53% são impostos diretos sobre a gasolina.

    Alguém já tentou fazer o levantamento de quanto custaria o litro do combustível desonerando-se toda a cadeia (produção, refino, armazenagem, transporte e venda)?

    Abraços
  • Leandro  25/05/2012 08:57
    Nota da Receita Federal publicada em seu site:

    "Neste dia, é importante entender que, se de um lado, para manter a integridade do sistema tributário, devem as Administrações Tributárias fornecer aos contribuintes a oportunidade de compreender e cumprir com suas obrigações tributárias de maneira transparente e eficiente, de outro lado é importante ressaltar que os tributos constituem importante instrumento para reduzir as desigualdades sociais e construir uma sociedade mais justa e solidária".

    Traduzindo a primeira parte da frase: a única obrigação da Receita Federal, segundo ela própria, é ensinar os pagadores de impostos a "oportunidade de compreender e cumprir com suas obrigações tributárias de maneira transparente e eficiente".

    Ou seja, você não apenas tem a obrigação de aquiescer com a espoliação, como também tem de fazê-lo de maneira transparente e, acima de tudo, eficiente. "Eficiente", é claro, significa entregar cada centavo adquirido com o suor do seu rosto para a burocracia pornograficamente bem remunerada, a qual irá repassar o esbulho para os políticos fazerem seus mensalões.

    Já a segunda parte da frase diz que confiscar 40% da renda do país é um instrumento eficientíssimo para "reduzir as desigualdades sociais e construir uma sociedade mais justa e solidária".

    Entenderam? Tomar dinheiro de uma população majoritariamente pobre e utilizar este dinheiro para sustentar o luxuoso padrão de vida de uma burocracia soviética é, na verdade, um instrumento de justiça social e de redução das desigualdades. Só se for de desigualdade entre as diversas escalas da burocracia.

    Orwell vive e passa bem no Brasil.
  • Maurício Goncalves  25/05/2012 10:54
    Só o Helio Schwartsman superou a Receita nesse quesito num artigo que ele escreveu para a Folha:

    Segundo ele:

    "Pesquisadores britânicos pedem que o governo aplique uma sobretaxa a alimentos não saudáveis. Eu apoio. Não porque não goste de cheesecake e torresminho, mas porque acredito que podemos usar o sistema tributário para ampliar nosso nível de liberdade."

    O que falar desse sujeito?
  • Luis Almeida  25/05/2012 11:34
    A idiotice já começa ao afirmar que torresmo não é saudável, quando hoje se sabe que são as gorduras saturadas que melhoram os níveis de colesterol, pressão e triglicérides, ao passo que os carboidratos, principalmente os derivados de farinha de trigo, são os principais vilões causadores de todos estes males.

    Já quanto à frase "acredito que podemos usar o sistema tributário (no caso, aumentar impostos) para ampliar nosso nível de liberdade", vejo-me obrigado a chamar um porta-voz: (o vídeo já começa no ponto certo)

    youtu.be/By-0bcp3Sw4?t=3s
  • Maurício Goncalves  25/05/2012 11:46
    Muito bom, Luis! Eu pensei exatamente a mesma coisa que vc ao postar o texto, só que não tive a sua boa idéia de complementar com este trecho. Hehehe

  • Eduardo W  25/05/2012 09:22
    Excelente iniciativa!

    É mesmo uma batalha difícil convencer o cidadão a concordar com menos impostos.
    Apesar de todos intuitivamente verem o quanto seriam beneficiados sem impostos como nesse evento, muitos ainda têm medo da redução de impostos por acreditarem que são estes que pagam pela "civilização", e que sem um estado forte e bem 'alimentado' regrediríamos.

    Hoje mesmo eu me deparei com esses idólatras do estado fazendo um terrorismo completamente desinformado sugerindo como pagar pouco imposto te leva ao fracasso, e como pagar muito imposto vai te transformar numa Suécia, Dinamarca ou Finlândia.

    exame.abril.com.br/economia/album-de-fotos/onde-vivem-os-cidadaos-que-menos-pagam-impostos-no-mundo

    exame.abril.com.br/economia/noticias/os-dez-paises-onde-mais-se-paga-imposto-de-renda

    Que impostos dóem todos sabem... resta fazer as pessoas entenderem que dobrar o imposto não vai nos transformar em Dinamarca, ou reduzí-los pela metade não vai nos transformar em Mianmar.
    Senão o que vai continuar se ouvindo pro resto da vida sobre a alta carga tributária brasileira é o clichê "eu não me importaria de ser alta, desde que recebêssemos serviços públicos de qualidade", e as pessoas tomando como uma "dor necessária" que pagaria pela qualidade de vida.

    Enquanto acharem que as altas qualidades de vida são conseguidas diretamente pelos altos impostos, e enquanto as pessoas não entenderem que imposto é roubo, não um "dever cívico", vai ser difícil convencê-las a algo concreto.
    Temos um longo caminho pela frente!
  • Paulo  25/05/2012 12:20
    Mas será q um protesto por um dia resolve? Acho q o protesto deveria ser desta forma: todo o mundo resolver sonegar imposto, cobrando mais barato e dizendo ao governo: "só voltaremos a pagar, se a carga tributária for reduzida a 20%". E se o governo vier dizer q "precisa da nossa grana para sustentar os seus gastos", basta respondermos: "é só cortar os gastos inúteis de vcs, de qqr forma por durante anos pagamos impostos e veja qualidade da nossa saúde, da nossa educação, a situação dos nossos velhinhos".... Queria ver o q o governo ia fazer:
    1) ia mandar prender todo o mundo; ou
    2) atender à reivindicação;
  • anônimo  26/05/2012 13:40
    Preciso fazer um PG e gostaria de saber qual é a escola de direito que vocês defendem e qual vocês fazem oposição.

    Desde já, obrigado.


Envie-nos seu comentário inteligente e educado:
Nome
Email
Comentário
Comentários serão exibidos após aprovação do moderador.